Sexualidad, Salud y Sociedad

Páginas: 6 (1258 palavras) Publicado: 18 de novembro de 2014
No mundo todo e também no Brasil a necessidade de combater o preconceito e a homofobia ainda é muito grande, muito recente. Mesmo sendo recente, existe espalhado pelo mundo movimentos importante nas sociedades de debate e implantação de programas e projetos de educação sexual que respeitam a diversidade.
A expressão “diversidade sexual” vem se afirmando como opção ao termo diferente ou diverso,mostrando que todos e todas fazem parte da diversidade de expressões de gênero e sexualidade, a qual constituída do humano.
No Brasil a aceitação da diversidade sexual tem avançado muito por vários fatores, entre eles a “jurisprudência” que é reconhecimento do direito de pensão e a adoção por casais do mesmo sexo, equiparação da união estável de casais do mesmo sexo e união de casais de sexosdiferentes e etc. E também não podemos deixar de lado os esforços dos governos que sucederam o período ditatorial.
Hoje a homofonia esta bastante predominante. O termo pode significar medo, aversão, preconceito, discriminação e etc, onde muitas pessoas se apegam a ela designando o outro como “contrário, inferior, anormal”.
O termo “Homofobia” pode dar a entender que a ação de violência ediscriminação contra homossexuais seja derivada de um impulso irracional que se situa no campo da psicopatologia individual e não apenas como um preconceito.
Com tantos casos de suicídio dos jovens e dos comportamentos de risco, serviram como argumentos centrais para os governos de diversos países.
Muitos casos de homofobia acontecem nas escolas não somente no Brasil, mas em muitos outros países.Com tantas pesquisas, o Brasil não é o único país a propor ações neste campo. É importante para as politicas públicas e para o papel da escola articular informações sobre a sexualidade. Na escola aprendemos diversas coisas, onde pode nos mostrar a igualdade de direitos, o modo de pensar de cada ser humano, da sociedade.
Em 1990, a Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre realizou programasde “Educação sexual”, promoveu o curso “Sexo em Debate na Escola” para que capacitasse os professores em orientação sexual. O projeto de Orientação sexual tinha como principio de que o trabalho deveria ser desenvolvido em caráter sistemático e permanente no currículo escolar no tempo de um turno semanal, sendo facultativa a participação dos alunos e oferecido em horário alternativo o estudoregular. Todas essas propostas de intervenção nas escolas abordando o tema sexualidade foram extintas e só foi retomada dentro do programa “Brasil sem Homofobia” e do projeto federal “Saúde e Prevenção na Escola”.
Este projeto envolve várias temáticas, como: direito sexuais e reprodutivos, prevenção das DST’s/aids, reduzir o preconceito e estigmas relacionadas a raça, etnia e orientação sexual,prevenção de gravidez na adolescência, entre outros.
O programa “Brasil sem Homofobia” diferencia-se dos outros projetos, pois propõe inserir o tema da diversidade sexual na escola, trazendo discussão sobre igualdade de gênero, orientação sexual e outros.
Na primeira edição de “Educação para a Diversidade”, a parceria com a Secretaria Municipal de Educação foi crucial para efetivar o projeto.Marcava as primeiras ações do programa “Brasil sem homofobia”. Havia professores que tinham interesse em continuidade ao projeto que haviam interrompido em suas escolas.
A segunda edição, professores relatam dificuldade para frequentar o curso devido a carga horária de trabalho e por suas escolas não terem liberado o horário em razão de não considerarem o tema importante.
Nos encontros das duasprimeiras edições de “Educação para a Diversidade”, professores evidenciaram dificuldades de mudança do código moral e questionam as “verdades” relacionadas à sexualidade, pois são fortemente naturalizados e incorporados.
A dificuldade de incluir na diversidade emergiu como uma barreira difícil de ser transposta. A força disso constrói corpos, muros e endurece as possibilidades de haver algo além...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • SOCIEDAD COLONIAL Y ENFERMEDAD
  • Economia y Sociedad
  • Expresiones de la salud y medicinas naturales
  • salud
  • a sociedad e
  • A sociedad e ddld
  • Acolhemento de salud
  • Y

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!