Trabalhos academicos

Páginas: 9 (2028 palavras) Publicado: 28 de abril de 2013
Obra: A falecida - 2º ATO .
- Rádio Zimbabua Apresenta (...)
Trilha Sonora de abertura - Adoniran Barbosa - Saudosa maloca (1955)
LOCUTOR (NARRADOR) – Ola queridos ouvintes, entra no ar mais um capítulo da Radio novela (A falecida). Com o oferecimento: ( SPOT - Burrita empadas e rádio web Nassau )
NARRADOR- No último episodio de A Falecida, Zulmira resolvia com seu Timbira ( Dono de umaagência funerária ) os detalhes para o suposto velório de uma amiga, regado de luxo e tudo que se a de caro para um grande enterro. Seu Timbira, sem imaginar que o enterro seria da própria Zulmira, faz um orçamento de 40 mil cruzeiros e aguarda a confirmação de falecimento para dar inicio ao seu trabalho.
NARRADOR- Zulmira então, retornar para sua casa, e inicia uma conversa com sua mãe (...)ZULMIRA – Que pena mamãe.
MÃE – Por que minha filha?
ZULMIRA – Antigamente, os enterros eram mais bonitos!
MÃE – Eram a mesma coisa.
ZULMIRA – Poxa, a senhora tem que ser do contra! (tosse)
NARRADOR – Nesse momento, entra na sala Tuninho esposo de Zulmira um nordestino fanático pelo time do Vasco, que está furioso ao escutar mais uma vez, conversas sobre enterro.
TUNINHO – Olha, você vai aomédico de qualquer maneira!
ZULMIRA – Eu?! (tosse)
MÃE – Também acho que precisa filha.
TUNINHO – Minha sogra! Essa criatura não dorme, nem me deixa dormir. Passa a noite inteirinha de meu Deus tossindo.
ZULMIRA – Não vou aquele médico de farmácia caduco!
TUNINHO – Vai sim!
NARRADOR – Nessa confusão vão-se todos ao consultório do Drª Borborema que inicia a consulta.
DRª BORBOREMA – Bom dia !ZULMIRA – Bom dia !
DRª BORBOREMA – Vamos a consulta? Diga 33.
ZULMIRA – 33
DRª BORBOREMA – Agora respire forte.
ZULMIRA – (respirar forte) – Pronto
DRª BORBOREMA – Pronto!
ZULMIRA – Então doutora que tal?
DRª BORBOREMA – No pulmão não vi nada, não tem nada minha filha.
ZULMIRA – (indignada) – Mas não é possível? Ando sentido o diabo! E hoje estou com um gosto horrível de sangue na boca!DRª BORBOREMA – Tudo ok, tudo ok. Isso é só o seu psicológico!
NARRADOR – Para contribuir com a raiva de Zulmira, além do descaso com seus sintomas, Drª Borborema faz um comentário direcionado ao Tuninho.
DRª BORBOREMA – Tuninho não és tú que és louco pelo Vasco? Então te preparas que domingo o Fluminense vai fazer a barba e o bigode do teu timinho.
NARRADOR – Saindo do consultório, Zulmiraem pleno estado de revolta, começa seu escândalo e aproveita a situação de raiva para como de costume, alfinetar sua pobre prima Glorinha do qual morrer de inveja.
ZULMIRA – Eu sou uma pobre diaba! Enquanto Glorinha vai ao um médico bacana, que até piano tem no consultório! Eu vou, de carona ao Drª Borborema uma médica de João Charuto, completamente gagá, que me deixou esperando umas 37 horasneste calor dos inferno e ainda por cima estava mas preocupado em zoar o Tuninho, ao falar do Vasco, do que me diagnosticar. Como assim não tenho nada? Nenhuma doencinha?
TUNINHO – Até parece que gostaria de tá doente, de morrer.
ZULMIRA – Quem sabe? Porque eu se quisesse, podia morrer agora, imediatamente! Ou não podia?
TUNINHO – Mulher! Perde essa mania de morte!
ZULMIRA – Ah! Eu posso, quem nãopode é a querida Glorinha. Ela sim, não pode morrer nunca, não é?!
MÃE – Minha filha, não fale assim!
ZULMIRA – Porque?
MÃE – É feio, Deus Castiga!
NARRADOR – A mãe de Zulmira que já não suporta mais as paranoias da filha, vai em bora, e liga o rádio para amenizar o clima da discussão.
Trecho da marchinha – Balança o saco, balança o saco, balança o saco de confete e serpentina.
ZULMIRA –Ela sabe!
TUNINHO – Sabe o que mulher?
ZULMIRA – Que eu estou mal, que vou morrer!
TUNINHO – Isola!
ZULMIRA – Sabes de uma coisa, de proposito põe todo o volume do rádio!
Trecho da marchinha – Eu vou meter o dedo, eu vou meter o dedo, eu vou meter o dedo no sorvete de limão.
TUNINHO – Quem eras tu, que não gostava de música carnavalesca?
ZULMIRA – Mas agora eu gosto. Até porque quando eu...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Trabalhos academicos
  • trabalhos academicos
  • Trabalhos academico
  • Trabalho academico
  • Trabalhos academicos
  • Trabalho academico
  • trabalho academico
  • Trabalho Academico

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!