Aditivos alimentares

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4708 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO




Introdução 04


Aditivos Alimentares 05


- Conceito 05


- Tipos e Características 05


- INS: Sistema Internacional de Numeração de Aditivos Alimentares 09


- Aditivos Utilizados Segundo as Boas Práticas de Fabricação 32


- Desenvolvimento 51


- Justificativas Para o Uso de Aditivos Alimentares 52


Conclusão 53


ReferênciaBibliográfica 54















































INTRODUÇÃO





Os aditivos alimentares têm sido usados por séculos: nossos ancestrais usaram sal para preservar carnes e peixes; adicionaram ervas e temperos para melhorar o sabor dos alimentos; preservaram frutas com açúcares e conservaram pepinos e outros vegetais com vinagre.Os aditivos alimentares são adicionados aos alimentos propositalmente. E existem cinco razões para isto:


1. Para manter a consistência do produto;


2. Para manter ou melhorar o valor nutricional;


3. Para manter a palatabilidade;


4. Para aumentar a maciez ou controlar o pH;


5. Para melhorar sabor ou cor.ADITIVOS ALIMENTARES





→ CONCEITO


Aditivo Alimentar é qualquer substância ou mistura de substâncias que direta ou indiretamente modifiquem as características físico-químicas ou biológicas de um alimento, os efeitos de seu melhoramento, preservação e estabilização, sempre que:


a. Sejam inócuos por si mesmos ou através de sua ação como aditivosnas condições de uso;


b. Seu emprego se justifique por razões tecnológicas, sanitárias, nutricionais ou psicossensoriais necessárias;


c. Respondam às exigências de designação e de pureza que o código estabeleça.





→ TIPOS E CARACTERÍSTICAS


Quanto à origem, os aditivos alimentares podem ser classificados em naturais e artificiais.


Naturais: são os obtidosdirectamente da matéria-prima, como a lecitina de soja ou de milho e o corante extraído da beterraba.


Artificiais: são aqueles produzidos sinteticamente pelo homem.





As funções reconhecidas pelo Mercosul para aditivos alimentares (resolução 95/95):





- Acidulantes (ACI)


Aumenta a acidez e/ou dá sabor ácido aos alimentos, mas também servem como conservantes e antioxidantes.Alguns ácidos comumente usados são: ácido acético, ácido cítrico, ácido tartárico, ácido málico, ácido fumárico e o ácido láctico.





- Reguladores de acidez (AC REG)


Altera ou controla a acide ou alcalinidade dos alimentos. Podem ser ácidos orgânicos ou minerais, bases, agentes de neutralização ou agentes tampão. Os mais utilizados são os ácidos cítricos, láticos e acéticos.





-Antiumectante/ antiaglutinante (AN AH)


São capazes de reduzir as características higroscópicas de alimentos e diminuir a tendência das partículas individuais a aderir umas às outras. É muito usado em alimentos em pó. Alguns exemplos de antiumectantes naturais são o carbonato de cálcio e o carbonato de magnésio.





- Antiespumante (AN ESP)


Previne ou reduz a formação de espuma.Está presente em uma grande variedade de alimentos como os refrigerantes e empanados. São também utilizados na medicina para aliviar desconfortos abdominais causados por gases, pois fazem com que bolhas pequenas se unam a bolhas maiores, liberando o gás mais facilmente.





- Antioxidantes (ANT)


Retarda o aparecimento de alteração oxidativa do alimento. Como exemplo tem-se a vitamina C.- Agentes de volume (AGC)


Aumenta o volume do alimento, sem alterar as suas características. O amido é um exemplo.





- Corantes (COL)


Confere, intensifica  ou restaura a cor do alimento. Podem ser naturais: derivados de plantas, animais, ou mesmo minérios (tal como o óxido de titânio, TiO2, presente em sucos artificiais).





- Estabilizadores/ fixadores de...
tracking img