pesquisa

Páginas: 9 (2104 palavras) Publicado: 8 de abril de 2014

DISCIPLINA: TESTES PSICOMÉTRICOS

TURMAS: PST05S1/ PSN05S1/ PSN05S2


PROFESSORA: Mª do P. Socorro (SUKY) Ramalho


PERÍODO: 5º









A história da Psicometria no Brasil se confunde na prática com a própria história da Psicologia caracterizada, principalmente, por dois períodos de manifestações contraditórias: no início do século XX, um entusiasmo exagerado pelos testespsicológicos, fruto da herança funcionalista americana, que durou até meados do século; e por uma outra onda não menos vigorosa, marcada por uma postura crítica aos testes psicológicos, como uma reação ao behaviorismo americano e a tudo o que a ele estava atrelado, e que se alongou até o início dos anos 80.

A esse fator, somou-se um outro que certamente influenciou o período de declínio dostestes psicológicos no Brasil e também no resto do mundo: o surgimento do enfoque humanista-existencialista, cuja ênfase na liberdade como característica fundamental do ser humano e de seu comportamento, tornou a medida em Psicologia algo impraticável e, de fato, uma verdadeira maldição. Isto é, medir significava destruir ou cristalizar o próprio objeto da Psicologia: o Homem. (Pasquali, 2001)Concomitantemente, a falta de especialistas no Brasil nessa área, associada à má qualidade gráfica e científica dos testes disponíveis no mercado, corroborou para o desapreço e rechaço científico pelos testes psicológicos no Brasil. Um outro aspecto diz respeito ao ensino da avaliação psicológica realizado nos cursos de graduação. Um rápido levantamento feito no país verificou que as disciplinas dePsicometria ensinadas nas universidades brasileiras eram praticamente inexistentes e, quando existiam, ensinavam apenas os rudimentos de Psicometria. Isso significava que, a grande maioria dos psicólogos saia das universidades incapazes de avaliar a qualidade dos instrumentos psicológicos como também de criar novos instrumentos. Em conseqüência, a maior parte dos testes empregados, era uma meratradução de instrumentos estrangeiros, colocados no mercado por empresas cujo interesse era meramente comercial e a preocupação científica com a qualidade dos instrumentos psicológicos era algo secundário, senão irrelevante. (Pasquali, 2001)

Essa situação trouxe à baila uma reação violenta por parte da sociedade, dos usuários e das vítimas do uso abusivo e indiscriminado desta prática por parte depsicólogos despreparados quanto à avaliação psicológica, culminando em centenas de processos judiciais contra decisões tomadas com apoio nos resultados dos psicotécnicos, em particular na área de seleção. Candidatos a empregos na iniciativa privada e em concursos públicos foram dando-se conta de que sua possível inserção no mercado de trabalho, por vezes, estava condicionada aos relatóriosdecorrentes da Avaliação Psicológica.

A Psicologia, no uso desses instrumentos, passou então a ser criticada e apontada como desprovida de métodos precisos de avaliação. Segundo os críticos da época, seus resultados eram imprecisos em função da sua forte tônica subjetiva, sujeita as análises diferenciadas, dependendo e variando em função daquele que avaliava, e não de uma fundamentação teórica emetodológica estruturada.

Reverter essa situação consistiu numa tarefa gigantesca para os Conselhos Regionais de Psicologia e, em particular, para o Conselho Federal de Psicologia - CFP no sentido de revigorar e retificar as abordagens teóricas e técnicas sobre os testes psicológicos. Era necessário buscar formas de se legitimar a prática psicológica que se utilizava de métodos psicométricos para arealização do seu trabalho. Era fundamental cuidar dos critérios que atestavam a qualidade de aferição dos instrumentos, avaliar as condições mínimas em que esses instrumentos se encontravam e fornecer ao psicólogo uma referência para a escolha dos procedimentos mais apropriados à realização de Avaliações Psicológicas. Restava, então, fazer.

Em 1981, numa iniciativa do Conselho Federal de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Pesquisa
  • pesquisa
  • pesquisa
  • o que pesquisa
  • PESQUISA
  • Pesquisa
  • Pesquisas
  • Pesquisa

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!