PROTAGONISMO JUVENIL E MOVIMENTO ESTUDANTIL: UMA ESTRATÉGIA DE DISTINÇÃO ?

Páginas: 23 (5688 palavras) Publicado: 17 de setembro de 2014
PROTAGONISMO JUVENIL E MOVIMENTO ESTUDANTIL: UMA ESTRATÉGIA DE DISTINÇÃO ?
PAULA, Lucília Augusta Lino de - UFRuralRJ/PUC-Rio
GT: Sociologia da Educação /n.14
Agência Financiadora: Não contou com financiamento


O presente ensaio pretende levantar algumas questões referentes à importância do movimento estudantil como instância formativa privilegiada no que tange à socializaçãopolítica, a capacitação de lideranças e a constituição de uma elite entre os estudantes universitários. A forma como se constrói a participação do jovem na política estudantil, seu engajamento no movimento e o significado a ele atribuído pelos militantes e pelos demais estudantes pode vir a lançar luzes sobre o protagonismo juvenil na vida civil do país, hoje em refluxo. Os motivos do ingresso dos jovensnesse movimento social fornecem pistas para entender a trajetória dos jovens militantes no movimento estudantil e o significado atribuído a essa participação política. É interessante também identificar nas trajetórias sócio-culturais-familiares prováveis influências da inserção desses jovens no movimento estudantil.
O movimento estudantil, enquanto movimento social que se desenvolveu dentrodas populações escolarizadas, é um dos problemas abandonados pela Sociologia da Educação nas últimas décadas, após a produção de obras apressadas sobre a revolta estudantil de maio de 68. No entanto, o movimento estudantil é um tema que, atualmente, está a exigir a abertura de novas frentes de pesquisa, o advento de novas estratégias e a reformulação radical das hipóteses. Para Passeron(1991:70-72), é um equívoco considerar este um tema superado,
como se no meio estudantil não pudesse ocorrer outra coisa diferente do que havia acontecido, como se a história ideológica sinuosa e contraditória dos estados de ânimo estudantis dos anos 70 em uma paisagem universitária transformada não pudesse ser outra coisa que repetição ou decomposição do que teria expressado em sua totalidadesignificativa uma crise arquetípica ... cada qual deixa às velhas análises a tarefa de vigiar sobre um meio universitário supostamente adormecido.

O tema “movimento estudantil” exige, portanto, uma releitura que possibilite lançar luzes, em um outro foco, sobre a atual crise da universidade brasileira, seu acelerado processo de desmonte e privatização, em meio aos discursos de democratização do acesso aoensino superior por camadas sociais excluídas.
No Brasil, ainda nos anos 60, o crescimento numérico dos ‘excedentes’, fruto da expansão do ensino secundário, que aprovados nos concursos vestibulares não obtinham vagas no ensino superior, foi utilizado como legitimador da expansão da rede privada de ensino superior. As políticas educacionais implementadas no país na última década, de inspiraçãoneoliberal, servindo-se do discurso democratizante de ampliação do acesso ao nível superior, consolida a iniciativa privada, com a concessão do status de Universidade a inúmeras instituições privadas, além de permitir a criação de novas modalidades de cursos superiores de curta duração. Como conseqüência temos uma inflação de títulos universitários sem o esperado retorno social e econômico,fenômeno iniciado na década de 601 e que vem desde então se acirrando, e hoje, no Brasil, torna-se nevrálgico com a polêmica das “cotas” para afro-descendentes e alunos provenientes de escolas públicas2.
A forte relação entre desempenho escolar e origem social, amplamente estudada quando nos referimos à educação básica, exige, hoje, um estudo voltado para o ensino superior. A universidade ainda é,por excelência e definição, uma das principais instituições que mantêm e legitimam os privilégios sociais. A par da discussão da adoção de ações afirmativas instaura-se a questão de se a democratização do acesso ao ensino superior realmente favorece a ascensão social das camadas desfavorecidas. Ou por outro lado a Universidade seria uma instituição formativa que reproduz e legitima o status quo,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Protagonismo Juvenil
  • Protagonismo juvenil
  • Protagonismo juvenil
  • Protagonismo juvenil
  • protagonismo juvenil
  • Protagonismo juvenil
  • Protagonismo Juvenil
  • Movimento estudantil

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!