Abandono infantil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2668 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Abandono Infantil.
[pic]






















































































SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3
2 DESENVOLVIMENTO 4
4 CONCLUSÂO. 9
REFERÊNCIAS 11
INTRODUÇÃO


O escopo deste trabalho faz uma abordagem sobre o abandono infantil este que vem sefazendo presente desde a era Brasil Colônia.As crianças eram abandonadas,onde corriam sérios riscos de morte,as vezes eram deixadas nas portas das casas.

Os sérios problemas relacionados a questão social influenciam para para a pratica destes duros acontecimentos.A preocupação com o abandono foi institucionalizadas onde foi criada a roda dos expostos instituição onde os pequenoscresciam construindo carreira sacerdotal,com 7anos já eram vistos como pequenos adultos e a esses designados trabalhos pertencentes a um adulto.

Os crianças eram submetidos a maus tratos,enfrentavam longas jornadas de trabalho,ressalta o quantos as leis são descumpridas e negligenciadas em nosso País.Hoje existem os orfanatos,lares e casas transitórias,com o objetivo de dar suporte eproteção a criança,mas nem todas recebem este auxilio,ainda tem muitas que vagam pelas ruas.

Também mostra a dificuldade que os casais encontram ao querer adotar uma criança,com tantas exigências e esperas na filas de adoção,fazem com que muitos casais abram mâo da adoção.

Ainda relembra da importância da infância na vida de uma criança,e o quanto deve ser respeitadassuas fases,para que ela possa ter um crescimento sadio,e vir a se tornar um adulto feliz e equilibrado.

Também faz uma breve abordagem do governo Getulio Vargas com o governo atualidade,ambos estes governos que vem sendo marcados pela forte influência do capitalismo,onde o reflexo é o desemprego,a exploração e as crises econômicas.



DESENVOLVIMENTOLamentavelmente o abandono de crianças sempre existiu,vem se arrastando desde a era Brasil Colônia.Não ocorreu nem uma medida eficaz que pudessem por controle ou extinguisse esta dura realidade.



Na época do Brasil Colônia, em meados do século XIII e XIX os bebes eram largados nas ruas, a mercê da própria sorte corriam riscos de serem devorados por porcos,cães ou todos os tipos de animais queandavam as soltas pela cidade.Como descrito por:HTTP://BR.guiainfantil.com/adoção.




As crianças ainda eram abandonadas nos becos,valas,nas portas das instituições,nas casas e muitos tinham sorte de serem criados por quem os encontrasse.Mesmo que a criança encontre uma família que os criasse nada nem ninguém supre a dor da rejeição. “O bebê é um ser indefeso que precisa de amor eproteção,ele não sobrevive sem os cuidados de um adulto,abandono de incapaz é crime.Previsto no art:133 do código penal.”
Geralmente os problemas relacionados a questão social influenciavam nestas práticas cruéis dentre elas:a pobreza,falta de recursos,mães ainda bastante jovens e solteiras,as famílias bastante conservadora não aceitavam para que não houvesse a desonra da filha sermãe solteira em uma época bastante repressora era muito vergonhoso para as famílias.
Durante a Idade Média a preocupação com os abandonos foi institucionalizadas,foram criados os mosteiro,todas as crianças que eram abandonadas deveriam seguir carreira sacerdotal. Entre os séculos XIII e XIX criaram uma forma de assistência:A Roda dos Expostos.


A roda era de forma cilíndrica ecom uma divisória no meio esse dispositivo era fixado no muro ou na janela da instituição.Na parte externa era colocada a criança enjeitada girava a corda e disparava a sineta avisando que um novo bebê havia chegado,a pessoa logo retirava-se do local com a identidade desconhecida como descreve:Maria Luiza Marcilio,disponível em WWW.Scielo.com.br.


Quando recolhida na casa de...
tracking img