Adam smith

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (838 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Você quis dizer: Agente Smith
Google sobre Adam Smith
Você quis dizer: Adam West
Google sobre Adam Smith
 Somos os donos do mundo! 
Adam Smith sobre Capitalistas
 William Bonner, meudiscípulo. 
Adam Smith sobre William Bonner
 Boa noite e durma com o Diabo. 
William Bonner sobre o comentário de Adam Smith
 Adam Smith é Deus e eu sou amante da filosofia. 
Olavo de Carvalho sobre AdamSmith e sobre ele mesmo
 Isso é uma bichooooooonnnaaaa! 
Paulo Silvino sobre Adam Smith
 Conheneço sim esse cara, ele é tio de Will Smith 
Carla Perez sobre Adam Smith

Principe Adam Smithmostrando o seu verdadeiro eu...

Adam Smith, filho do Rei Randor foi um dos criadores do capitalismo, junto com Sauron e ACM, no ano de 1290. Sua obra é tão seguida e repetida que se tornou uma verdadeirareligião -- tanto é que, pouco depois de publicado seu livro O Social, uma resposta direta a O Capital deKarl Marx, lançou sua segunda obra: Como começar uma religião.
Acredita-se que o modelocapitalista idealizado por Adam Smith era muito semelhante ao da Bahia, principalmente quanto ao ritmo de vida agitado.
Tabela de conteúdo [esconder]  * 1 Teoria da mão invisível * 2 Liberalismo *3 Pretensões capitalistas * 4 Discipulos famosos * 5 Ver também |
-------------------------------------------------
[editar]Teoria da mão invisível

A mão invisível
A principal contribuiçãoteórica de Adam Smith (Lorde negro de Sith 3º grau) é a teoria da mão invisível do Mercado.
Ela defende que, se o Mercado for livre e sem interferências, engendrará riquezas sem fim para o povo. É,portanto, deste inicial teórico que os atuais catedráticos da Economia se servem para criar suas teorias sobre o nervosismo do Mercado. É devido à Smith toda a bibliografia econômica que se estudam nasfaculdades, inclusive, é nele que se apoiam todas as apostas diárias das bolsas de valores mundo afora. E é ela que mostra diariamente o dedo do meio para os pobres.

Mercado, num dia ruim...
tracking img