Relatorio Mecanica dos Fluidos

Páginas: 5 (1193 palavras) Publicado: 3 de junho de 2015
UNIVERSIDADE METODISTA DE PIRACICABA
FACULDADE DE ENGENHARIA E ARQUITETURA – FEAU - SBO
ENGENHARIA CIVIL – TURMA 018
DISCIPLINA: HIDRAULICA GERAL
PROF. NORTON DE ALMEIDA


PERDA DE CARGA DISTRIBUIDA EM TUBULAÇÕES: LEVANTAMENTO DO FATOR DE ATRITO.



ANDRÉ FAGIONATTO, R.A: 13.2354-2
CAIO SCHIAVOLIN, R.A: 13.3325-1
CAIO GABRIEL FERREIRA ROMAGNOLO R.A: 15.5045-8
DYLAN HENRIQUE NASCIMENTO, R.A:13.3632-0
JEFFERSON RANGEL DE SOUZA, R.A: 13.6118-7


SANTA BÁRBARA D’OESTE – 1S/2015
ABRIL/2015
OBJETIVO
O objetivo desta prática é determinar experimentalmente a perda de carga distribuída em um tubo liso de diâmetro menor, em um tubo liso de diâmetro maior e em um tubo rugoso. Realizar o levantamento da curva do coeficiente de atrito “f” em função de Reynolds e comparar com as fórmulas clássicasutilizadas para o cálculo.
Fundamento teórico: A perda de carga em tubos de seção circular pode ser calculada pela equação , válida para todos os tubos e fluidos Newtoneanos onde f é a função de rugosidade relativa: e do número de Reynolds. Devem constar os seguintes itens: Efeitos da viscosidade, perdas de carga em escoamento laminar, perdas de carga em escoamento turbulento, o efeito darugosidade e o fator de atrito. Estes tópicos podem ser encontrados com certa profundidade na bibliografia recomendada.
Procedimentos Práticos: Serão ensaiados dois tubos, um liso e outro rugoso. Através da medida da diferença de pressão entre duas seções de cada tubo podemos determinar a perda de carga ocorrida, permitindo a avaliação do coeficiente de perda de carga “f” para várias vazões.
Materiaisutilizados:
Manômetros de coluna de fluído tipo “U”;
Tubo liso de diâmetro 38,1 mm;
Tubo liso maior de diâmetro 76,2 mm;
Tubo rugoso de diâmetro 38,1 mm;
Tubulação de sucção do ventilador;
Tubulação de descarga.
Métodos:
No início da prática já estavam instalados os manômetros (tipo “U”) para a coleta de valores de alturas, o tubo de Pitot foi utilizado para o cálculo de velocidade do fluxo do ar nastubulações.
Na prática encontravam-se dois manômetros (bocal de entrada e perda de carga), na qual os manômetros foram usados para medirem as variações de altura do fluido manométrico, sendo este água.
Depois de anotados os valores iniciais dos manômetros, iniciou o procedimento: ligou-se o sistema de sucção, em seguida anotaram-se as variações de altura para que posteriormente fossem calculadasas diferenças de pressão. Repetiu-se o procedimento para os dois tubos, mudando as mangueiras que estavam conectadas nos manômetros e na tubulação, variando a velocidade do sistema de sução. Para finalizar a coleta de dados, foi anotada a temperatura, pressão atmosférica e a umidade relativa do ar.
Hipóteses:
Regime permanente;
Fluido incompressível;
Fluido real;
Propriedades uniformes na seção;Sem troca de calor induzida;
Corrente horizontal (;
Perda de carga localizada e distribuída;
Equacionamento:
Através das hipóteses apresentadas foram desenvolvidas as equações.
Para calcular a diferença de altura do bocal de entrada e perda de carga em metros, fez-se a seguinte equação.


Calculou-se a diferença de pressão dos manômetros debocal de entrada e perda de carga multiplicando a diferença de altura pela aceleração gravitacional e pela diferença das densidades .


Para calcular o número de Reynolds, foi necessário antes calcular a velocidade média da entrada do bocal, utilizou-se a equação de Bernoulli modificada de acordo com as hipóteses mencionadas no tópico3.3. A diferença de pressão utilizada foi ∆P1 (bocal de entrada – tudo de Pitot).

O número de Reynolds foi calculado usando a seguinte equação. Na qual a viscosidade cinemática () foi retirada à uma temperatura de 20ºC pelo EES.

O coeficiente de atrito (ƒ) encontrado pelo diagrama de Moody (Anexo I) é função do regime de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Relatório mecânica dos fluidos
  • RELATÓRIO DE mECÂNICA DOS fLUIDOS
  • relatório mecânica dos fluidos
  • Relatorio de mecanica dos fluidos
  • Relatório de Mecânica dos Fluidos
  • Relatorio de mecanica dos fluidos- unifor
  • relatorio mecanica fluidos
  • Relatorio Mecanica dos Fluidos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!