Trabalho Mogno Brasileiro pronto

Páginas: 21 (5021 palavras) Publicado: 27 de julho de 2015
UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS
INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS
CAMPUS REGIONAL DE MONTES CLAROS

Culturas de Espécies Florestais




MOGNO BRASILEIRO
(Swietenia macrophylla)


Docente: Letícia Renata Carvalho
Discentes: Amanda MoraisArmando Lopes
Emília P. Fernandes da Silva
Joana D’arc Rocha de Oliveira
Kaick Rocha
Raiane Guedes deFaria



Montes Claros - MG
15 de setembro de 2014
1. Aspectos gerais

1.1 Taxonomia e Nomenclatura
De acordo com o Sistema de Classificação de Cronquist, a posição taxonômica de Swietenia macrophylla obedece à seguinte hierarquia:
Divisão: Magnoliophyta (Angiospermae)
Classe: Magnoliopsida (Dicotyledonae)
Ordem: Sapindales
Família: Meliaceae
Sub-Família: Swietenioideae
Gênero: Swietenia
Espécie:Swietenia macrophylla King
Nomes vulgares por Unidades da Federação: no Acre, cedro-i e mogno; no Amazonas, aguano, araputanga, cedro-i e mogno-brasileiro; em Mato Grosso, araputanga e mogno, e no Pará, cedro-i, cedrorana e mogno.
Nomes vulgares no exterior: na Bolívia, mara; no México, caoba; no Peru, caoba, e na Venezuela, orura.
No comércio internacional é conhecido por mahogany. Nos países delíngua francesa é conhecido por acajou e nos de língua espanhola por caoba.
Etimologia: o nome genérico Swietenia é em homenagem ao médico holandês Gerard van Swieten; o epíteto específico macrophylla significa folha grande.

1.2 Regiões de ocorrência natural
Latitudes: de 20º N no México (Yucatán) a 18º S, naBolívia. No Brasil, de 1º S, no Maranhão a 14º S, em Mato Grosso.

Variação altitudinal:no Brasil, até 400 m de altitude. Contudo, atinge 750 m no México (PENNINGTON & SARUKHÁN, 1998), 850 m na Bolívia (KILLEEN et al., 1993) e 1.500 m no Peru (PENNINGTON, 1981).
Distribuição geográfica: entre as três espécies do gênero, Swietenia macrophylla é a que ocupa a maior área de distribuição geográfica. Esta espécie ocorre de forma natural em Belize (PENNINGTON, 1981), na Bolívia (KILLEEN etal., 1993), na Colômbia (PENNINGTON, 1981), na Costa Rica (PENNINGTON, 1981), na Guatemala (PENNINGTON, 1981), na Guiana Francesa (PENNINGTON, 1981), em Honduras (THIRAKUL, 1998), no México (CHAVELAS POLITO et al., 1982; PENNINGTON & SARUKHÁN, 1998), na Nicarágua (PENNINGTON, 1981), no Panamá (PENNINGTON, 1981), no Peru (PENNINGTON, 1981; ENCARNACION C., 1983) e na Venezuela (FINOL URDANETA,1970).
Na Amazônia Brasileira, a área de ocorrência natural do mogno é estimada em 1.518.964 km2 (TEREZO, 2002), com abrangência em sete Unidades da Federação: Acre, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia e Tocantins.

1.2.1 Caracterização de clima e solo
- Clima
Precipitação pluvial média anual: de 1.200 mm, no Maranhão a 2.900 mm, no Pará. Entretanto, foi introduzido, com êxito, em áreasde maior precipitação. Na Índia, até 8.000 mm.
Regime de precipitações: chuvas periódicas.
Deficiência hídrica: de pequena a moderada, no Pará, no Amazonas, no Acre, em Rondônia, no norte de Mato Grosso e no noroeste do Maranhão. Moderada, na faixa amazônica, desde o noroeste de Tocantins, no oeste de Mato Grosso e no sul de Rondônia.
Temperatura média anual: 24,8 ºC (Tarauacá, AC) a 26,7 ºC(Itaituba, PA). Fora do Brasil, a partir de 20 ºC.
Temperatura média do mês mais frio: 23,2 ºC (Rio Branco, AC) a 25,9 ºC (Imperatriz, MA).

Temperatura média do mês mais quente: 25,4 ºC (São Félix do Xingu, PA) a 27,8 ºC (Itaituba, PA).
Temperatura mínima absoluta: 6 ºC (Rio Branco, AC). A friagem, fenômeno que ocorre na Região entre Acre e Rondônia (e parte de Mato Grosso), resulta do avanço da...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • trabalho pronto
  • Trabalho Pronto
  • trabalho pronto
  • Trabalho Pronto
  • TRABALHO PRONTO
  • TRABALHO PRONTO
  • Trabalhos prontos
  • Trabalhos prontos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!