Alcool e drogas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1869 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Roteiro de Análise de Artigo Científico













Questões



1- Referência Bibliográfica (formato ABNT):

Sousa, J., Kantorski, L. P., Mielke, F. B. Vínculos e Redes Sociais de Indivíduos Dependentes de Substancias Psicoativas Sob Tratamentos em CAPS AD. Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool e Drogas. Vol. 2, n1, p.1-17, 2006.



2- Problema de pesquisa:

Emseu artigo (Sousa et al, 2006) faz um exame critico da realidade, à partir da contribuição da globalização mundial para o isolamento social do indivíduo que busca novas maneiras de enfrentamento para situações de estresse e solidão, cada vez mais presente em uma configuração social que estimula o consumismo, a competitividade e o individualismo, onde a droga tende como a maximização deoportunidades de obtenção de prazer e que juntamente com a exacerbação da sensualidade dentre outros fatores acaba por resultar no surgimento de drogas cada vez mais potentes.
A autora vem expõe que esse fenômeno tem diversas repercussões negativas e que por isso, torna-se de fundamental importância a análise do contexto familiar e sociocultural, identificando assim fatores de risco e proteção paradar base a ações preventivas e interventivas.
Em um segundo momento ela discorre sobre a crucial importância da família na recuperação do dependente de substâncias psicoativas, compartilhando de um pensamento ecológico onde a mudança de uma pessoa causa efeito em todo o sistema, assim a recuperação é favorecido quanto se têm apoio contextual.
Já em uma parte mais conceitual (Souza etal, 2006) define rede social pessoal como a soma de todas as relações que o indivíduo percebe como significativas ou diferenciadas do restante da sociedade. Enquanto que, vínculo vem a ser definido como uma relação particular estabelecida entre a pessoa e objeto e/ou indivíduo, onde os dois, mantém influencia mutua, havendo dois tipos de vínculo o individual e o grupal. Associando estes doisconceitos tem-se que vários vínculos significativos caminham para a formação de uma rede, que por sua vez poderá fazer intersecção com outras redes, influenciando e sofrendo influência delas. A autora cita como exemplo de rede social a família, amigos, trabalho, etc.
Em seguida ela relata a importância das redes sócias, que podem ser definidas em quatro pontos principais:
1. São fontes derecursos, informações, apoio emocional e caracterizam-se por possuir interações freqüentes, afeto positivo e apoio significativo.
2. Media a comunicação entre o indivíduo e o sistema social, delimita o espaço de atuação da pessoa, exercendo também influência sobre a conduta deste indivíduo, de maneira a participar de sua construção e de sua realidade, facilitando ou inibindo seu desenvolvimento.3. Contribui para o próprio reconhecimento do indivíduo e desenvolvimento de sua auto-imagem.
4. Há uma relação inversa entre variedade de redes sociais e vulnerabilidade frente a situação de crise, ou seja, pessoas que possuem uma maior variedade de redes sociais tem menos chances de ficar vulnerável frente a uma situação de crise.
Nota-se assim a importância da pratica sistemáticabaseada no principio de redes sociais para intervenção efetiva frente a portadores de sofrimento psíquico dentro da proposta de re-inserção social e resgate de cidadania, preconizados pelos princípios da Reforma Psiquiátrica, visto que a terapia focada no domínio sociocultural promove a criação, manutenção e fortalecimento de redes sociais.
Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) buscamcontribuir de diversas formas para o surgimento do sentimento de ‘pertencer a uma comunidade’, que outrora fora perdido pelos usuários que carregam consigo o pensamento de ser uma pessoa inferior ou mesmo excluída na sociedade.
De acordo com essa revisão (Souza et al, 2006) acredita que ao estudar os vínculos, proporcionando aos indivíduos uma análise sobre os papéis desempenhados por...
tracking img