Abordagem existencial humanista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3630 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Psicologia & Sociedade; 16 (3): 41-46; set/dez.2004

O PAPEL DO PSICÓLOGO JURÍDICO NA VIOLÊNCIA INTRAFAMILAR: POSSÍVEIS ARTICULAÇÕES
Taís Burin Cesca Universidade Luterana do Brasil RESUMO: Este artigo se propõe abordar a temática da violência intrafamiliar contra crianças, principalmente no que se refere às questões jurídicas, fazendo uma interseção entre Direito/Psicologia e demaisinstâncias envolvidas, mostrando, dessa forma, a necessidade de um trabalho interdisciplinar no combate aos maus-tratos. A partir disso, traz informações sobre essa nova área de atuação do Psicólogo que é a Psicologia Jurídica, uma área ainda pouco conhecida, porém de extrema importância para a atuação do profissional Psi. PALAVRAS-CHAVE: maus-tratos, Psicologia Jurídica, Direito, interdisciplinaridade. THEROLE OF LEGAL PSYCHOLOGY ON INTRA-FAMILY VIOLENCE: POSSIBLE ARTICULATIONS ABSTRACT: This article is proposed to approach the theme of intra-family violence against children, mainly on the topic about Law questions, making an intersection between Law and Psychology and further matters involved showing, this way, the need for an interdiscilpinary job against bad treating. From then on it bringsinformation on this new field of work of the Psychologist which is Law psychology, still a little known field, however of extreme importance for the job of the Psy professional. KEY-WORDS - bad treating, Legal Psychology, Law, interdisciplinarity

Dentre os diversos ramos que a psicologia jurídica pode abordar, o presente artigo trata do papel do psicólogo forense no que se refere à violênciaintrafamiliar, bem como sua articulação com demais instâncias envolvidas. O campo da violência doméstica é um “terreno movediço”, como afirma Miranda (1998), em que se mesclam fantasia e realidade, cena que causa horror e curiosidade. Diante do número imenso de variáveis culturais e psíquicas, torna-se muito complexa a tarefa de bem lidar com este problema. O estudo da violência em suas causas,conseqüências, objetivos, justificativas, ganhou atualidade, parecendo depender desta compreensão a possibilidade de sobrevivência da humanidade e a construção de alternativas para um futuro melhor. Pode-se pensar na violência intrafamiliar como toda ação ou omissão que prejudique o bemestar, a integridade física, psicológica ou a liberdade e o direito ao pleno desenvolvimento de outro membro da família.Pode ser cometida dentro ou fora de casa por algum membro da família, incluindo pessoas que passam a assumir função parental, ainda que sem laços de consangüinidade, e em relação de poder à outra. Portanto, quando se fala de violência intrafamiliar deve-se conside-

rar qualquer tipo de relação de abuso praticado no contexto privado da família contra qualquer um de seus membros. Deve-se aindaressaltar que o conceito de violência intrafamiliar não se refere apenas ao espaço físico onde a violência ocorre, mas também às relações em que se constrói e efetua. No que se refere à Psicologia Jurídica seu surgimento é bastante recente. A participação do psicólogo nas questões judiciais começou em 1980, no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, quando um grupo de psicólogos voluntáriosorientava pessoas que lhes eram encaminhadas pelo Serviço Social, basicamente apoio a questões familiares, tendo como objetivo principal sua reestruturação e manutenção da criança no lar. Mais tarde, a Lei nº 500 do CPC instituiu a contratação do Psicólogo, a título precário, por um ano, podendo ser recontratado após esse período. Em 1985, o presidente do Tribunal de Justiça apresentou à AssembléiaLegislativa um projeto criando o cargo de psicólogo judiciário, o que significou a consolidação do posto de psicólogo no sistema judiciário. A relação entre os saberes construídos pela Psicologia, o Direito e as práticas judiciárias é 41

Cesca, T.B. “O papel do psicológico jurídico na violência intrafamiliar: possíveis articulações”

muito antiga, mas ainda pouco conhecida no Brasil. A...
tracking img