RESENHA HOBSBAWN, Eric. A ERA DAS REVOLUÇÕES.

Páginas: 6 (1357 palavras) Publicado: 5 de julho de 2013
UNIVERSIDADE
FACULDADE
DEPARTAMENTO
Disciplina: História Moderna II
Professor:
Alunos:

HOBSBAWN, Eric. A ERA DAS REVOLUÇÕES.

O Mundo na Década de 1780

1. GEOGRAFIA E DEMOGRAFIA
O pouco conhecimento geográfico, as grandes distâncias e a precariedade dos meios de transporte comparados aos nossos atuais, tornavam o mundo relativamente maior para o homem do final do século XVIII.Havia uma menor disponibilidade de informações sobre o mundo conhecido, pois os mapas eram menos precisos e os meios de transporte e o pouco conhecimento a cerca dos lugares aos quais se pretendia ir tornavam as distâncias muito maiores.
O mundo possuía cerca de um terço do contingente populacional de que dispões atualmente, estando maiores densidades demográficas na Ásia e as menores naAmérica e Oceania. Além disso, era uma época em que não havia uma grande disponibilidade de alimentos, o que tornava a população ao redor do mundo menor que a atual tanto em estatura quanto em peso.

2. COMUNICAÇÃO E TRANSPORTE
As formas de comunicação eram rápidas e abundantes comparadas com as da Idade Média, tendo como principal inovação no transporte terrestre a criação do sistema de diligênciasou carruagens postais, que prestavam o serviço de correio daquela época.
O transporte de passageiros ainda era precário por terra, sendo que a maior parte da população viajava à pé. O transporte por água era mais rápido e confortável, porém, intermitente. Era mais fácil ligar as cidades por água do que por terra.
De qualquer forma, a grande maioria das pessoas não viajava, o que considerava umagrande aventura. A maior parte da população vivia a vida inteira onde nascia e crescia, não tendo muito contato com lugares exteriores.
A imprensa era precária, a não ser pelos periódicos das classes média e alta. Além do que, pouca gente sabia ler.

3. CAMPO E CIDADE
A população era predominantemente rural. Havia muitas cidades de médio e pequeno porte, mas poucas cidades de grande porte,com destaque para Londres e Paris, as quais ainda não tinham populações que chegassem a um milhão de habitantes.
As atividades urbanas e rurais eram muito bem delimitadas. As pessoas sabiam exatamente qual eram suas funções e havia certo preconceito dos habitantes das cidades para com os do campo, muito embora ambos estivessem em muitos casos alienados quanto aos eventos exteriores ao raio de suaurbe.
Economicamente a cidade dependia do campo e raramente possuía autonomia política e/ou econômica.

4. ECONOMIA
Era dada grande importância ao problema agrário, onde o ponto crucial era a relação entre os que cultivavam a terra e os que a possuíam, os que produziam a riqueza e os que a acumulavam.
A produção colonial era parte importante do quadro econômico mundial, uma vez querepresentava o principal mercado consumidor da produção europeia em fase de industrialização.
O lavrador típico dessas colônias, no entanto, constituía pessoa sem liberdade (índio ou negro nas Américas, nativo na Ásia, camponês no Leste Europeu), que trabalhava incessantemente para dar fortuna a grandes proprietários burgueses, que não raramente constituíam uma nobreza industrial crescente. A área deservidão oriental (européia) pode, portanto, ser considerada também uma “economia dependente”, produtora de alimentos e matérias-primas para a Europa Ocidental, de forma análoga às Colônias de Além-Mar. Grandes proprietários de terra exploravam a riqueza produzida pela mesma através do trabalho do campesinado servil, fosse na Europa Ocidental ou Oriental.


5. ESTRUTURA AGRÁRIA
Durante esseperíodo, permaneceram as classes sociais vigentes na Idade Média. O funcionalismo público estava quase que inteiramente vinculado à membros da nobreza, cujos títulos estavam vinculados á posse da terra, o que os inviabilizava tanto ao camponês quanto ao burguês sem propriedades.
A exploração da propriedade rural se dava através do arrendamento, o que gerava ainda mais dificuldades para o servo, que...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A era da revoluções de eric hobsbawn
  • resenha eric hobsbawn
  • Resenha A Era da Catástrofe Eric Hobsbawn
  • Resenha A Grande Expansão, Eric Hobsbawn
  • Resumo cap. 6 A Era das Revoluções
  • Resenha do texto de eric hobsbawn: a revolução francesa.
  • Resenha
  • Eric Hobsbawn

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!