a civilizacao do espetaculo

Páginas: 6 (1356 palavras) Publicado: 18 de setembro de 2014
Sua resenha expressa bastante o que senti com a leitura deste excepcional livro.Discordo quando você afirma que há nostalgia por parte do autor. Acima de tudo há uma verdade incômoda em todo o livro: O capitalismo transformou a cultura em um produto, consequentemente, livros, filmes, músicas devem ser fáceis de consumir para atrair um maior número de consumidores.Em alguns momentos dá para fazerum paralelo entre esta obra e Vida para consumo de Bauman.A noção de valor foi sucumbida pela de preço e mercado em relação a tudo que concerne a artes, concordo com o autor quando o mesmo afirma isto.

Este é um livro baseado unicamente na vivência do autor, ou seja, não é uma teoria científica, muito menos uma tese. Por isso é fascinante. A primeira vista parece apenas uma crítica ferrenha aimbecilização da atual cultura e da humanidade, mas é muito mais do que isso. É uma apaixonada declaração de amor à literatura e, por que não, à verdadeira cultura, aquela que não só diverte, mas toca questões humanas fundamentais.

O livro do peruano, Mário Vargas Lhosa, prêmio Nobel de Literatura em 2010, consiste em uma análise crítica da sociedade contemporânea, em especial da ocidental.Lhosa inicia o livro analisando o significado da palavra “cultura”. Segundo o autor, em outros tempos, cultura poderia indicar conhecimento, sensibilidade, prazer pela descoberta, identificação de várias formas de emoções; porém, no cenário contemporâneo, limita-se a informação superficial e ao mero entretenimento. Ou seja, “cultura é diversão, e o que não é divertido não é cultura”. Divertir-se “éescapar do tédio”, esquecendo-se que a vida “não é só diversão, mas também drama, dor, mistério e frustração”.

É, assim, que para o autor, atualmente, emergem dois fenômenos. Primeiro, a sociedade do espetáculo, do escândalo, do voyerismo, que preenche seu tempo com infortúnios alheios. Segundo, essa “indústria de diversão”, de maneira quase imperceptível, vai determinando o que as pessoasdevem ler, assistir, vestir e comer, condicionando-lhes em vários aspectos, o que as afasta cada vez mais de si próprias, do autoconhecimento, de sua real condição humana, e da própria compreensão da vida e do mundo que a cerca. Enfim, para Lhosa, essa “cultura do entretenimento” está marcada pela massificação, trivialidade, frivolidade, mediocridade e bisbilhotice, reduzida a pura mercadoria que, emvez de elevar o indivíduo, “imbecializa-o, privando-o de lucidez e livre-arbítrio”.

É com este tom sagaz é ácido que Lhosa, ao longo do livro, examina inúmeros temas ligados à cultura na sociedade contemporânea, desde artes plásticas, música, cinema, religião e política, apontando, em cada qual, aquilo que ele acredita serem desvios de rota.

O autor, como escritor renomado, não poupacríticas a literatura que vem ganhando espaço, nominando-a de light, voltada para vampiros e bruxos. Neste contexto, fica inconformado ao relatar passagem do professor Joe O’Shea, filósofo da Universidade da Flórida, que afirmou: “sentar-se e ler um livro de cabo a rabo não tem sentido. Não é um bom uso de meu tempo, já que posso ter toda a informação que quiser com maior rapidez através da Web”. Ao queLhosa, prontamente, responde: como ser ler tivesse a finalidade exclusiva de “informar-se”.

Concluindo este raciocínio, após mencionar seus clássicos preferidos na literatura, Lhosa enfatiza: “sem elas (as obras clássicas da literatura), para o bem ou para o mal, eu não seria como sou, nem acreditaria no que acredito, nem teria as dúvidas e as certezas que me fazem viver. Esses livros memodificaram, modelaram, fizeram. E ainda continuam me modificando e fazendo, incessantemente, no ritmo de uma vida para a qual os vou cotejando”.

Como se pode perceber, o livro, em vários momentos, assume tom extremista e radical. Além de uma dose nostálgica elevada, como se só o que foi produzido no passado fosse bom e útil.

Seja como for, a obra tem seu valor, sobretudo por permitir um olhar...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • civilização do espetaculo
  • a civilização do espetaculo
  • CIVILIZAÇÃO DO ESPETÁCULO
  • Resumo do livro "A civilização do espetáculo
  • Fichamento A Civilização do Espetáculo
  • Resumo do livro a civilização do espetaculo
  • A Civilização do Espetáculo- Resenha
  • resenha da civilização do espetaculo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!