TRABALHO MEDICINA E SEGURANCA DO TRABALHO Reparado

Páginas: 25 (6200 palavras) Publicado: 5 de junho de 2015
1 – INTRODUÇÃO

Desde seu aparecimento na Terra, o homem convive com o risco. E, por não ter
controle sobre os riscos, esteve sempre sujeito a todo tipo de acidente. Com o
passar do tempo e o desenvolvimento da tecnologia, ele conheceu a roda d’água, os
teares mecânicos, as máquinas a vapor, a eletricidade, até chegar à era dos
computadores. Foi um longo aprendizado.
A Segurança do Trabalhocomeçou a ser alvo das atenções, com mais ênfase, a
partir da Revolução Industrial, que teve início nos fins do século XVIII, na Inglaterra.
A era das máquinas, como pode ser chamada, revolucionou a indústria, com a
criação de maquinários mais velozes, mais possantes, visando aumentar a
produtividade. Em contrapartida ao avanço tecnológico, aumentou também o índice
de ocorrências de acidentes, tendo-seem vista que, na época, tais máquinas não
possuíam os dispositivos de segurança que as de hoje obrigatoriamente possuem, e
o fato de o trabalhador nem sempre estar devidamente treinado quanto à operação
correta e segura de tais máquinas, bem como constantemente estar sob a influência
de determinados desajustes físicos ou emocionais ou condições adversas de
trabalho no que se refere a confortotérmico, visual, etc.
Foi sentida, então, a necessidade da existência, nas empresas, de um GRUPO DE
FUNCIONÁRIOS, representantes do Empregador e dos Empregados, que pudesse
periodicamente se reunir para apresentarem sugestões e reivindicarem medidas
para a correção de possíveis riscos de acidentes.
Mesmo em pleno século XXI, a extraordinária importância das CIPAs na prevenção
dos acidentes do Trabalhoe consequentemente, no bem-estar do trabalhador ainda
não foi amplamente reconhecida, quer por trabalhadores, quer por empregadores.
Há inúmeras empresas que não tem CIPA instalada; outras possuem CIPA, mas
esta se limita a tender ao requisito legal, sem nenhuma motivação por parte da
gerência e com o total desinteresse dos empregados.
Quer no campo prático, educando seus companheiros de trabalhoquanto ao uso
adequado dos dispositivos de proteção, quer no campo doutrinário, através de
reuniões e palestras, discutindo e aplicando os conhecimentos adquiridos, mais se
robustece a atividade de uma CIPA devidamente organizada e prestigiada por um

1

efetivo apoio das indústrias em favor das quais a prevenção de acidentes é bastante
proveitosa e econômica.
Uma CIPA só pode ser bem-sucedida sea direção da empresa acreditar no seu
trabalho e apoiá-la moral e materialmente, de tal maneira que os trabalhadores
aprendam a confiar nela e acatar as suas recomendações.
2 – HISTÓRIA DA CIPA NO BRASIL

A CIPA surgiu quando a sociedade e alguns empresários já tinham detectado a
necessidade de se fazer alguma coisa para prevenir acidentes do trabalho no Brasil.
Em 1941, no Rio de Janeiro, foifundada a Associação Brasileira para Prevenção de
Acidentes (ABPA). Outras experiências também já existiam como das empresas
estrangeiras de geração e distribuição de energia elétrica, Light and Power, em São
Paulo e no Rio de Janeiro, que há anos já possuíam Comissões de Prevenção de
Acidentes.
A CIPA tem sua origem no artigo 82 do Decreto-Lei 7.036, de 10 de novembro de
1944. Apesar do tempo deexistência e da tradição da sigla, a CIPA ainda não
adquiriu estabilidade organizacional e funcional. Isto em razão dos avanços e
recuos, dos altos e baixos resultantes das diversas regulamentações a que foi
submetida em meio século de vida.
No Brasil, essa recomendação foi atendida parcialmente por meio do Art.82 do
Decreto-Lei nº 7036, de 10/11/44, que determinava que todas as empresas com 100(cem) ou mais empregados deveriam providenciar em seus estabelecimentos a
organização de Comissões Internas de Prevenção de Acidentes.
Posteriormente, esse Decreto-Lei foi sendo aperfeiçoado por meio de Portarias
Ministeriais que o regulamentam até os dias atuais, conforme se seguem:
1ª) Portaria nº 229, de 19/06/45: evidenciou melhor o caráter obrigatório da
implantação das Comissões nas...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Medicina e Segurança no Trabalho
  • Segurança e medicina do trabalho
  • Projeto de segurança e medicina do trabalho
  • Segurança e medicina do trabalho
  • Segurança e Medicina no Trabalho
  • SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO
  • Segurança e Medicina do Trabalho
  • Segurança e medicina trabalho

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!