Antropologia poetica -correto- (com opiniao)

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (818 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Antropologia poética!

Ter você por perto - Eguinaldo Gomes Rodrigues


Ter você por perto, faz
com que eu me sinta seguro.
Você preenche as lacunas da minha vida, e enobrece
os sentimentosque carrego em meu coração.
Você me conduz aos mais belos recantos da paixão,
fazendo-me mergulhar nas águas do TUDO É POSSÍVEL.
Faltam-me palavras para descrever
o quanto sou feliz ao seulado,
contudo sobejam as provas de que
sou fiel ao amor que você me dedica.
Posso nao ser um bom orador,
mas isso não importa, não é?
Meus passos falam por mim, meus abraços revelam que esse é umamor lindo, poderoso e sem fim.

(O eu lírico mostra o amoor qe sente para com outra pessoa, tenta demonstrar o quanto é feliz por estar junto a ela... ) - opiniao

O verbo no infinito - Viniciusde Morais



Ser criado, gerar-se, transformar
O amor em carne e a carne em amor; nascer
Respirar, e chorar, e adormecer
E se nutrir para poder chorar

Para poder nutrir-se; e despertar
Umdia à luz e ver, ao mundo e ouvir
E começar a amar e então sorrir
E então sorrir para poder chorar.

E crescer, e saber, e ser, e haver
E perder, e sofrer, e ter horror
De ser e amar, e sesentir maldito

E esquecer de tudo ao vir um novo amor
E viver esse amor até morrer
E ir conjugar o verbo no infinito...

(Neste poema, o autor tenta mostrar todas as emoções que temos ao amaralguem. Conjuga o verbo no infinito porque achas qe o amoor é sem fim. Ele tenta mostrar oq é amar alguém! ) - opiniao

Carência - Clarice Lispector



Ah, meu amor, não tenhas medo da carência:
Elaé o nosso destino maior.
O amor é tão mais fatal
do que eu havia pensado,
O amor é tão inerente quanto a
própria carência,
E nós somos garantidos por uma necessidade
que se renovarácontinuamente.
O amor já está, está sempre.
Falta apenas o golpe da graça -
que se chama paixão."

(Aqui, Clarice tenta explicar porque seu amor não deve temer a carência, e como o segundo poema. Tenta...
tracking img