Agricultura familiar do assentamento nossa senhora auxiliadora

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 58 (14282 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADES INTEGRADAS DE NAVIRAÍ – FINAV

AS CARACTERÍSTICAS DA PROSTITUIÇÃO FEMININA NO MUNICÍPIO DE NAVIRAÍ-MS

ANTÔNIO LAÉRCIO DUARTE DA SILVA
FABIANO NEVES LOPES

NAVIRAÍ – MS
2008
ANTÔNIO LAÉRCIO DUARTE DA SILVA
FABIANO NEVES LOPES

AS CARACTERÍSTICAS DA PROSTITUIÇÃO FEMININA NO MUNICÍPIO DE NAVIRAÍ - MS

Monografia apresentada ao curso degraduação em Geografia das Faculdades Integradas de Naviraí - FINAV, como requisito parcial à obtenção do título de Licenciatura Plena em Geografia.

Orientadora: Prof.ª Kátia Vivian Chrestani Borges

NAVIRAÍ – MS

2008
AS CARACTERÍSTICAS DAPROSTITUIÇÃO FEMININA NO MUNICÍPIO DE NAVIRAÍ - MS

Monografia aprovada como requisito parcial para obtenção do grau deLicenciatura Plena em Geografia no Curso de Graduação em Geografia das Faculdades Integradas de Naviraí - FINAV, com nota final ____________( ), conferida pela Banca Examinadora formada pelos professores:

_____________________________________
Msc. Irene Haas do Amaral
Profª. Coordenadora doCurso

Banca Examinadora:

__________________________________
Kátia Vivian Chrestani Borges
Profª. Orientadora

__________________________________

Prof. Examinador

__________________________________

Prof. Examinador

Naviraí, ____ de ____________ de 2008

DEDICATÓRIADedicamos este trabalho às mulheres, profissionais do sexo, que com seus depoimentos de vida colaboraram para a gênese desta pesquisa, mostrando-nos a verdadeira face de sua profissão.

AGRADECIMENTOS

Agradecemos a DEUS, que através de sua bondade nos deu o bem mais importante: a Vida, e nos ajudou a vencer mais um obstáculo, estando sempre ao nosso lado nos dando força e coragem.Agradecemos a nossa família, em especial as nossas esposas pela paciência, compreensão e apoio, por estaremos sempre ao nosso lado nos incentivando.

A nossa orientadora, professora Katia Vivian Chrestani Borges, que acreditou em nosso trabalho e colaborou para que o mesmo viesse a ser realizado.

“Só ouve direito quem seliberta dos preconceitos; e só se liberta dos preconceitos quem é capaz de restituir a palavra ao silenciado.”
(Frei Antônio Moser)

RESUMO

O fator econômico é o determinante mais comum de ingresso na prostituição, sendo seguido pelo fim do casamento e pelo abandono da família, associados à dificuldade de integração no mercado de trabalho. Geralmente existe aexpectativa por parte das mulheres, de que a permanência na prostituição seja transitória, alimentada pela esperança de conseguir outro tipo de trabalho, voltar a estudar, encontrar um companheiro e casar. Assim, para grande parte das profissionais do sexo a prostituição é ainda considerada como uma estratégia de curta duração, coincidindo com a transitoriedade das dificuldades enfrentadas namanutenção pessoal e de seus filhos. A baixa escolaridade somada às dificuldades financeiras ou à pobreza absoluta, integra os obstáculos, quase intransponíveis, para a integração das profissionais do sexo no mercado oficial de trabalho. Para aquelas que pertencem às camadas sociais mais baixas, as perspectivas de mudança de atividade ainda são menos viáveis em virtude da baixa ou nenhuma escolaridadee a falta de qualquer qualificação profissional.

Palavra chave: Profissionais do sexo; Fator econômico; Baixa escolaridade.

LISTA DE SIGLAS E ABREVEATURAS

AIDS = Síndrome da Imunodeficiência Adquirida

C = calmaría

CW = Centro Oeste

Drº = Doutor

DST = Doença Sexualmente Transmissível

E = Leste

EMBRAPA = Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

Hab = Habitantes...
tracking img