Psicodiagnostico

2390 palavras 10 páginas
O PSICODIAGNÓSTICO NA ABORDAGEM EXISTENCIAL

1.Introdução

Nos primeiros anos de reconhecimento da Psicologia como profissão no Brasil, o trabalho do psicólogo foi marcado pela busca da objetividade e da quantificação e isso se refletia no modelo de psicodiagnóstico que então se praticava: o modelo psicométrico. Baseado nesse modelo as diferenças individuais são de natureza quantitativa e podem, portanto, ser objeto de medição. Dá ênfase à aplicação e avaliação por meio de testes psicológicos, com a finalidade de subsidiar e oferecer mais solidez à apreciação clínica do psiquiatra ou outro profissional.
Com a experiência e a partir das contribuições da psicanálise e das teorias humanistas em psicologia, foram surgindo outros modelos. De modo mais geral, pode-se dizer que esses modelos se agrupam em duas categorias: os que fazem a abordagem do cliente pela via da explicação - tendência objetiva (ênfase nos eventos do passado, visão determinista, buscando a identificação das causas do comportamento) e os que fazem a abordagem pela via da compreensão, numa tendência mais existencial. (ênfase na vivência atual do cliente, buscando a identificação do sentido, do significado, para o cliente, da experiência vivida por ele).
Os psicólogos existenciais questionam a abordagem objetiva, por julgarem que ela não é adequada a toda a faixa de fenômenos humanos. De tanto buscar a objetividade, esse modelo acaba por deixar de lado os aspectos que são essencialmente humanos. Rogers se inclui neste grupo. No começo de sua vida profissional, sua prática se orientava pelo ponto de vista objetivo. Partia do diagnóstico e análise das dificuldades do cliente, a interpretação e explanação ao mesmo, das causas de suas dificuldades. Pouco a pouco, foi observando que seria mais eficaz se pudesse criar um clima psicológico no qual o cliente pudesse superar estas funções por si mesmo,

Relacionados

  • psicodiagnostico
    527 palavras | 3 páginas
  • Psicodiagnóstico
    3487 palavras | 14 páginas
  • Psicodiagnóstico
    1770 palavras | 8 páginas
  • psicodiagnostico
    912 palavras | 4 páginas
  • psicodiagnostico
    3667 palavras | 15 páginas
  • Psicodiagnóstico
    1265 palavras | 6 páginas
  • Psicodiagnostico
    2466 palavras | 10 páginas
  • O psicodiagnostico
    530 palavras | 3 páginas
  • Psicodiagnóstico
    497 palavras | 2 páginas
  • Psicodiagnóstico
    2172 palavras | 9 páginas