Agentes de dta

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 35 (8716 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
BACTERIAS CAUSADORAS DE DOENÇAS ALIMENTARES
Salmonella ssp. e Escherichia coli





















LISTA DE TABELAS


Tabela 1 – Doenças provocadas por algumas subespécies de salmonella 15
Tabela 2 – Característica de infecções intestinais causadas por E.coli 27












































LISTA DE FIGURAS


Figura 1 – Mecânismo de infecção por Salmonella 13Figura 2- Roséola tífica. 18
Figura 3- Colonoscopia que mostrou múltiplas ulcerações orientadas longitudinalmente no íleo terminal 18
Figura 4- Lesões ovais circunscritas são observadas em cólon ascendente. Após realização de exames laboratoriais, definiu-se o diagnóstico de febre tifóide, por hemocultura 19
Figura 5 – A Ação da LT (toxina termolábil) de Escherichia coli 29SUMÁRIO


1. INTRODUÇÃO 6
2. OBJETIVOS 9
2.1. Objetivo geral 9
2.2. Objetivos Específicos 9
3. AGENTES DE DTA 10
3.1 Salmonella spp. 10
3.1.1 Fontes de Origem 10
3.1.2 Formas de Disseminação 10
3.1.3 Alimentos Envolvidos em Surtos 11
3.1.4 Caracterização da Doença 11
3.1.4.1. Patogênese e Patogenia 11
3.1.4.2 Dinâmica da infecção 14
3.1.4.3Principais Formas de Salmoneloses em Humanos 14
3.1.5 Período de Incubação 24
3.1.6 Principais Sintomas 24
3.1.7 Medidas de Controle 24
3.2 Escherichia coli 25
3.2.1 Fontes de Origem 25
3.2.2 Formas de Disseminação 25
3.2.3 Alimentos Envolvidos em Surtos 26
3.2.4 Caracterização da Doença 26
3.2.4.1. Patogenia: Significado Clínico da Doença Intestinal 27
3.2.4.2.Patogenia: Significado Clínico da Doença extra-intestinal 29
3.2.4.3. Identificação Laboratorial de Linhagens de E. coli 30
3.2.5 Período de Incubação 30
3.2.6 Principais Sintomas 31
4. CONCLUSÃO 33
5. REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS 34


1. INTRODUÇÃO


As doenças relacionadas aos alimentos são decorrentes da ingestão de alimentos que possam conter microorganismos causadores dedoenças (contaminação indesejada). São comuns em todo o mundo não só em quantidade como também na variedade de agente etiológico. Devido a pobreza e a falta de recursos para controlar os serviços de alimentação, em países em desenvolvimento, poucos casos são notificados (BOANOVA, 2008; SILVA JUNIOR, 2008).
Dentre os diversos microorganismos causadores de doenças nos atemos a Salmonellaspp. e a linhagem de E. coli especificamente a enterohemorrágica (EHEC), enteroinvasiva (EIEC), enteropatogênica (EPEC), enterotoxigênica (ETEC).
O gênero Salmonella deve o seu nome a Daniel Elmer Salmon, bacteriologista veterinário que junto com Theobald Smith isolaram e descreveram, pela primeira vez, em 1885. Mais tarde, o organismo foi denominado Salmonella chorelasuis e tornou-se aespécie típica (JAY, 2005).
A Salmonella spp. é uma bactéria entérica responsável por graves intoxicações alimentares, sendo um dos principais agentes envolvidos em surtos registrados em vários países. (ABBOTT, 2003).
Embora cientistas microbiologistas de alimentos e epidemiologistas considerem os 2.324 (dois mil e trezentos e vinte quatro), sorovares como se cada um fosse umaespécie, todas as Salmonellas foram agrupadas em apenas duas espécies, a S. entérica e a S. bongori, e 2.000 (dois mil), ou mais sorovares foram divididos em cinco subespécies ou grupos, muitos dos quais classificados com S. entérica. Os maiores grupos correspondem às seguintes sudespécies: grupo II (S. entérica susp. Salamae); grupo IIIa (S. entérica subsp. arizonae); grupo IIIb (S. entérica subsp.Diarizonae); grupo IV (S. entérica susp. Houtenae); e o grupo VI (S. entérica subsp. Indica). Os organismos pertencentes ao grupo V foram elevados a espécie, como S. bongori (JAY, 2005).
Os sintomas clínicos podem ser divididos em três grupos. A febre tifóide, causada por S. typhi , que só acomete o homem. Após a infecção, os indivíduos podem se tornar portadores por meses ou anos. Febre...
tracking img