Abordagem etnobotanica de plantas alimenticias utilizadas pela comunidade quilombola de curiaú de dentro, macapá-ap, brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4768 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
SEMINÁRIO INTERNACIONAL - AMAZÔNIA E FRONTEIRAS DO CONHECIMENTO NAEA - Núcleo de Altos Estudos Amazônicos - 35 ANOS Universidade Federal do Pará 9 a 11 de dezembro de 2008 Belém - Pará - Brasil

ABORDAGEM ETNOBOTÂNICA DE PLANTAS ALIMENTÍCIAS UTILIZADAS PELA COMUNIDADE QUILOMBOLA DE CURIAU DE DENTRO, MACAPÁ-AP, BRASIL.

Raullyan Borja Lima e Silva (IEPA) - raullyan.silva@iepa.ap.gov.brBiólogo, doutorando em Desenvolvimento Sustentável/NAEA-UFPA João da Luz Freitas (IEPA) - joao.freitas@iepa.ap.gov.br Engenheiro Florestal, doutor, pesquisador do IEPA

Abordagem Etnobotânica de Plantas Alimentícias Utilizadas Pela Comunidade Quilombola de Curiau de Dentro, Macapá-Ap, Brasil Raullyan Borja Lima e Silva1 João da Luz Freitas2 Valdene Gomes Madeira3 RESUMO: Foi realizado um estudoetnobotânico na comunidade de Curiaú de Dentro, descendentes afro-brasileiros de um quilombo formado por escravos africanos no século XVIII, localizada na Área de Proteção Ambiental do Rio Curiaú, situada a 11 km ao norte da cidade de Macapá. A comunidade possui conhecimentos valiosos relacionado ao uso e manejo de plantas alimentícias, mas a expansão urbana de Macapá e o processo migratório estãoacarretando um aumento desordenado da população e da ocupação de espaços e muito dessa cultura está se perdendo, desta forma, este trabalho objetivou resgatar e documentar os conhecimentos relativos às plantas de uso alimentar, realizando sua classificação botânica, uso prático, visando auxiliar estudos biológicos e agronômicos e traçar o perfil sócioeconômico. Na coleta de dados etnobotânicos foi usadoo método etnográfico com as técnicas de observação participante e entrevistas formais e informais. A coleta do material botânico foi feita usando as técnicas convencionais. A amostra foi constituída de 34 informantes. Foram registradas 85 espécies incluídas em 39 famílias e 68 gêneros. As famílias mais citadas foram: Solanaceae, Arecaceae, Rutaceae, Cucurbitaceae e Anacardiaceae. As espécies maiscitadas foram: Oryza sativa L., Manihot esculenta Crantz, Phaseolus vulgaris L., Coriandrum sativum L., Brassica oleracea L.,Mangifera indica L e Euterpe oleracea Mart. A agricultura local é de subsistência extensiva, tendo a maioria dos moradores residindo no local há mais de dez anos, e com renda mensal básica entre um e quatro salários mínimos. A comunidade utiliza uma grande diversidade deplantas em sua alimentação. Palavras-chave: Etnobotânica; Plantas Alimentícias; Curiaú; Escravos. Ethnobotany approached of the nourishing plants of the quilombo community of Curiaú de Dentro, Macapá-Ap, Brasil ABSTRACT: .Was realized an ethnobotany in the community of Curiaú de Dentro, formed by afro-brazilians desdendents of an old quilombo of african slaves in the XVIII century. Located in theenvironmental protected area of Curiaú River, at 11 km north the Macapá city. The community is possessor of the precious knowledge of use and hardling of nourishing plants. But the urban expansion of Macapá city and the migration process to be bringing an disorganization raise of the population and of the occupation of the spaces and much of that culture to be on the verge of to disappear, this way,this work was the objective to recover and documental the knowledge related to the use of alimentary plants through the botanical classification, practical use, aiming to help biological and agronomical studies and to sketch the social-economic profile. In the ethnobotany data collection was used etnografic method with participant observation techniques, formal and informal interviews. Thebotanical material sampling was done by usual sampling techniques. The sampling universe was formed
Biólogo, Doutorando em Desenvolvimento Sustentável/NAEA-UFPA, Pesquisador do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá - IEPA, Divisão de Botânica, Macapá, PA; raullyan.silva@iepa.ap.gov.br. 2 Engenheiro Florestal, D.Sc., Pesquisador do Instituto de Pesquisas Científicas e...
tracking img