Amartya sen

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1856 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
trabalho de psicologia
[pic]






















































































SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3

2 ABUSO SEXUAL INFANTIL..................................................................................4

2.1 PERFIL DAVITIMA................................................................................................4

2.1.1 PERFIL DO AGRESSOR ...................................................................................4

2.1.1.1VIOLENCIA SEXUAL .......................................................................................5

2 CONCLUSÃO 6

3 REFERÊNCIAS 7
INTRODUÇÃO

O abuso sexual contra crianças eadolescentes tem sido considerado um grave problema de saúde pública, devido aos altos índices de incidência e às sérias conseqüências para o desenvolvimento cognitivo, afetivo e social da vítima e de
sua família. Esta forma de violência pode ser definida como qualquer contato ou interação entre uma criança ou adolescente e alguém em estágio psicossexual mais avançado do desenvolvimento, na qual a criançaou adolescente estiver sendo usado para estimulação sexual do perpetrador. A interação sexual pode incluir toques, carícias, sexo oral ou relações com penetração (digital, genital ou anal). O abuso sexual também inclui situações nas quais não há contato físico, tais como voyerismo, assédio e exibicionismo. Estas interações sexuais são impostas às crianças ou aos adolescentes pela violência física,ameaças ou indução de sua vontade. O abuso sexual também pode ser definido, de acordo com o contexto de ocorrência, em diferentes categorias.
Fora do ambiente familiar, o abuso sexual pode ocorrer em situações nas quais crianças e adolescentes são envolvidos em pornografia e exploração sexual. No entanto, a maioria dos abusos sexuais cometidos contra crianças e adolescentes ocorre dentrode casa e são perpetrados por pessoas próximas, que desempenham papel de cuidador destas.
Isto inclui madrastas, padrastos, tutores, meio irmãos, avós e até namorados ou companheiros que morem junto com o pai ou a mãe, caso eles assumam a função de cuidadores.


























2 ABUSO SEXUAL INFANTIL

2.1 Perfil da vítima
As crianças eadolescentes vítimas de abuso sexual eram, na maioria dos casos, do sexo feminino (80,9%), enquanto que apenas 19,1% das vítimas eram do sexo masculino. A idade de início dos abusos concentrou-se em três faixas etá-rias, sendo que 10,6% das crianças apresentavam idade entre 2 e 5 anos, 36,2% destas tinham entre 5 e 10 anos e 19,1% tinham entre 10 e 12 anos. A maioria das crianças (26,6%) freqüentava oensino fundamental no início das agressões. A idade da denúncia concentrou-se na adolescência, uma vez que 42,6% apresentavam idade entre 12 e 18 anos quando a situação abusiva foi delatada. Os demais casos foram denunciados quando a vítima tinha entre 1 e 5 anos (14,9%), 5 a 10 anos (20,2%) e 10 a 12 (22,3%). Estes dados estão em consonância com os estudos epidemiológicos sobre abuso sexual infantil(Finkelhor, 1994; Kristensen & cols., 1999) que revelam que meninas são vítimas de abusos sexuais em maior freqüência do que meninos, principalmente, no ambiente familiar. A literatura especializada aponta que uma em cada quatro meninas e um em cada 10 meninos é vítima de violência sexual antes de completar 18 anos. Além disso, estes resultados revelam um aspecto importante da dinâmica do abusosexual, a maioria dos casos é mantida em segredo por mais de um ano. Este fato ocorre devido a dois fatores: a Síndrome de Segredo e a Síndrome de Adição, conforme descritos na introdução (Furniss, 1993). O abuso sexual é caracterizado por uma progressão ascendente que inicia quando a criança é ainda muito pequena (5 a 10 anos nesta pesquisa) através de carícias mais sutis e torna-se mais explícito...
tracking img