Especialista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1825 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
03 de abril

1- O vazio de algo não encontrado, quem sabe!
Não seiiii, não seiiii, não sei não...
Talvez, quem sabe, saber sabido
Durante, durando, dúvidas? Duvido, duvidando,
Penso, pensei, pensado!
É isso!!! É exatamente isto!

2 - Ambiente de trabalho - as pessoas são estranhas...
Hábitos, costumes, atitudes, olhares, cochichos, vozes, de vez em quando gritos,
Reclamações, telefoneque toca, sinal de mensagem entrando em celular, é música que toca, fofocas, risadas,
descontração no meio do furação.
Gavetas e portas abertas,
Pacotes de biscoitos abertos,
Adoçante sem tampa, a tampa melecando a impressora, a impressora melecada, até que alguém se toca e coloca a tampa de volta.
Isso é invadir o espaço alheio? Não respeitar? Simplesmente ignorar? Sei lá!
O negócio é cadaum ficar no seu lugar.

04 de abril

3 - Tristeza... Não é boa para nada, talvez para aqueles que vivem se lamentando, ou para aqueles que lucram com ela. Como é possível pensar no oposto, ela inunda o ser de uma forma!
Porém, quando um sopro vindo sabe lá de onde, se aproxima timidamente e lentamente vai se engrandecendo, faz o ser se erguer e enxergar o horizonte. Grande luz.

09 de abril4 - O trabalho é tão preguiçoso que se perde o gosto pelo que se pode produzir.
A força interna se enfraquece. Coisas boas e alegres distanciam... Bom dia, bondade, boquiaberta, borboleta, há!!! Foi-se embora!!!

Quem sabe um desabafo desafoga o oprimido e dá o fora ou uma folga ao desaforado preguiçoso... Vai-se embora!
Desgarra-se pra bem longe onde bem distante não se enxerga, não seacha.





4.1. O trabalho tão moroso perde o gosto pelo produzir, a força interna se esvai. Coisas boas e alegres se distanciam. Bom dia, bondade, boquiaberta: a borboleta.
Ah... Foi embora.

Quem sabe um desabafo desafoga o oprimido e dá o fora ou uma folga ao desaforado preguiçoso... Vai-se embora!
Se desgarra pra bem longe onde bem distante não se enxerga, não se acha.

5 - Otrabalho é ocioso se apossa e não dá folga, o produtivo se torna distante, a vontade se perde, o desânimo se apossa.

13/04

6- Amado, amor da amada
Criatura iluminada, de muitas gargalhadas
Gestos pequenos que a deixa admirada
Seu olhar é uma charada, encantada ela corre e o agarra
Juntinhos abraçados, vislumbrada e amparada, ela se sente segura e amada.
Mas de repente um pensamento, umaspalavras, que burrada, os fez se separarem. Que piada
Um pedido de perdão não perdoado
Como uma arquibancada desequilibrada, desabando, ela ficou despedaçada.
E o amado foi-se embora a seguir sua jornada.

15/04

7 – Cores do amor
O amor tem cor conforme a temperatura. Ao meu olhar
O branco e o azul fazem flutuar
O vermelho faz queimar
O marrom não é amar
O amarelo é de quem não ama, só fazgostar
O preto, nem pensar, (é pesar)
O rosa faz sonhar
O verde não dá pra confiar
Então, o que é amar?
Amar é um amor com cores, sem elas não se ama, não se clama é um drama
Mas se todas as cores estiverem juntas
É que o amor não tem tamanho, é como estrelas se aninhando.







16 de abril

8 – Menina dengosa
Menina chorosa, manhosa,
Corre fogosa, faceira, viçosa
Caminhacantando, saltando, dançando
Dorme espreguiçada, rosto com sarda,
Cabelo emaranhado, trançado, lavado
A noite sonhou, virou, acordou
O dia iniciou e a menina, recomeçou.

17 e 18 de abril

9 – Há Isabel!!!!
Que Deus ajude Isabel
Que sonha um dia ir a Israel,
Se tiver sorte vende a sua casa lá do norte,
Mas seu destino é ficar por lá,
Lá na terrinha do Ceará,
A gente de lá tem sorte, emJuazeiro do Norte
Religiosa, fervorosa,
Não perde um ano sequer a andança dos romeiros,
Quase todos roceiros,
Polvorosa, fazendo promessas ao Padim Cíço
Assume compromisso, olha isso.
Isabel quer aprender literatura de cordel,
Pra fazer rimas de bordel, promete ser fiel
Seu sonho mesmo é ir um dia a Israel.

20 de abril

10 – Aquele menino que um dia foi travesso,
hoje com idade...
tracking img