O Fen Meno Do Desenvolvimento Econ Mico Geralmente Considerado Como Sendo Um Processo Hist Rico Caracterizado Por Um Significativo E Sustentado Aumento Do Produto Per Capita

Páginas: 5 (1060 palavras) Publicado: 6 de junho de 2015
O fenômeno do desenvolvimento econômico é geralmente considerado como sendo um processo histórico caracterizado por um significativo e sustentado aumento do produto per capita, prolongado no tempo, e acompanhado de vastas mudanças estruturais, institucionais e culturais, e, principalmente, por uma nova e superior capacitação tecnológica.
A noção de desenvolvimento econômico refere-se, antes detudo, aos países individuais. Isto por dois motivos principais: porque frequentemente as diferenças no desenvolvimento econômico entre áreas internas de um país são menores que aquelas entre países diferentes, e porque o Estado tem um papel essencial na determinação das tendências do desenvolvimento econômico. Muitas vezes, porém, é mais conveniente falar do desenvolvimento econômico de um grupo depaíses (grupo dos países desenvolvidos e grupo dos países em via de desenvolvimento, por exemplo).
A preocupação com o desenvolvimento tem suas raízes mais profundas exatamente na origem da ciência econômica. Adam Smith foi um economista do desenvolvimento. Já a Economia do Desenvolvimento enquanto “programa de pesquisa científico” ou, como registra Hirschman, enquanto disciplina, é relativamentejovem, surgindo como tal nos anos 40 e tendo um franco desenvolvimento nos anos 50. Ainda que de maneira preliminar, nos escritos clássicos de Adam Smith (1776), David Ricardo (1817), Thomas Malthus (1798) e Karl Marx (1867), o desenvolvimento era uma questão fundamental. São as chamadas teorias clássicas do desenvolvimento, que mesmo não apresentando as características de rigor formal próprio dateorização moderna, mantêm-se pela grandiosidade do problema enfrentado.
Uma formulação original de teoria de desenvolvimento deve-se ao austríaco Joseph Alois Schumpeter, com o conceito de desenvolvimento econômico amarrado à idéia de inovação tecnológica (progresso técnico) e rompimento do fluxo circular. Temos aqui um enfoque cíclico, que privilegia a atuação do empreendedor schumpeterianoinovador e confere grande importância ao papel do crédito. A mudança tecnológica (processo de destruição criadora) é um fenômeno típico das economias capitalistas e a tecnologia uma variável endógena (assim como Marx a tratou). A contribuição de Schumpeter sobre o tema é vasta, gerou um programa de pesquisa específico, e é representada por duas fases do autor1.
Somando-se a estas também ascontribuições de Ramsey (1928) e Young (1928), encontramos muitos ingredientes que aparecem na moderna teoria do crescimento econômico. Estas ideias incluem a relação entre renda per capita e taxa de crescimento da população, os efeitos do progresso tecnológico na forma de novos produtos e métodos de produção, do poder de monopólio como incentivador da inovação técnica, bem como o incremento da importância daespecialização do trabalho e do capital humano.
O paradigma do “núcleo capitalista dinâmico”, representado fundamentalmente pelos trabalhos de Arthur Lewis e Walt Rostow2, apresenta outro enfoque. De acordo com tais autores, as maiores causas do retardo econômico estariam nos baixos níveis de poupança e na ausência de uma classe empresarial dinâmica em alguns países. O momento preciso em que umpaís entra na fase de desenvolvimento varia conforme o critério adotado: quando esgota a reserva de mão de obra, conforme Lewis, ou quando ocorre um brusco aumento da taxa de investimento na difusão do sistema de produção baseado na fábrica moderna. Este fenômeno ficou conhecido na literatura como o take-off de Rostow.
Por vezes, e principalmente após a distinção realçada por Schumpeter entredesenvolvimento e crescimento, é mais conveniente fazer referência a alguns modelos como sendo modelos de crescimento, especialmente aqueles surgidos após a década de 30. No período subsequente ao final da Segunda Grande Guerra Mundial, colocava-se a exigência de estender a análise keynesiana das condições que garantiam a plena ocupação, do curto prazo a que se referia, para o longo prazo. Os...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Per odo Hist rico
  • O DESENVOLVIMENTO ECON MICO BRASILEIRO E A INDUSTRIALIZA O NO PER ODO JUSCELINO KUBITSCHEK
  • Ava Desenvolvimento Econ mico
  • desenvolvimento econ mico
  • Crescimento e Desenvolvimento Econ mico
  • Desenvolvimento Econ Mico AVA
  • Desenvolvimento Econ mico Local
  • ATPS Desenvolvimento Econ Mico

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!