sequência textual descritiva

Páginas: 18 (4458 palavras) Publicado: 7 de fevereiro de 2014
CUNHA, Cleide L. Seqüência descritiva e argumentação. Revista Virtual de Estudos da Linguagem –
ReVEL. V. 4, n. 6, março de 2006. ISSN 1678-8931 [www.revel.inf.br].

SEQÜÊNCIA DESCRITIVA E ARGUMENTAÇÃO
Cleide Lucia da Cunha1

mcrizerio@ig.com.br

INTRODUÇÃO

Os estudos sobre a linguagem têm ocupado papel importante na sociedade atual,
o que se deve à sua importância e ao fato de que éfundamental a compreensão de seu
funcionamento e a especificidade de que é constituída.
No presente trabalho, busca-se observar a teoria proposta por J- M- Adam acerca
das seqüências tipológicas constituintes de um texto, em especial a descritiva, de modo
a analisarmos o seu encadeamento com a argumentação presente nessa modalidade
específica de seqüência.
O modelo teórico que fundamentaespecificamente a análise da articulação
argumentativa das seqüências é a Teoria da Argumentação na Língua, proposta por
Oswald Ducrot.
A perspectiva teórica de Adam é observada também por Bronckart (1999), o
qual chama atenção para o fato da infra-estrutura textual caracterizar-se, além de outros
fatores, pela organização seqüencial ou linear do conteúdo temático, já que o produtor
do textodispõe, estocados na memória em uma forma lógica e/ou hierárquica, de uma
série de representações ou conhecimentos relativos a um tema, que são denominadas
macroestruturas.
Essas macroestruturas, quando da (re-)semiotização de um texto, são
reorganizadas e inseridas em estruturas básicas (relações predicativas e/ou sintagmas) e

1

Mestranda em Língua Portuguesa – Universidade de SãoPaulo.

1

desenvolvem-se em diversas formas de organização linear (planos, esquemas,
seqüências) denominadas de superestruturas textuais.
Adam propôs a noção de seqüências, que seriam “unidades estruturais
relativamente autônomas, que integram e organizam macroproposições, que, por sua
vez, combinam diversas proposições, podendo a organização linear do texto ser
concebida como o produtoda combinação e da articulação de diferentes tipos de
seqüências” (1999: 118) constituindo uma espécie de modelos abstratos, dos quais os
interlocutores disporiam, e passíveis de definição, ao mesmo tempo, pela natureza das
macroproposições que comportam e pelas modalidades de articulação dessas
macroproposições em uma estrutura autônoma.
Adam define cinco tipos de seqüências básicas:narrativa, descritiva,
argumentativa, explicativa e dialogal, sendo que estas podem ser combinadas em um
texto (encaixamento hierárquico, mesclas, etc.) para que através dessa diversidade e da
diversidade das modalidades de organização ocorra a heterogeneidade composicional
dos textos.
Para a maior compreensão da perspectiva teórica que fundamenta o exame das
seqüências quanto aos seus elementos,observaremos a sua caracterização constitutiva
proposta por Adam e retomada por Bronckart.

1. AS SEQÜÊNCIAS TIPOLÓGICAS
1.1 A SEQÜÊNCIA NARRATIVA

O autor traça o percurso histórico dessa seqüência (Aristóteles, Propp, Greimas,
Labov, etc.) para mostrar que a idéia básica desses trabalhos é que, embora cada história
contada mobilize personagens implicados em acontecimentos organizados noeixo do
sucessivo, só pode ser entendida como seqüência narrativa se a organização é sustentada
por um processo de intriga, que consiste na seleção e organização dos acontecimentos
para formar um todo completo, com início, meio e fim. “Um todo acional dinâmico: a
partir de um estado equilibrado, cria-se uma tensão, que desencadeia uma ou várias
transformações, no fim das quais um novoestado de equilíbrio é obtido” (op. Cit.).

2

1.2 A SEQÜÊNCIA DESCRITIVA

Essa seqüência é composta de fases que não se organizam em uma ordem linear
obrigatória e sim são combinadas e encaixadas em uma ordem hierárquica ou vertical,
em forma de protótipo ela se constitui de três fases principais:
- Fase de ancoragem: o tema da descrição é assinalado, geralmente, por uma
forma nominal ou...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Seqüência descritiva e Seqüência explicativa
  • sequencias textuais
  • Gêneros Textuais e Sequências Textuais.
  • Gêneros e sequências textuais
  • Sequencia Didáticas gêneros textuais
  • esquema de gêneros e sequências textuais
  • Resenha: gêneros e sequências textuais
  • Plano de Aula sobre sequência descritiva

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!