Acerca del purismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 38 (9308 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de fevereiro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO DO VALE DO TAQUARI - UNIVATES

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ARQUITETURA

O PURISMO NA OBRA DE LE CORBUSIER

Monografia apresentada como requisito parcial para conclusão do curso de Especialização em Arquitetura

Aluna: Arq. Marisete de Azevedo Pinto

Lajeado, março de 2003SUMÁRIO

1 APRESENTAÇÃO 3

2 JUSTIFICATIVA 4

3 INTRODUÇÃO 5

4 O PURISMO NA OBRA DE LE CORBUSIER 7
4.1 Em busca do espírito novo 7
4.2 Movimento Purista 12
4.3 As obras 20
INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES 31
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 42
LISTA DE ILUSTRAÇÕES 44

APRESENTAÇÃO

Este trabalho faz um levantamento sobre o Purismo proposto e levado a cabo por LeCorbusier[1] a partir do seu Manifesto “Depois do Cubismo”, proferido em 1918.

Para tanto se fez necessária uma pesquisa de visão panorâmica das tendências modernas precedentes, observando a pintura como um campo de provas dentro das manifestações artísticas, podendo, quem sabe, explicar a arquitetura corbusiana. A síntese desses movimentos e as características dos principaispintores encontram-se anexadas ao final deste trabalho, servindo como informações complementares.

A monografia aborda as definições teóricas, bem como as sugestões práticas do movimento purista, discorrendo sobre a forma como ele exalta a busca urgente da depuração de toda arte, intuindo ser este o princípio do espírito moderno.

Como base para este trabalho, são usadastraduções de textos escritos por Le Corbusier e seu amigo pintor Amédée Ozenfant, observando também comentários e críticas em bibliografia especializada, pretendendo ser imparcial quanto a uma só verdade ou a um posicionamento em relação às atitudes ou caminhos tomados pelos artistas.

O que se intenta é identificar as manifestações do Purismo como uma parte muito importante nasaspirações desse artista-arquiteto, observando o mundo e o caminho que percorreu, da mesma maneira como ele fazia – dando mais importância à estrutura do problema do que aos seus enfeites.

JUSTIFICATIVA

As experiências de Le Corbusier para as artes, em geral, foram de grande contribuição, porém são poucos e desconexos os estudos sobre a linguagem purista adotada em sua pintura ereportada para a construção formal de prédios.

O que se pretende é pinça, entre os escritos do artista, suas pinturas e projetos arquitetônicos as relações existentes entre a busca de suas realizações e as reais concretizações desse Movimento.

Espera-se que a pesquisa possa empreender uma melhor compreensão do trabalho desse gênio, lógico que não de todo, visto queseu temperamento e personalidade escondem um enigma, enigma este que alguns autores chegam a chamar de múltipla genialidade, dentre os quais destacam-se as palavras de Stephen Gardiner:

“(...) Às vezes é impossível imaginar como Le Corbusier conseguiu tanto, como conseguiu fazer de tudo: construir tantos edifícios, projetar muito mais, desenvolver planos urbanísticos, pintarsem descanso, viajar e desenhar ininterruptamente (até mesmo a bordo de trens e aviões), esculpir e escrever livros que também ilustrava. Era como se tivesse dentro de si toda uma equipe perfeitamente entrosada e composta por uma coleção de gênios em cada especialidade (...).
(...) Seu poder de concentração era tão incomum quanto sua capacidade de avaliar os diversos aspectos deum problema. Era capaz de ouvir quatro ou cinco discussões simultâneas e, a seguir, usando lápis coloridos, reproduzir o que se havia dito em termos construtivos precisos. ‘O que querem dizer’, esclarecia ‘é isto’.(...)”[2]

INTRODUÇÃO

A arte gera e transmite a cultura humana e, como forma de conhecimento, auxilia o homem a descobrir os valores essenciais à vida e a que...
tracking img