Metricas

Páginas: 75 (18607 palavras) Publicado: 9 de dezembro de 2014
Métricas de Software
Professor Doutor Auto Tavares da Camara Junior
Perito Criminal Federal

Apresentação
• Junior

auto.junior@uniceub.br

– Perito Criminal Federal
– Doutor em Ciência da Informação (UnB)
– Mestre em Ciência da Informação (UnB)
– Pós Graduado MBA em Administração Estratégica de
Sistemas de Informação (FGV)
– Bacharel em Ciência da Computação (UnB)

Prof. Dr.Junior, PCF

2

Objetivo





Justificar a necessidade de medição de software
Identificar técnicas de medição de software
Aplicar a análise de pontos por função
Determinar estimativas de prazo e esforço

Prof. Dr. Junior, PCF

3

Organização






Aulas teóricas e práticas
1 Prova (P)
1 Projeto final (PF)
1 AMC
Nota Final = 40% (P) + 30% (PF) + 30% (AMC)Prof. Dr. Junior, PCF

4

Agenda
Data

Conteúdo

Data

Conteúdo

Data

Conteúdo

07-08/08

Apresentação

11-12/08

Introdução

14-15/08

Análise de Pontos por Função

18-19/08

Processo de Contagem

21-22/08

Funções de Dados

25-26/08

Funções de Dados

28-29/08

Funções de Dados

01-02/09

Funções de Dados

04-05/09

Funções de Dados

08-09/09Funções de Dados

11-12/09

Funções de Dados

15-16/09

Funções de Transação

18-19/09

Funções de Transação

22-23/09

Funções de Transação

25-26/09

Funções de Transação

29/09

Funções de Transação

03/10

Funções de Transação

16-17/10

Funções de Transação

20-21/10

Funções de Transação

23-24/10

Prova

30-31/10

Práticas de Contagem03-04/11

Fatores de Ajuste

06-07/11

Fórmulas de Cálculo

10-11/11

Estimativas de Tamanho

13-14/11

Estimativas de Esforço

18-24/11

Estimativas de Prazo e Recurso

20-28/11

Projeto Final

01-02/12

Projeto Final

04-05/12

Conclusão

Prof. Dr. Junior, PCF

27/10

Correção de Prova

5

Referências
• GARMUS, D.; RUSSAC, J.; EDWARDS, R. Certified
functionpoint specialist examination guide
• VAZQUEZ, C. E.;SIMOES, G. S.; ALBERT, R. M. Análise
de pontos de função

Prof. Dr. Junior, PCF

6

Introdução

Introdução
• Por que medir ?
– Não se consegue medir aquilo que não se consegue
perceber objetivamente
– Não se consegue controlar aquilo que não se consegue
medir

• Resposta leva em consideração três aspectos que
precisam seravaliados
Contexto de sua
aplicação na
organização
Prof. Dr. Junior, PCF

Missão da
organização em obter
o melhor resultado

Entendimento que a
técnica pode ajudar a
organização
8

Introdução
• Contexto de sua aplicação na organização
– Projetos e operações voltados à contratação,
desenvolvimento e manutenção de sistemas
– Sistemas cujos requisitos evoluem, crescem e se
modificam– Atender essas demandas exige esforço

Prof. Dr. Junior, PCF

9

Introdução
• Missão da organização em obter o melhor resultado
– Os recursos para cumprir esse esforço são limitados
– O processo necessita de controle

Prof. Dr. Junior, PCF

10

Introdução
• Entendimento que a técnica pode ajudar a
organização
– Gerência de projetos
– Terceirização e gestão de contratos
–Melhoria dos processos

Prof. Dr. Junior, PCF

11

Introdução
• Gerência de projetos
– Desenvolvimento e manutenção de sistemas:
planejamento, controle e execução
– Definição de objetivos mais realistas
– Estratégias de resposta aos riscos
– Medição do tamanho em qualquer fase e estimativa de
esforço
– Acompanhamento e avaliação de desempenho
– Justificativa e apoio à tomada de decisão– Dados históricos para comparação e planejamento
futuro
Prof. Dr. Junior,
PCF
12

Introdução
• Terceirização e gestão de contratos
– Análise make-or-buy a partir de indicadores para
comparação entre as alternativas
– Seleção de tipo de contrato (preço fixo, homem-hora, ...)
– Forma de remuneração
– Acompanhamento dos serviços

Prof. Dr. Junior, PCF

13

Introdução
•...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Metricas
  • mÉTRICAS
  • Métricas
  • Métricas
  • Métricas
  • Métricas
  • Metricas
  • Métricas

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!