MORAN, José Manuel. A educação que desejamos: Novos deságios e como chegar lá. 5ª Ed. Campinas, SP: Papirus, 2012.

Páginas: 32 (7802 palavras) Publicado: 16 de novembro de 2013
MORAN, José Manuel. A educação que desejamos: Novos deságios e como chegar lá. 5ª Ed.
Campinas, SP: Papirus, 2012.
RESUMOS
Capítulo 1 - A educação está mudando Radicalmente
Na educação de hoje, coexistem o atraso, a burocracia e a inovação. É importante ter uma
visão realista, mas não desesperançada. Apostar mais na mudança, em novas possibilidades que se
concretizem, do que no pessimismocorrosivo.
A educação é um processo de toda a sociedade, não só da escola, que afeta todas as pessoas,
o tempo todo. Dessa forma, toda a sociedade educa, e desempenha simultaneamente o papel de
educadora e aprendiz.
Atualmente, estamos numa fase de transição: nem estamos na sociedade industrial, embora
mantenhamos muitas de suas estruturas organizacionais e mentais, nem chegamos plenamente aomodelo de sociedade do conhecimento, embora parcialmente incorporemos alguns dos seus valores
e expectativas.
É muito difícil superar por completo o modelo de educação tradicional, pois ele, de uma
forma ou de outra, deu conta das demandas educacionais até então, e ainda não possuímos um novo
modelo bem aprovado, testado e universalizado. Além disso, vivemos uma tensão constante entre aprevisibilidade do conhecido e o temor do novo. Desejamos mudar, mas nos sentimos confortáveis
nos modelos conhecidos, nos rituais sempre repetidos.
Mas teremos que, mais cedo ou mais tarde, propor, implementar e avaliar novas formas de
organizar processos de ensino aprendizagem, em todos os níveis e modalidades de ensino, que
atendam às complexas necessidades da sociedade baseada na informação eno conhecimento, que
inexoravelmente avança e ganha corpo.
Nesse processo de mudança, algumas questões são fundamentais:
a) Perfil dos professores: inovadores, criativos, motivados, capacitados, comprometidos e
preparados para enfrentar permanentemente novos desafios. Precisa ter flexibilidade
para adaptar-se a situações diferentes e sensibilidade para escolher as melhores soluções
possíveispara cada momento;
b) Perfil dos gestores: somente podemos educar para a autonomia com processos
participativos, democráticos e interativos, que respeitem as diferenças e sejam
conduzidos por pessoas e organizações livres. Uma boa escola começa com um bom
gestor, que a dinamiza, busca caminhos alternativos e motiva todos os envolvidos no
processo;
c) Escolas engajadas com as comunidades: amaioria das escolas se distancia dos pais dos
alunos e das demandas educacionais e culturais das comunidades nas quais estão
inseridas. Elas precisam reaprender a aprender, a ser mais úteis, a prestar serviços mais
relevantes e formar cidadãos mais comprometidos com as lutas e anseios do seu povo;
d)

Alunos felizes: A escola precisa surpreender, cativar e conquistar os estudantes a todomomento. A educação precisa encantar, entusiasmar, seduzir, apontar possibilidades,
realizar novos conhecimentos e trazer felicidade a seus alunos aos longo desse processo;

e) Currículo contextualizado: o currículo precisa estar ligado à vida, ao cotidiano, fazer

sentido para o aluno. Ele precisa estar baseado na transdisciplinaridade e na
interdisciplinaridade. Deve procurar combinar aorganização por disciplinas, em que cada
uma também pode organizar atividades de pesquisa e projetos, e, ao mesmo tempo,
trabalhar com projetos de forma integrada, com base em um tema comum para cada
período, do começo ao final de cada curso.
As questões acima expostas são os pré-requisitos básicos para a formação de uma escola que se
articule efetivamente com os pais e com a comunidade, queincorpore seus saberes e que aprenda
com ela. Uma escola que prepare os professores para um ensino focado na aprendizagem viva e
criativa, com perfeita integração entre o presencial e o virtual, com professores menos “falantes” e
mais orientadores, que deem menos aulas expositivas e mais atividades de pesquisa,
experimentação e projetos. Uma escola que fomente redes de aprendizagem entre...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • “O Que é Educação a Distância?” de José Manuel Moran
  • resenha jose manuel moran
  • José manuel moran
  • Resumo: adrade, manuel correia de. nordeste: alternativas da agricultura. campinas/sp: papirus, 1988. p. 61-70.
  • Novas tecnologias e mediação pedagógica. Moran, José Manuel, 2000.
  • Síntese do texto mídias na educação de josé manuel
  • jose manuel
  • Como usar a literatura Infantil na sala de aula 5. Ed. SP. 2012

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!