Amniorrexe

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1659 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Amniorrexe 
Prematura ou Ruptura Prematura das Membranas (RPM)

Definição

A amniorrexe prematura, como o nome diz, é a rotura das membranas (âmnio e cório) antes do início do parto. A amniorrexe prematura pretermo acontece antes do termo, isto é, antes de 37 semanas, sendo prevalente em até 40% antes do termo, podendo ser ela o fator desencadeante da interrupção da gravidez. A AP estáassociada a risco aumentado de corioamnionite, prematuridade, SAR no neonato, sofrimento fetal, prolapso de cordão umbilical,portanto, é fator de risco tanto para a mãe como para o feto.
As membranas ovulares são compostas de dois folhetos, um interno, em contato com o líquido amniótico, denominado âmnio, e outro externo, denominado cório. As membranas ovulares, assim constituídas permanecem íntegrasaté o início do trabalho de parto. A sua rotura antes deste evento constitui a rotura prematura das membranas, e tal acontecimento requer algumas providências por parte do obstetra.
Tal situação coloca a cavidade amniótica em contato com os microrganismos que podem ser encontrados na vagina, propiciando desta forma a contaminação do feto ainda dentro da cavidade uterina.

ETIOLOGIA

A causaapontada para a ruptura prematura de membranas é a vaginose bacteriana, e a conseqüente produção de enzimas pelas bactérias (normalmente presentes na flora vaginal) que tem sua proliferação descontrolada. A vaginose pode estar presente em até 40% das gestações.
As mais diversas teorias tem sido propostas para explicar o rompimento das membranas ovulares, mas de qualquer forma a causa pode sersubordinada a:

* Fatores mecânicos
* Fatores enzimáticos 
* Fatores bacterianos 
* Fatores histológicos 

INCIDÊNCIA

A incidência de rotura prematura de membranas, acontece em aproximadamente 10% das gestações.

Sinais e Sintomas

As complicações associadas a RPM incluem:

* Infecções maternas, fetais e neonatais;
* Trabalho de parto e parto prematuros;
*Hipoxia e asfixia fetal decorrente da compressão funicular ou da presença de DPP associado;
* Aumento de cesariana;
* Síndrome de deformação fetal (CIR, malformação devido à compressão da face e membros pela oligodramnia e, principalmente, hipoplasia pulmonar).

DIAGNÓSTICO

O diagnóstico da Amniorrexe prematura (AP) pode ser feito clinicamente, quando há o relato de perda transvaginalsúbita de líquido em grande quantidade. A perda de líquido se mantém contínua após a perda inicial. O diagnóstico é muito fácil quando se realiza um exame especular e se visualiza o líquido, claro (pode conter grumos ou mecônio) no canal vaginal – pode-se pressionar o fundo uterino e também ver o líquido escoando pelo orifício cervical externo. O diagnóstico clínico pode ser difícil e até não ser feitoquando ocorre ruptura alta das membranas, quando a perda de líquido acontece em pequena quantidade e é persistente. Pode acontecer, também, apenas a coriorrexe, onde há perda de líquido, mas não há rotura do saco amniótico. O exame físico está dentro dos padrões de normalidade e o exame obstétrico mostra volume uterino adequado para a idade gestacional referida, útero normotônico, partes fetaispalpáveis mais facilmente e batimentos cardíacos fetais presentes. A visualização de saída de líquido amniótico pelo orifício do colo é indicador absoluto para o diagnóstico. Como, entretanto, nem sempre este dado é obtido, utilizam-se métodos laboratoriais. Bons resultados são obtidos pelo teste descrito por Ianetta (1984), que consiste na mudança de coloração (incolor para marrom) de esfregaço deamostra de líquido amniótico em lâmina, aquecida durante um minuto.O diagnóstico também pode ser feito por outros métodos, bastante úteis diante de dúvida diagnóstica pela história clínica. A ultra-sonografia (US) é o procedimento mais realizado para confirmar a amniorrexe, quando se diagnostica oligo ou anidramnia. O US pode ser feito com 1 semana decorrida da AP, para avaliar a quantidade de...
tracking img