Alfredo bosi e o tempo da poesia

Páginas: 260 (64832 palavras) Publicado: 26 de janeiro de 2013
ALFREDO BOSI

 
O SER E O TEMPO  
DA POESIA 

 
http://groups.google.com.br/group/digitalsource 

Esta  obra  foi  digitalizada  pelo  grupo  Digital  Source  para  proporcionar,  de 
maneira  totalmente  gratuita,  o  benefício  de  sua  leitura  àqueles  que  não  podem 
comprá‐la ou àqueles que necessitam de meios eletrônicos para ler. Dessa forma, a 
venda  deste  e‐book  ou até  mesmo  a  sua  troca  por  qualquer  contraprestação  é 
totalmente condenável em qualquer circunstância. A generosidade e a humildade é 
a marca da distribuição, portanto distribua este livro livremente. 
Após  sua  leitura  considere  seriamente  a  possibilidade  de  adquirir  o  original, 
pois assim você estará incentivando o autor e a publicação de novas obras. 

EDITORA CULTRIX
SÃOPAULO
EDITORA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

 

Autor: ALFREDO BOSI
Título: O SER E O TEMPO DA POESIA
EDITORA CULTRIX
SÃO PAULO
EDITORA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
Digitalização: Lara Souto Santana
Correção: Clarissa Sanches / Dayse Duarte
Formatação: Dayse Duarte
Paginação: rodapé.

Obra publicada com a colaboração da
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
Reitor: Prof. Dr. Orlando Marques dePaiva
EDITORA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
Presidente: Prof. Dr. Mário Guimarães Ferri
Comissão Editorial:
Presidente: Prof. Dr. Mário Guimarães Ferri (Instituto de Biociências). Membros: Prof. Dr. Antônio
Brito da Cunha (Instituto de Biociências), Prof. Dr. Carlos da Silva lacaz (Faculdade de Medicina), Prof.
Dr. Pérsio de Souza Santos (Escola Politécnica) e Prof. Dr. Roque Spencer Macielde Barros (Faculdade
de Educação).

FICHA CATALOGRÁFICA
(Preparada pelo Centro de Catalogação-na-Fonte, Câmara Brasileira do Livro, SP)
B755s

Bosi, Alfredo, 1936O ser e o tempo da poesia. São Paulo, Cultrix,
Ed. da Universidade de São Paulo, 1977.
1. Poesia 2. Teoria literária I. Título.

77-0517

CDD-801

Índice para catálogo sistemático:
1. Poesia: Teoria literária 801

Capae ilustrações de
Lila Figueiredo
MCMLXXVII
Direitos reservados com exclusividade pela
EDITORA CULTRIX LTDA.
Rua Conselheiro Furtado, 648, fone 278-4811, 01511 São Paulo, SP
Impresso no Brasil
Printed in Brazil

Para Dora e José Paulo Paes

SUMÁRIO 
1. Imagem, Discurso ............................................................................... 13
2. O som no signo................................................................................... 37
3. Frase: música e silêncio ...................................................................... 63
4. O encontro dos tempos ..................................................................... 109
5. Poesia Resistência ................................................................................ 139
6. Leitura deVico .................................................................................... 193


IMAGEM, DISCURSO 
A idéia, na imagem, permanece infinitamente
ativa e inexaurível.
Goethe

A experiência da imagem, anterior à da palavra, vem enraizada no corpo. A
imagem é afim à sensação visual. O ser vivo tem a partir do olho, as formas do sol, do
mar, do céu. O perfil, a dimensão, a cor.A imagem é um modo da presença que tende a
supri o contacto direto e a manter, juntas, a realidade do objeto em si e a sua existência
em nós. O ato de ver apanha não só a aparência da coisa, mas alguma relação entre nós e
essa aparência: primeiro e fatal intervalo. Pascal: "Figure porte absence et présence."
A Imagem pode ser retida e depois suscitada pela reminiscência ou pelo sonho.
Com aretentiva começa a correr aquele processo de co-existência de tempos que marca a
ação da memória: o agora refaz o passado e convive com ele.
Pode-se falar em deformação ou em obscurecimento da imagem pela ação do
tempo. Na verdade, "le temps ne fait rien à l'affaire". O nítido ou o esfumado, o fiel ou o
distorcido da imagem devem-se menos aos anos passados que à força e à qualidade dos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Alfredo bosi
  • Resenha sobre Alfredo Bosi
  • analise de alfredo bosi
  • Cultura como tradição
  • Sobre alfredo bosi e antônio cândido
  • Cultura brasileira: temas e situações (alfredo bosi)
  • Resenha do texto “narrativa e resistência” – alfredo bosi
  • Cultura Brasileira e Culturas Brasileiras de Alfredo Bosi

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!