Abelhas euglossina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 41 (10151 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS DA AMAZÔNIA
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOLOGIA
TROPICAL E RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA
UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS

ABELHAS EUGLOSSINA DAS SERRAS DO NORTE
DO ESTADO DO AMAZONAS

RODRIGO DE LOYOLA DIAS

Manaus, Amazonas
Junho, 2007

RODRIGO DE LOYOLA DIAS

ABELHAS EUGLOSSINA DAS SERRAS DO NORTE
DO ESTADO DO AMAZONAS

Dr. Eduardo MartinsVenticinque, orientador
Dr. Márcio Luiz de Oliveira, co-orientador

Dissertação apresentada ao PIPG-BTRN
como parte dos requisitos para obtenção do
titulo de Mestre em Ecologia.

Manaus, Amazonas
Junho, 2007

iii

Dias, Rodrigo de Loyola
Abelhas Euglossina das serras do norte do estado do
Amazonas / Rodrigo de Loyola Dias – Manaus: INPA/UFAM
2007.
viii + 40 p. ilust.
Dissertaçãode Mestrado – Área de concentração: Ecologia.
1. Biogeografia 2. Comunidades

Sinopse:
Estudou-se a composição das comunidades de abelhas Euglossina nas serras da Neblina, do Imeri e
do Tapirapecó, localizadas nos municípios de Santa Isabel do Rio Negro e Barcelos, no norte do
estado do Amazonas. Foram avaliadas as influências da área, altitude e serra na riqueza e
composição das espécies. Acomposição de espécies desses locais foi também comparada com a
composição de outras regiões da Amazônia.

Palavras-chave:
Entomologia, Euglossina, comunidades, gradientes altitudinais, levantamento de fauna.

iv

Agradecimentos
Agradeço em primeiro lugar à minha família, que acreditou em meus sonhos e me
apoiou sempre.
Agradeço também ao IBAMA, pela oportunidade concedida,especialmente ao
superintendente no estado do Amazonas, Dr. Henrique dos Santos Pereira, e ao
Núcleo de Operações Aéreas, em Brasília, pelo apoio logístico.
Ao Exército Brasileiro, pelo apoio logístico.
À Missão Salesiana de Maturacá e à FUNAI de Maturacá, pela ajuda na primeira
expedição de campo.
Ao Sr. João Mineiro, da FUNAI em Barcelos, e à equipe da SECOYA, pela ajuda na
terceira expedição decampo.
Ao Sr. Marcelo Bresolin, do IBAMA, que gentilmente cedeu-me um motor de popa
para a terceira expedição de campo.
Principalmente aos ajudantes e professores Domingos, Branco, Deco e Jorge, sem
os quais este trabalho não teria sido possível.
Aos demais amigos e colegas que contribuíram, cada qual à sua maneira.
Finalmente, aos meus orientadores, pela paciência e dedicação.

v

“Aliberdade é para mim uma coisa muito maior e mais importante do que a ciência.”
- Alfred Russel Wallace, naturalista inglês co-descobridor da seleção natural, que
subiu o rio Negro no século XIX, até São Gabriel da Cachoeira, e que soube ver nos
nativos americanos e malaios as semelhanças antes das diferenças.

“Não há elegância maior que a simplicidade.”
Ray M. Ransom - www.micosyen.com

viResumo
Foram coletadas 1959 abelhas Euglossina em três serras na região fronteiriça entre
o estado do Amazonas e a Venezuela, ao norte do médio/alto rio Negro. Foram
encontradas duas espécies novas para a ciência, e ampliou-se a distribuição
geográfica de diversas espécies. As comunidades de cada serra foram analisadas, e
foram testados os efeitos da altitude, área de cada faixaaltitudinal e serra sobre a
riqueza e composição, além do efeito do domínio médio (MDE). A área não afetou a
riqueza de abelhas em nenhuma das serras estudadas. A altitude também não
afetou significativamente a riqueza de espécies, nem quando as três serras foram
analisadas em conjunto, nem quando analisadas separadamente. A composição da
comunidade foi resumida a dois eixos de ordenação NMS, queexplicaram 79% da
variação dos dados. A posição dos pontos nesses eixos foi explicada pela altitude. O
MDE não explicou a riqueza nas três serras. A fauna dessas serras foi comparada
com a de outros trabalhos da região amazônica, mostrando uma composição
distinta.

Abstract
Nineteen hundred and fifty-nine orchid bees have been collected in three distinct
mountain ranges in the border between...
tracking img