Resenha do filme "a pele que habito" de Pedro Almodóvar

843 palavras 4 páginas
NSTITUTO FEDERAL DA BAHIA CAMPUS EUNÁPOLIS

Discentes: Adrieli Souza Silva e Helena Torres Brasil

A tecnologia a serviço do mal

“A pele que habito”( País de origem: Espanha: Gênero: drama, Tempo de duração: 117 minutos, ano de lançamento: 2011), produção do cineasta espanhol Pedro Almodóvar, é uma adaptação do livro Tarantula, do escritor francês Thierry Jonquet. A obra fílmica é complexa e excelente porque leva o espectador a refletir sobre o impacto da tecnologia na sociedade.

O enredo trata-se da vingança de um cirurgião plástico, Robert Ledgard (Antonio Banderas), pelo suposto estuprador de sua filha, um jovem chamado Vicente (Jan Cornet). Este rapaz é sequestrado pelo médico que o usa como cobaia utilizando os avanços tecnológicos de forma inescrupulosa. Ele é submetido à uma mudança de sexo e passa a ser monitorado através de câmeras.

Trancado em um quarto, Vicente (que agora sob a pele de uma mulher, atende por Vera), só possui um meio de distração, uma TV que futuramente lhe dará subsídios para se libertar. A trama nos mostra a influência da televisão sobre nossas vidas, como ela é capaz de condicionar e manipular as massas. Isso fica evidente nas cenas em que motivado por um programa televisivo o prisioneiro passa a ler livros sobre yoga e a praticá-la.

Há também o episódio em que ele assiste a um predador atacando sua vítima, a onça parece brincar com seu futuro alimento antes do ataque letal. Inspirado nessa cena Vicente/Vera irá seduzir seu algoz, conquistar sua confiança e dar a cartada final.

A partir desses exemplos pode-se inferir que a televisão serve como meio para políticos corruptos, empresários e outras entidades induzirem o comportamento da sociedade. Desta forma disseminam ideologias, vendem seus produtos e manipulam o espectador para obterem vantagens.

Outra abordagem da tecnologia é a vaginoplastia, usada na trama para uma vingança, pode na vida real realizar o sonho de uma pessoa que vive em um

Relacionados

  • PSICOLOGIA
    583 palavras | 3 páginas
  • Resenha crítica do filme "a pele que habito"
    1877 palavras | 8 páginas
  • Resenha A Pele Que Habito
    747 palavras | 3 páginas
  • estudante
    402 palavras | 2 páginas
  • A pele que habito
    614 palavras | 3 páginas
  • Resenha Crítica do Filme A Pele que Habito
    427 palavras | 2 páginas
  • Resenha "A Pele que Habito"
    660 palavras | 3 páginas
  • Resenha filme A Pele que Habito
    756 palavras | 4 páginas
  • FUDAMENTOS DE SOCIOLOGIA
    2242 palavras | 9 páginas
  • Sexualidade
    86371 palavras | 346 páginas