A Psicologia como Ciência Independente

Páginas: 9 (2239 palavras) Publicado: 21 de março de 2014
A Psicologia como Ciência Independente



Uma visão panorâmica e crítica


A partir da segunda metade do século XIX surgiram homens que pretendiam reservar aos estudos psicológicos um território próprio, cujo êxito se fez notar pelos discípulos e espaços conquistados nas instituições de ensino universitário e de pesquisa. Só então passou a existir a figura do psicólogo e passaram a sercriadas as instituições voltadas para a produção e transmissão de conhecimento psicológico.

Também na Idade Moderna, particularmente no século XIX, começaram a se construir as ciências da sociedade, como a Economia Política, a História, a antropologia, a Sociologia e a Linguística.

Augusto Comte, no seu sistema de ciências não cabe uma “psicologia” entre as “ciências biológicas” e as“sociais”. O principal empecilho para a psicologia seria seu objeto: a “psique”, entendida como “mente”, não se enquadrando, por isto, nas exigências do positivismo.

Ainda hoje, após mais de cem anos de esforços para se criar uma psicologia científica, os estudos psicológicos mantêm relações estreitas com muitas ciências biológicas e com muitas ciências sociais.



Precondições Socioculturais para oAparecimento da Psicologia como Ciência no Século XIX


A experiência da subjetividade privatizada


Para que exista um interesse em conhecer cientificamente o “psicológico” são necessárias duas condições:
a) uma experiência muito clara da subjetividade privatizada;
b) a experiência da crise dessa subjetividade

Essa experiência de sermos sujeitos capazes de decisões, sentimentos eemoções privados só se desenvolve, se aprofunda e se difunde amplamente numa sociedade com determinadas características. Ao lermos com atenção as obras de historiadores, veremos que as grandes irrupções da experiência subjetiva privatizada ocorrem em situações de crise social, quando uma tradição cultural é contestada e surgem novas formas de vida. Em situações como estas, os homens se veemobrigados a tomar decisões para as quais não conseguem apoio na sociedade.

Nos primórdios da nossa história eram poucos os elementos de uma sociedade que podiam gozar de liberdade para se reconhecerem como seres moralmente autônomos, capazes de iniciativas, dotados de sentimentos e desejos próprios. Hoje, ao contrário, esta se tornou a imagem generalizada que temos de nós mesmos.



Constituiçãoe desdobramento da noção de subjetividade na Modernidade


A Crise da Modernidade e da Subjetividade Moderna em algumas de suas Expressões Filosóficas


Sistema Mercantil e Individualização

Nossa noção de subjetividade privada data aproximadamente dos últimos três séculos: da passagem do Renascimento para a Idade Moderna. O sujeito moderno teria se constituído nessa passagem e sua criseviria a se consumar no final do século XIX. Em a invenção do psicológico, desenvolvemos a ideia de que no Renascentismo teria surgido uma experiência de perda de referências. A falência do mundo medieval e a abertura do ocidente ao restante do mundo teriam lançado o homem europeu numa condição de desamparo.

Não podendo esperar pelo conselho de uma figura de autoridade, o homem viu-se obrigado aescolher seus caminhos e arcar com as consequências de suas opções. Nesse contexto houve uma valorização cada vez maior do “Homem”, que passou a ser pensando como centro do mundo.

Assim, o mundo passou a ser considerado cada vez menos como sagrado e mais como objeto de uso – movido por forças mecânicas – a serviço dos homens. Essa transformação é parte essencial da origem da ciência moderna. Agrande valorização e confiança no Homem, geradas pela concepção de que ele e o centro do mundo e livre para seguir seu caminho, fazem nascer o humanismo moderno.

Toda a falta de referências absolutas fez renascer também uma escola da filosofia grega chamada ceticismo. Os céticos achavam impossível que pudéssemos obter algum conhecimento seguro sobre o mundo. A descrença cética somada ao...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • OS PROJETOS DE PSICOLOGIA COMO CIÊNCIA INDEPENDENTE
  • Será a psicologia uma ciência independente?
  • A psicologia como ciência independente
  • A importância das pesquisas fisiológicas do final de século XIX para o surgimento da psicologia...
  • Os projetos de uma psicologia independente
  • Psicologia como ciência
  • psicologia como ciência
  • Psicologia como ciência

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!