Alergia bulimia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1950 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. ALERGIA

As alergias alimentares normalmente se manifestam na infância e ocorrem mais frequentemente quando há história familiar de alergias. As respostas alérgicas com maior frequência incluem sintomas respiratórios e gastrointestinais e reações cutâneas, mas em alguns casos podem ser mais vagas, tal como a fadiga, letargia e mudanças de comportamento. Existem controvérsias sobre a realdefinição de alergia alimentar, e os testes para alergias alimentares não são específicos e inequívocos. É uma reação adversa a um alimento que é mediada por um mecanismo imunológico. Ocorre consistentemente após o consumo daquele alimento e causa mudanças funcionais nos órgãos-alvos (KRAUSE, 1998).

1.1 Características da Doença
Alergias caracterizam com a mesma resposta típica dehipersensibilidade própria a todas as alergias. As manifestações alérgicas são devidas à liberação de histamina e serotonina, que causam contração da musculatura lisa e aumentam a permeabilidade capilar. Os principais tecidos afetados estão localizados no nariz nos brônquios, no trato gastrintestinal, na pele, (Fig1) e no celebro muito embora também possam sê-lo os de qualquer outra área. (BODINSKI,1998).



Fig1. Reação alérgica
As reações alérgicas são classificadas em quatro tipos. no Tipo I, chamamos de hipersensibilidade imediata, reação anafilática mediada por IgE ou reagínica. Os sintomas no Tipo I inclui febre do feno, anafilaxia, a maioria das alergias alimentares. Os sintomas ocorrem dentrode segundos até 2h. Os sintomas de reações alimentares podem incluir edema de laringe, vômito, diarreia, eczema, prurido, broncoespasmo, e choque. O tipo II, também conhecida como Citotóxica, resulta da transfusão de tipos sanguíneos incompatíveis. No tipo III, ou complexo antígeno-anticorpo (Reação de Arthus), as reações demoram pelo menos 6 horas para aparecerem e podem levar vários dias paraserem clinicamente aparentes. Já no Tipo IV, que é a hipersensibilidade atrasada, ocorre mais frequentemente em casos de rejeição de enxertos, (KRAUSE, 1998).
Muitos alimentos têm sido envolvidos na alergia alimentar. Os alérgenos alimentares mais comuns são comumente alimentos consumidos com conteúdo alto de proteína, especialmente de origem vegetal ou marinha (Ver tabela 1).
TABELA 1 –ALÉRGENOS MAIS COMUNS POR GRUPO ETÁRIO
BEBÊS/ CRIANÇAS | ADULTOS |
Ovo | Peixe |
Peixe | Nozes |
Leite | Amendoins |
Amendoins | Marisco |
Soja | Soja |
Trigo |   |
FONTE: Tabela 38.3 pg,866 Krause (1998). Alimentos, Nutrição e Dietoterapia.

1.2 Dietoterapia
É usada tanto na identificação do alérgeno alimentar, como para evitar reações. Na maioria das vezes, o teste cutâneopara identificação dos antígenos alimentares não é seguro. A identificação do alimento responsável por uma resposta imediata é geralmente mais simples do que a do que provoca uma resposta retardada. O ponto de partida é uma anamnese com o próprio passado alérgico do paciente. Qualquer alergia ou possível resposta alérgica deverá ser inteiramente investigada, para identificar o antígeno (BODINSKI,1998).
No geral as alergias alimentares incluem como alimentos que podem ser consumidos são aqueles que sua composição não seja derivada de leite, ovos, trigo, soja e milho. É bom que seja incluído na dieta alimentos que sejam ricos em vitamina D e cálcio que possam substituir o leite. Para substituir os ovos é aconselhável ingerir massa, arroz, caldo e molhos de salada preparados sem ovo emaisena e pudins de tapioca preparados sem ovo. E por fim para substituir o milho. Em uma dieta, é aconselhado ingerir soda aromatizada, suco de fruta, pasta de amendoim sem adoçantes adicionados, fermento em pó de pouco peso, farinha ou fécula de batata, sobremesas geladas sem adoçantes, frutas frescas, açúcar e xarope de bordo puro ou mel, alimentos sem óleos de milho e outros óleos, (ver tabela...
tracking img