Andebol em cadeira de rodas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2265 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Agradecimentos
Com a elaboração deste trabalho, que nos suscitou muita curiosidade e um grande interesse, queremos agradecer á APD do Porto (Associação Portuguesa de Deficientes – Delegação Distrital do Porto), nomeadamente aos atletas da modalidade de Andebol em Cadeira de Rodas, e a um dos colaboradores/treinador (Ricardo Neves) pela disponibilidade, simpatia e pelo esclarecimento de algumasdúvidas que nos tinham surgido.
Com a colaboração destes atletas foi-nos possível observar um treino, entrar em contacto direto com os praticantes, experimentar a modalidade e obter material importante para o desenvolvimento do trabalho proposto no âmbito da disciplina de Bases da Educação Física Adaptada, do curso de Educação Física e Desporto.

Introdução
No âmbito da disciplina de Bases daEducação Física Adaptada, integrada no primeiro ciclo de estudos do Curso de Educação Física e Desporto, apresentamos o trabalho de seu nome Andebol em Cadeira de Rodas. Nesta disciplina são abordadas algumas deficiências que nos condicionam a nível motor.
Deficiência é a perda de alguma capacidade motora, fisiológica e/ou psicológica. Estas deficiências podem ser temporárias ou permanentes, quejá nasceram com o indivíduo ou adquiridas ao longo da vida, que se caracteriza exteriormente por um distúrbio em algum elemento corporal (fala, mobilidade, visão. Uma pessoa deficiente é, regra geral, alvo de discriminação, muitas vezes feita inconscientemente, tanto a nível social, como a nível educativo e também desportivo. Às vezes, é mais fácil colocar um indivíduo com necessidades especiaisdentro de um lar apropriado do que o tentarmos integrar na sociedade.
Felizmente, já é possível encontrarmos centros desportivos que dispõem de atividades adaptadas aos deficientes, e que muitas vezes conseguem transformar pessoas inadaptadas em atletas de alta competição. Podemos dar como exemplo os Jogos Paralímpicos, que ao longo dos anos, tem vindo a crescer significativamente tanto emnúmero de participantes, como em número de espectadores e adeptos.
Entre as inúmeras atividades existentes foi nos proposto trabalhar na disciplina do Andebol em Cadeira de Rodas, atividade esta que pela curiosidade suscitada e pelo gosto da mesma, nos motivou à realização do trabalho.
Neste trabalho vamos então falar mais profundamente no Andebol em Cadeira de Rodas e tudo o que move estas pessoascom deficiência a terem tanta ambição e vontade de praticar esta modalidade apesar de todas as dificuldades.

História do Andebol em Cadeira de Rodas
O andebol em cadeira de rodas é uma modalidade ainda pouco conhecida, mas que vem crescendo desde a sua criação de maneira acentuada.
O Andebol em cadeira de rodas ou HCR foi criado pelos professores Décio Roberto Calegari, José Irineu Gorla eRicardo Alexandre Carminato, no ano de 2005, na Universidade Paranaense (Unipar – Campus Toledo/PR), instituição incentivadora e parceira da ATACAR -Associação Toledense dos Atletas em Cadeira de Rodas, ONG gestora do Desporto Adaptado no Município de Toledo. A primeira federação da modalidade a ser criada foi a Federação Paranaense de Andebol em Cadeira de Rodas (FPRHCR - Handebol em Cadeira deRodas), fundada em maio de 2007, também na cidade de Toledo.

Filosofia do Andebol
A Federação de Andebol Europeia que representa todos os amigos do andebol na Europa, sempre tentou envolver o máximo de pessoas possível no andebol, introduzindo novas iniciativas. A Família do Andebol Europeu dá as boas-vindas a toda a população interessada no andebol e é importante estabelecer as melhores condiçõespara conhecer as suas necessidades.
EHF (Federação de Andebol Europeia) tem a responsabilidade de oferecer o andebol para toda a população de todos os níveis. Nos já ganhamos muito ao introduzir o andebol de praia e camadas jovens.
Mas é tempo de alargar o andebol para pessoas deficientes partilhando a filosofia do andebol. Andebol não devia ser limitado a idades, géneros e condições...
tracking img