Algoritimos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1251 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Doença de Pick
Informações gerais
Sintomas
Tratamento
Prevenção
Figuras

Nomes alternativos:
síndrome da afasia-agnosia-apraxia, doença de Arnold Pick, atrofia cerebral; atrofia cerebral circunscrita; esclerose lobular; demência pré-senil
Definição:
Doença que envolve a deterioração da função mental, que é causada por alterações no tecido cerebral, e que está relacionada a doenças,incluindo a atrofia dos tecidos e a presença de corpos anormais (corpos de Pick) nas células nervosas das áreas afetadas do cérebro.
Causas, incidência e fatores de risco:
A doença de Pick é uma doença rara, semelhante à demência senil/tipo Alzheimer. Esta condição afeta 1 em cada 100.000 pessoas. Afeta as pessoas de ambos os sexos, porém é mais comum nas mulheres do que nos homens. Pode ocorrerprematuramente aos 20 anos de idade, mas geralmente aparece entre os 40 e 60 anos. A idade média de instalação é aos 54 anos.
Seu início geralmente é vagaroso e insidioso. Esta condição envolve a retração dos tecidos (atrofia) dos lóbulos frontal e temporal do cérebro. Os neurônios (células nervosas) das áreas afetadas contêm material anormal (corpos de Pick). Não há plaquetas ou fibrasintracelulares. A causa exata é desconhecida. Se teoriza que a doença de Pick é um distúrbio hereditário dominante.
Os sintomas são similares aos da demência senil/tipo de Alzheimer, com afasia (perda da capacidade de falar), agnosia (perda da capacidade de reconhecer objetos ou pessoas) e apraxia (perda da capacidade de movimentos). As alterações de comportamento podem ocorrer antes da perda de memória.Entre os fatores de risco estão incluídos os antecedentes pessoais ou familiares da doença de Pick, ou de demência senil.
Sintomas:
Os problemas com os movimentos e a coordenação (apraxia) podem ser um dos primeiros sintomas da doença.
Alterações do humor, alterações de personalidade.
• despreocupação surpreendente e ausência de ansiedade
• perda da iniciativa própria
• falta deinteresse (a pessoa não manifesta nenhum tipo de emoção)
• indecisão
• humor inadequado
• falta de espontaneidade
• redução do interesse pelas atividades cotidianas
• prejuízo da capacidade de julgamento
Alterações de comportamento:
• excessiva exploração manual do meio ambiente
• isolamento da interação social
• incapacidade para funcionar ou interagir em situações sociais oupessoais
• incapacidade para conservar o emprego
• redução da capacidade de tomar conta de si mesmo
• comportamento inadequado em relação ao meio ambiente
Alterações na fala:
• ecolalia (repetição de tudo que se fala para a pessoa)
• a fala é incompreensível
• afasia (redução da capacidade da linguagem, dificuldade para falar ou entender a fala)
• incapacidade de compreender o que sefala
• incapacidade para falar
• incapacidade para repetir as frases
• dificuldade de enunciação
• redução da capacidade para ler ou escrever
• incapacidade para nomear objetos
Outros alterações que podem se apresentar são:
• perda das habilidades cognitivas e intelectuais
• distúrbios específicos na aprendizagem e na resolução de problemas:
o incapacidade de generalizar
o perdado pensamento abstrato
o prejuízo da capacidade para calcular
o incapacidade para aprender
• fraqueza
• aumento do tônus muscular
• incontinência urinária
• demência progressiva
• perda da memória
Sinais e exames:
O médico se baseia no diagnóstico inicial sobre os antecedentes e sintomas, sinais e exames, e descarta outras causas da demência, incluindo a demência causada poralterações metabólicas. O exame neurológico pode revelar sinais que variam de acordo com o sitio anatômico comprometido. Os sinais dos lóbulos temporal e frontal são os mais comumente envolvidos, dando como resultado alterações na fala e no comportamento. É possível que se haja outras anormalidades, como os sinais de liberação frontal (presença de reflexos anormais) e níveis anormais de reflexos...
tracking img