Aborto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 79 (19679 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Mortes Preveníveis
e Evitáveis
Aborto – Mortes Preveníveis e Evitáveis

DOSSIÊ
“Em geral a discussão desta realidade do aborto polariza sobre o feto (...) como
um subterfúgio para não querer ver a realidade destes seres humanos históricos,
as mulheres, que na prática do aborto sofrem seqüelas físicas, emocionais, psicológicas
e sociais, quando têm sorte de não perder a vida (...) Aoconhecermos toda a gama
de violência que antecede o próprio ato (...) teremos, obrigatoriamente, que nos
defrontar com a dupla moral, com a repressão sexual, com a fome, com a exploração
da força de trabalho, com o machismo, com a política e a ideologia desta sociedade”
(Haidi Jarschel, teóloga, pastora luterana e professora universitária)

P rodução
Rede Nacional Feminista de Saúde, DireitosSexuais e Direitos Reprodutivos – Rede Feminista de Saúde
Pesquisa
Alaerte Leandro Martins
Enfermeira da Secretaria de Saúde do Estado do Paraná – SESA/ISEP;
Integrante e ex-presidenta do Comitê Estadual de Prevenção da Mortalidade Materna do Paraná;
Mestre em Saúde Pública pela UEPG, Doutoranda em Saúde Pública, área de concentração
materno infantil, pela FSP/USP(alaerteleandro@terra.com.br)
Lígia Cardieri Mendonça
Socióloga; Especialista em Saúde Pública e Epidemiologia; Integrante do Comitê
Estadual de Prevenção da Mortalidade Materna do Paraná pelo
Fórum Popular de Mulheres (ligia@netpar.com.br)
Colaboração
Aníbal Faúndes e Carla Rodrigues
Edição de Texto
Fátima Oliveira e Mônica Bara Maia
Revisão
Gilberta Santos Soares e Libério Neves
Coordenação Editorial
MônicaBara Maia
Normalização Bibliográfica
Edina Nunes de Carvalho
Projeto Gráfico
Moema Cavalcanti
Editoração Eletrônica
DOMUS Assessoria em Comunicação Ltda
Apoio
Fundação Ford
RSMLAC (Rede de Saúde de Mulheres Latino-americanas e do Caribe)
Autorizamos a reprodução total ou parcial, desde que citada a fonte.
Março de 2005

M386d
2005

Rede Feminista de Saúde
Dossiê Aborto: MortesPreveníveis e Evitáveis: dossiê.
– Belo Horizonte: Rede Feminista de Saúde, 2005.
48p.; 30 cm

1. Aborto – Brasil 2. Saúde reprodutiva – políticas públicas.
3. Direitos reprodutivos – aborto. I. Rede Feminista de Saúde.
II. Título

CDU 616-007.29

O

Dossiê Aborto – Mortes Preveníveis e Evitáveis, pesquisa de Alaerte L. Martins e Lígia C. Mendonça, traça
perfis de mulheres que morreram poraborto no Brasil, de 1999 a 2002, que foram atendidas em hospitais. É
uma contribuição da Rede Feminista de Saúde ao trabalho que será desenvolvido pela “Comissão Tripartite
sobre o Aborto”, com vistas a remover o entulho patriarcal e criminalizador exposto na lei restritiva e
punitiva existente.
A decisão de elaborar e publicar o Dossiê Aborto – Mortes Preveníveis e Evitáveis revela ocompromisso
político da Rede Feminista de Saúde para com o direito à saúde e à vida das mulheres, em um momento
singular do nosso país: pela primeira vez, em toda a história republicana, um governo afirma que considera
a criminalização do aborto uma violação dos direitos humanos das mulheres e toma a atitude de, oficialmente,
abrir o debate sobre o assunto e sinaliza que se esforçará para que asbrasileiras que decidem interromper
uma gestação inesperada e indesejada não adoeçam, não fiquem com seqüelas para o resto de suas vidas e não
morram.
Desejamos que, com base nos dados analisados, a sociedade brasileira e a “Comissão” possam conhecer e
refletir mais sobre a realidade adversa, na qual as mulheres abortam, e compreendam melhor que em pleno
século XXI é imoral permitir que mulheresfiquem seqüeladas e imolem suas vidas ao decidirem interromper
uma gravidez inesperada e indesejada quando há meios seguros de tais fatos não acontecerem.
A pesquisa permite uma constatação geral: abortar de modo inseguro é injustiça social. As mortes por
aborto, em sua maioria, são de solteiras ou separadas judicialmente; a Razão de Mortalidade Materna
(RMM) por aborto, para as negras...
tracking img