Acre

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 32 (7859 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
19

ACRE: ENTRE O FUZIL E A BORRACHA
Ana Karolina Ferreira Corrêa Graduanda do Curso de Geografia da Universidade Federal do Pará (UFPA) anageo.correa@gmail.com Denison da Silva Ferreira Graduando do Curso de Geografia da Universidade Federal do Pará (UFPA) denisonferreira2008@hotmail.com Edson Maués Corrêa Graduando do Curso de Geografia da Universidade Federal do Pará (UFPA)edsonmcorrea@gmail.com Fernando Alves de Araújo Graduando do Curso de Geografia da Universidade Federal do Pará (UFPA) mcsfernando@gmail.com Larissa Paola Damasceno Graduanda do Curso de Geografia da Universidade Federal do Pará (UFPA) llpld86@hotmail.com
RESUMO O processo de formação territorial do Estado do Acre é resultado de uma série de acordos e conflitos internacionais envolvendo países da América do Sule os interesses imperialistas das grandes potências econômicas do final do século XIX e início do século XX, que viram na extração gomífera uma rentável atividade no mercado internacional. Nesse sentido, este artigo busca fazer uma breve análise sobre tal processo, considerando os agentes envolvidos, bem como as atividades econômicas praticadas no território mostrando de que forma estas afetaramsua configuração socioespacial, e evidencia, num contexto atual, o papel dos movimentos de resistência local às políticas adotadas pelo governo federal para o Estado acreano, dando origem às chamadas reservas extrativistas. Palavras – chave: Acre; Extração Gomífera; Formação Territorial; Reservas Extrativistas. RÉSUMÉ Le processus de formation du territoire d’État du Acre est résultat d’une séried’accords et conflits internationales entre pays de l’Amérique du Sud e les intérêts des grandes puissances de la fin du XIXº siècle et début du XXº, qu’on a vu l’extraction de la gomme comme une riche activité dans le marché international. Notre travail veut faire une petite analyse sur ce processus, en considérant ses eléments et encore les activités économiques pratiqués dans le territoire, enmontrant la forme comme ses eléments et activités ont affecté sa configuration sociale et spatiale. On souligne aussi, dans l’actualité, la fonction des mouvements sociaux à propos des actions du gouvernement fédéral, avec, par exemple, la formation des réserves extractivistes.

Revista Discente Expressões Geográficas, nº 06, ano VI, p. 19 – 40. Florianópolis, junho de 2010.www.geograficas.cfh.ufsc.br

20

Mots-clés: Acre; Extraction de la Gomme; Formation Territoriale; Réserves Extractivistes.

INTRODUÇÃO Este artigo analisa, de forma breve, o processo de formação territorial do estado do Acre (Figura 01), expondo como e por quais motivos este ocorre, levando em consideração os interesses internacionais, nacionais e locais envolvidos e tendo como marco as diversas figuraspolítico-territoriais assumidas por este Estado ao longo de sua história (parte do território boliviano, território federal e unidade da federação brasileira). É justamente a partir da constituição do Acre enquanto Estado brasileiro que emerge a problemática socioambiental decorrente de um novo modelo econômico pensado para a região, que impõe a pecuária como principal alternativa para o desenvolvimento doterritório acreano. Nesse sentido, o trabalho abordará os conflitos gerados pela introdução dessa nova atividade e como a mesma influenciou na geração de uma nova configuração territorial, a partir da implantação das reservas extrativistas no Estado. Portanto, inicialmente, será abordada a formação territorial do Acre, a partir de sua conquista pelos brasileiros até sua elevação à categoria deEstado. Posteriormente, serão enfatizados, dentro de um contexto atual, os conflitos que deram origem a uma nova abordagem dos aspectos sociais, econômicos e ecológicos, que foi a criação das reservas extrativistas, pautadas na concepção do chamado desenvolvimento sustentável.

Figura 01: Mapa de localização do Estado do Acre. Fonte: Elaboração dos autores, 2010.

Revista Discente Expressões...
tracking img