Afetividade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4888 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
Para discutir o tema afetividade na Educação Especial, é necessário entender que todos os indivíduos, como crianças e adultos portadores de qualquer deficiência têm direito a Educação e reabilitação no decorrer de suas vidas para que o deficiente atinja uma vivência de valor e significado humano.
A sociedade, não pode contentar-se somente à assistência aos deficientes,mas dar-lhes o direito de se desenvolverem e ampliarem os seus potenciais habilitativos e cognitivos.
No entanto, a presença de uma deficiência, de uma dificuldade ou limitação, qualquer que seja a sua severidade, não deve alterar a necessidade de respeitar a dignidade e o valor humano dos deficientes. Educá-los e reabilitá-los é uma luta pelos direitos humanos, que se deve impulsionar comabnegação e determinação, onde a deficiência não é uma condição fixa, inalterável ou imutável, e que o deficiente apesar de suas limitações está aberto a mudanças do seu potencial habilitativo e cognitivo basta que tenha um professor mediador.
Neste sentido, o presente trabalho apresenta um estudo sobre a afetividade e as suas influências para o desenvolvimento emocional e intelectual dos portadores dedeficiência, expressando a sua importância no processo de ensino-aprendizagem.
Sabe-se que todo ser humano possui e desenvolve ao longo da vida diversos sentimentos e emoções, que estão atrelados aos acontecimentos vivenciados no decorrer de sua existência tornando-a mais rica e repleta de impressões e sensações que compõem o indivíduo. Deste modo é a afetividade que irá conferir o modo que cadapessoa se relaciona influenciando na forma como vê o mundo e a realidade. De maneira direta ou indireta ela exerce um profundo poder sobre a conduta do indivíduo.
A família tem um papel fundamental e responsável para formar o caráter, de educar para os desafios da vida, perpetuar valores éticos e morais. Todavia a educação se recebe em casa pelos pais e a escola tem aprimorar para que essesvalores não sejem perdidos. A participação da família na vida afetiva, no aprendizado da criança, é de suma importância para seu desenvolvimento, os devem participar, discutir, valorizar e preocupar-se com o que os filhos fazem na escola.
Como salienta Chalita, (2002) já não há mais paciência nem tempo para o carinho, o amor, o afeto na vida de muitas pessoas nos dias de hoje, já que a instituiçãofamiliar encontra-se abalada perante essa realidade. Muitos pais erram quando pensam que o conforto e o dinheiro são as coisas mais necessárias para a felicidade dos filhos, esquecendo-se que a criança precisa de outros cuidados que não são substituídos por bens materiais.
Essa falta de atenção que muitas crianças têm vivenciado na família reflete na escola, em problemas de aprendizagem e derelacionamento interpessoais.
Acredita-se que, se a afetividade é inerente ao ser humano, e o ambiente escolar é local propiciador para que vários sentimentos sejam desenvolvidos cabendo aos profissionais da área educativa, ajudar as crianças a estabelecer relações interpessoais que favoreçam seu desenvolvimento intelectual e psicológico do educando interferindo de maneira positiva na formação dacriança.

















Capítulo I
Dificuldade do professor na educação especial
Para falarmos das dificuldades que o professor enfrenta ao deparar com a inclusão em sala de aula, temos que conhecer a trajetória através dos séculos e as leis que regem os direitos das pessoas com necessidades especiais.
No século XV as crianças deficientes ou com má formação eram atiradas emesgotos e precipícios tirando-as o direito de viver. Do século XVI ao séc. XIX as mesmas continuam isoladas da sociedade, mas mantidas em abrigos, conventos e albergues como numa prisão.
Somente no séc. XX elas passam a serem vistas como cidadão de direitos, mas ainda os tratam de forma assistencialista. Familiares e alguns teóricos iniciam uma luta pela causa dos deficientes para que os mesmos...
tracking img