A psicologia sócio histórica, uma perspectiva critica em psicologia.

Páginas: 5 (1066 palavras) Publicado: 17 de setembro de 2014
- A psicologia sócio histórica, uma perspectiva critica em psicologia.

As condições para a construção da psicologia encontram-se, pois, no século XIX, a burguesia moderna ascendente enquanto classe social surge então à ciência moderna e logo a psicologia.
A ciência racional e o método cientificam permite o cientista rigoroso a observação do real e construir o conhecimento com neutralidade,tendo suas principais características a parte experimental, empírica e quantitativa.
Outra característica forte embasada na racionalidade é o surgimento do modo positivista, que deu origem a varias outras vertentes que corroboram com esse mesmo paradigma, o mecanicismo (como se o homem fosse uma maquina dotadas de funcionamentos próprios, o homem pensando como maquina), pautou a essa mesmaideia, guiados por leis associacionistas, atomistas (pela certeza de que o todo é sempre o resultado da organização das partes), e deterministas (conjunto de fenômenos que são sempre causados e que essa relação de causa efeito pode ser descoberta pela razão humana).
Wundt, distinguiu a Psicologia como uma ciência, um objeto próprio caracterizava a nova ciência: a experiência consciente.
Consciência(atomismo) : como processo ativo na organização de seu conteúdo pela força da vontade.
Sem que pudesse medir, a não ser no método dialético, Wuntd propõem duas vertentes da psicologia sendo elas: experimental e social, de forma a resolver as dicotomias naturais e sociais, autonomia e determinação, interno e externo, tudo aquilo que deriva dessas suas psicologias.
A psicologia sócio histórica,que toma como base a psicologia histórico cultural de Vigotski, apresenta uma investigação reflexologica e psicológica, com o qual demostra uma critica a posições que foram consideradas reducionistas e ao incentivar a produção de uma psicologia dialética, essa critica vem por fundamentos epistemológicos e teóricos.
Fundamenta-se no marxismo e adota o materialismo histórico e dialético comofilosofia, teoria e método, tendo em visto o homem o ser ativo, social e histórico. A sociedade como produção histórica dos homens que através do trabalho, produzem sua vida material. As ideias como representações da realidade material.
Abandonando a visão abstrata do fenômeno psicológico
A psicologia construiu visões do homem e do fenômeno psicológico que precisavam ser superadas. O liberalismoideológico fundamental do capitalismo nasceu com a revolução burguesa para revolucionar a ordem feudal e instituiu-se para garantir a manutenção da ordem que se instalava.
Cada individuo é um ser moral que possuiu direitos derivados de sua natureza humana. Somos indivíduos iguais, fraternos e livres com direito a propriedade a segurança a liberdade e a igualdade.
Por que surgiram ideais liberais?Porque o capitalismo precisava delas, precisava pensar o mundo em movimento para explorar a natureza em busca de matérias primas e para dessacraliza-la, pois, o capitalismo precisa do individuo como ser produtivo e consumidor.
O homem se viu diante da possiblidade de ser, pensar e de fazer, escolheu entre varias possiblidades e permite desenvolver uma noção de individuo e consequentemente umanoção de eu entre os homens.
A noção de eu e a individualização nascem e se desenvolvem com a historia do capitalismo. A ideia de um mundo interno aos sujeitos, da existência de componentes individuais, singulares , pessoais, privados toma força, permitindo que se desenvolva um sentimento de eu. A possibilidade de uma ciência que estude esse sentimento e esse fenômeno também é resultado desseprocesso histórico. A psicologia se torna necessária.
O liberalismo questionou as hierarquias sociais e as desigualdades características do período histórico do feudalismo. Ao homem deveriam ser dadas as melhores condições de vida, diante as enormes desigualdades sociais do mundo moderno, o liberalismo produziu sua própria defesa, construindo a noção de diferenças individuais. Assim as condições...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • O compromisso social da Psicologia: contribuições da perspectiva Sócio Histórica
  • Psicologia Socio Historica
  • Psicologia Socio Historica
  • Psicologia sócio-histórica
  • Psicologia sócio histórica
  • Psicologia sócio-historica
  • psicologia socio-histórica
  • PSICOLOGIA SÓCIO-HISTÓRICA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!