psicodiagnostico

Páginas: 5 (1202 palavras) Publicado: 29 de agosto de 2014
CENTRO UNIVERSITÁRIO PARA O DESENVOLVIMENTO DO ALTO VALE DO ITAJAÍ

Andressa Cristina
Psicologia 8ª fase.

ABORDAGEM CENTRADA NA PESSOA


Aspectos fenomenológicos presentes na ACP
Ao nos referirmos sobre os aspectos fenomenológicos presentes na ACP é importante refletir sobre a inserção desta perspectiva na psicologia brasileira e latinoamericana. Para Fonseca (s.d.), a ACP querecebemos no Brasil é fruto da vertente pragmática e empirista norte-americana e da fenomenológico-existencial européia, que, inicialmente, foi recebida de modo acrítico e impessoal e, gradualmente, desenvolveu-se enquanto uma abordagem singular e com perspectivas próprias a partir da década de 1980.
De acordo com Gomes, Holanda & Gauer (2004), no cenário internacional, os pressupostos fenomenológicos seexpandiram rapidamente da filosofia para o campo da saúde: na psiquiatria, a primeira área de influência da fenomenologia, é representada pelos trabalhos de Ludwing Binswanger (1881-1966) e Karl Jaspers (1833-1969). No que se refere à psicologia, a década de 1970 é um marco quanto à produção de conhecimento. Impulsionada pelos estudos do grupo liderado por Amadeo Giorgi, na Universidade deDuquesne, Pensilvânia, EUA, a fenomenologia transformou-se em método de pesquisas empíricas. É importante ressaltar que o trabalho de Giorgi foi precedido pelo de dois psicólogos ligados a Carl Rogers: Adrian L. Van Kaam (1959), fundador de um programa de psicologia dedicado à fenomenologia em Duquesne e Eugene Gendlin (1962), que formulou um modelo de psicoterapia considerado de inspiraçãofenomenológica.
Ainda que existam concepções distintas de fenomenologia, este conceito ainda permanece bastante associado a Edmund Husserl (1859-1938). O caráter formal de uma nova epistemologia surgiu ao final do século XIX, na Alemanha.
No que se refere à ACP, detentora de um corpo teórico próprio, sistematizado e consistente, aberta à permanente atualização, conclui-se que, antes de tudo, é uma abordagempsicológica singular, com sólida fundamentação em pesquisas acadêmicas estabelecidas a partir de atendimentos psicoterápicos, ampliada posteriormente para diferentes tipos de relação de ajuda. Possui, além disso, caracteres significativos de natureza humanista, existencial e fenomenológica que lhe permitem dialogar proficuamente e estabelecer permanentes correlações com todo modo de pensamentoestabelecido sobre parâmetros não-positivistas, contrários a qualquer forma de objetivismo causal, utilitarista, universal e reducionista da complexa e dinâmica condição humana de existência.

A Abordagem Centrada na Pessoa: Pressupostos Fundamentais

Psicólogo americano, Carl Rogers foi pioneiro no desenvolvimento de métodos científicos que tinham como objetivo o estudo da mudança nos processospsicoterapêuticos, vindo a criar e a desenvolver um modelo de intervenção que designou inicialmente por Terapia Centrada no Cliente.
A Abordagem Centrada na Pessoa foi uma expressão utilizada por Carl Rogers para referir uma forma específica de entrar em relação com Outro, estando implícito um modo positivo de conceitualizar a pessoa humana. Esta expressão representa uma evolução no pensamentode Carl Rogers e no quadro teórico por ele desenvolvido, que foi formalizada na publicação do seu livro Sobre o Poder Pessoal (em inglês, On Personal Power, 1977), onde explicita a aplicação do seu quadro conceptual aos mais diversos campos (Gobbi et al., 1998: 13).
Na sua evolução, as idéias do autor passam do campo exclusivo da Psicoterapia para serem aplicadas em áreas como os Grupos, asOrganizações e a Educação. Ao longo da sua vida Rogers foi clarificando as suas idéias e daí as mudanças de nomenclatura por si operadas fossem consideradas como atualizações do seu modelo teórico.

As fase de Carl Rogers para a psicoterapia

Segundo colegas de trabalho de Rogers, (Hart e Tomlison, 1970; Huizinga, 1984; Puente, 1970; Wood, 1983), os pensamentos de Rogers foram divididos em...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • psicodiagnostico
  • Psicodiagnóstico
  • Psicodiagnóstico
  • Psicodiagnóstico
  • Psicodiagnostico
  • Psicodiagnostico
  • Psicodiagnóstico
  • Psicodiagnóstico

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!