Academico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1152 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
2. DO DIREITO
2.1. Do divórcio
De acordo com o disposto na Constituição Federal, em seu artigo 226, §6º, “o casamento civil pode ser dissolvido pelo divórcio”. Porque o casal passou a ter desentendimentos e incompatibilidades, tornou-se insuportável a vida em comum.
Conforme o artigo 1.573, inciso II e III do Código Civil:
Art. 1.573. Podem caracterizar a impossibilidade da comunhãode vida a ocorrência de algum dos seguintes motivos:

II - tentativa de morte;
III - sevícia ou injúria grave;
Ora Excelência, há provas testemunhais de que o réu atentou contra a vida da autora, além de agredí-la e injuriá-la, causando-lhe danos físicos e morais. Isso, por si só, justifica a necessidade da dissolução da sociedade e do vínculo conjugal.
Quanto ao regime de bens, deve-seobservar o artigo 1.658 do Código Civil:
Art. 1.658. No regime de comunhão parcial, comunicam-se os bens que sobrevierem ao casal, na constância do casamento, com as exceções dos artigos seguintes.

Portanto, deverão ser partilhados os dois automóveis (mencionados anteriormente), adquiridos durante o período em que as partes permaneceram casadas.
Embora a casa em que as partes residem tenha sidoadquirida antes do casamento, é visível a necessidade de que a autora possa permanecer no imóvel pois, este dispõe da estrutura necessária para o pleno desenvolvimento de sua gravidez.
Tendo em vista que o réu reduziu sobremaneira a capacidade da autora para o exercício de sua função e por se tratar de uma gestação de risco deve-se aplicar, de forma analógica, o direito real de moradia:

Art.1.831. Ao cônjuge sobrevivente, qualquer que seja o regime de bens, será assegurado, sem prejuízo da participação que lhe caiba na herança, o direito real de habitação relativamente ao imóvel destinado à residência da família, desde que seja o único daquela natureza a inventariar.

Dessa forma, é razoável que a autora permaneça na residência pelo menos até que os filhos do casal atinjam seismeses de idade, pois assim se certificará de que essas novas vidas, tão preciosas, sejam viabilizadas.

2.2. Dos alimentos gravídicos
Neste momento, o mais importante é assegurar o bem-estar dos trigêmeos, garantindo-se o pleno desenvolvimento das crianças durante a gestação.
O artigo 6º da lei 11.804 de 2008, dispõe que:
Art. 6o Convencido da existência de indícios da paternidade, ojuiz fixará alimentos gravídicos que perdurarão até o nascimento da criança, sopesando as necessidades da parte autora e as possibilidades da parte ré.
Parágrafo único. Após o nascimento com vida, os alimentos gravídicos ficam convertidos em pensão alimentícia em favor do menor até que uma das partes solicite a sua revisão.
Observando-se o artigo acima, deve-se ressaltar que o réu épresumidamente o pai dos trigêmeos com base no artigo 1.597, inciso I do Código Civil:
Art. 1.597. Presumem-se concebidos na constância do casamento os filhos:

I - nascidos cento e oitenta dias, pelo menos, depois de estabelecida a convivência conjugal;

Quanto ao valor a ser fixado, o Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina já decidiu que (grifos nossos):
AGRAVO DE INSTRUMENTO. AÇÃO DEALIMENTOS GRAVÍDICOS. DECISÃO AGRAVADA QUE FIXA A VERBA ALIMENTAR EM 20% SOBRE OS RENDIMENTOS DO ALIMENTANTE. ACERVO PROBATÓRIO QUE REVELA INDÍCIOS DA PATERNIDADE DO AGRAVANTE. EXCEPTIO PLURIUM CONCUBENTIUM NÃO COMPROVADA. POSSIBILIDADE DE FIXAÇÃO DO ENCARGO ALIMENTAR. ALIMENTOS GRAVÍDICOS QUE DEVEM SER CONVERTIDOS EM PROVISÓRIOS APÓS O NASCIMENTO DA CRIANÇA. LEI N. 11.804/2008, ARTS. 2º E 6º. EVENTUALREDUÇÃO/MAJORAÇÃO DA PENSÃO ALIMENTÍCIA QUE DEVE ATENDER AOS DITAMES DO ART. 1.694, §§1º E 2º E 1.699 DO CÓDIGO CIVIL DE 2002. PRETENSÃO DE REDUÇÃO DA VERBA ALIMENTAR PROVISÓRIA. OBRIGAÇÃO DOS PAIS DE GARANTIA DO SUSTENTO DE SEUS FILHOS OBSERVADAS AS POSSIBILIDADES DE CADA UM. ACERVO PROBATÓRIO QUE REVELA QUE O AGRAVANTE DESFRUTA DE CONDIÇÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA PARA SUPORTAR O PAGAMENTO DA VERBA...
tracking img