Aluno

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1500 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FORMAÇÃO DE ACORDES 

Parte 1: 

Na teoria musical para guitarra, a formação de acordes exerce uma grande influência sobre o aprendizado de outras matérias. Um guitarrista que domine a formação de acordes terá muito mais liberdade ao compor e interpretar, devido à maior variedade de desenhos de acordes disponíveis para uso. 

Você sabe que cada casa pressionada no braço da guitarra emiteuma determinada nota. 
A primeira corda solta é um E, pressionada na casa 1 é um F, pressionada na casa 2 é um F#,etc... 

Logo, para fazer um acorde, devemos pressionar as casas correspondentes às notas que aquele acorde utiliza, certo? 

Todo acorde (Cm, F#, D7, etc...) é formado por uma tríade (ou tétrade) de notas, sendo a principal delas (a tríade) formada por uma tônica (T) , responsávelpor dar o nome ao acorde (a tônica é necessariamente a nota mais grave do acorde), uma terça (III), que indica se o acorde é maior ou menor e uma quinta (V), que indica se o acorde édissonante ou consonante.

Parte 2: 

Lembrando que: 

Dissonante: dá ao ouvido uma sensação de "movimento" 
Consonante: dá ao ouvido uma sensação de "repouso" 

Bem, já aprendemos que uma tríade é um conjuntode 3 determinadas notas. Vamos ver o exemplo de Dó: 

C.....C#.....D.....D#.....E.....F.....F#.....G.....G#.....A .....A#.....B.....C 

Ou seja: 

I: C 
II: D 
III: E 
IV: F 
V: G 
VI: A 
VII: B 
VIII: C 

Logo, a tríade de Dó é: 

I + III + V = C + E + G

Partindo da mesma fórmula, podemos obter a seguinte tabela de tríades: 

.......I.....III.....V 
C.....C.....E.....G D.....D.....F.....A 
E.....E.....G.....B 
F.....F.....A.....C 
G.....G.....B.....D 
A.....A.....C.....E 
B.....B.....D.....F

Tipologia das tríades 

A tipologia da tríade é basicamente sua configuração estrutural considerando os intervalos entre os graus (notas).

Podemos considerar a existência de quatro formas básicas de tipologia de tríades: 

Maior 
Menor 
Aumentada 
Diminuta Mas antes de prosseguirmos, vamos relembrar alguns detalhes: 

Primeiramente, relembraremos os nomes dados aos graus da escala: 

1º grau – TÔNICA 
2º grau – SUPERTÔNICA 
3º grau – MEDIANTE 
4º grau – SUBDOMINANTE 
5º grau – DOMINANTE 
6º grau – SUPERDOMINANTE 
7º grau – SENSÍVEL OU SUBTÔNICA (em determinadas escalas) 
8º grau – TÔNICA 

Tônica é a nota da qual a escala tira seunome. É obrigatoriamente a nota mais grave. 
A supertônica é o grau logo acima da tônica (super=acima de). 
A mediante é o grau que fica entre o primeiro e o quinto graus. 
A subdominante recebe este nome por vir logo antes da dominante, que é o grau mais “importante” depois da tônica, e que é sucedido obviamente pela superdominante. 
A sensível, ou nota atrativa, recebe este nome por dar aimpressão de tender a subir para o oitavo grau. Isso se explica pelo fato de que a sensível fica a meio tom da tônica. Quando, devido à construção de determinada escala, asensível fica a 1 tom da tônica, recebe o nome de subtônica.

Para compreendermos melhor os esquemas a seguir, vamos ainda relembrar rapidamente alguns aspectos sobre os intervalos: 

Os intervalos são, essencialmente,a distância entre as notas. O nome do intervalo é caracterizado por lembrar onúmero de graus abrangidos. 

Regra: "Os I, III, VI e VII graus podem ser maiores, menores, aumentados ou diminutos. Os IV, V e VIII graus podem ser justos, aumentados ou diminutos." 

Legenda: 

M – maior 
m – menor 
A – aumentado 
º ou dim – diminuto 
J – justo 

Listagem de intervalos: 

Usando o exemplo de Dó Maior 2M - está a 1 tom da tônica (D) 
2m - está a meio tom da tônica (Db) 
2A - está a 1 tom e meio da tônica (D#]) 
2º - não existe 

3M - está a 2 tons da tônica (E) 
3m - está a 1 tom e meio da tônica (Eb) 
3A - está a 2 tons e meio da tônica (E#) 
3º - está a 1 tom da tônica (Ebb) 

4J - está a 2 tons e meio da tônica (F) 
4A - está a 3 tons da tônica (F#) 
4º - está a 2 tons da...
tracking img