Maquiavel - resumo

Páginas: 54 (13388 palavras) Publicado: 28 de abril de 2013
Maquiavel (século XV – XVI)

A Itália da época de Maquiavel era um laboratório para a formação do principado novo, a melhor época possível para a ação do príncipe. “Pensando comigo mesmo se hoje na Itália correriam tempos propícios à glória de um novo príncipe, e ainda, se haveria matéria a ensejar que um homem prudente e virtuoso introduzisse um estilo que o dignificasse e quebeneficiasse à coletividade dos homens desse país, pareceu-me que ora concorrem tantas coisas em favor de um príncipe novo que até nem sei que outra época ter-lhe-ia sido mais propícia.” A Itália possuía um poder religioso forte, que exercia poder temporal (Vaticano). Ao mesmo tempo, a Igreja era desafiada por pensamentos e argumentos eminentemente laicos e políticos, não religiosos – como acontecia noresto da Europa, através da reforma protestante, por exemplo. Não há, na Itália da época, uma unidade política e isso implicava uma sociedade sem garantias. A sociedade era mercantil, rica, próspera e sofria grande influência do Renascimento. O príncipe era obrigado a governar em um mundo perigoso, onde o solo era muito frágil, e ao mesmo tempo tinha que garantir a segurança. Para isso, eranecessária por parte do Príncipe a arte de iludir. O que importava era o resultado, e a história deveria ser usada como ferramenta – afinal, não há ciência capaz de orientar um Príncipe, há apenas os elementos do passado.

A concepção que Maquiavel tem da política é parecida com a de Santo Agostinho quando fala da Cidade dos homens (Civitas Príncipes) – a política é a coerção. Ao mesmo tempo, há orompimento com a visão de Santo Agostinho - que diz que a política também pressupõe a fé - e com a visão dos antigos – do Logus. Para Maquiavel, não existe regra ou pressuposto além de manter a ordem e coerção, evitando ao máximo o uso da violência. A política, para o autor, é ação civilizadora, pela introdução da ordem no caos – pois há a união das sociedades com uma identidade, um Estado, umalinguagem e uma cultura. É quase como a visão platônica do rei filósofo que esculpe o bloco de barro conforme julga melhor. Por isso, a política é preciosa em si, porque com ela há a garantia de pelo menos uma segurança e uma ordem mínima.

A preocupação de Maquiavel se dá com os principados que qualquer um poderia fundar, os que quebram com a base tradicional, em uma época que ignora a antiga do homem– diretamente relacionada à aristocracia e ao critério de nobre. Época de enriquecimento de burgueses, mercadores e aventureiros, o que concedia à população grande mobilidade social. É com esse principado, não tradicional e hereditário, não mantido pela religião e, principalmente não relacionado à utopia, que Maquiavel se preocupa. Por não ter essas garantias, o príncipe moderno é marcado pelainstabilidade. Há uma necessidade perigosa de derrubar um Estado antigo para criar um novo, porém o príncipe novo possui maior legitimidade – pois não é sustentado por tradição, só por virtude. “De fato, um príncipe novo é muito mais atentamente observado em suas ações do que um príncipe hereditário, e quando estas são julgadas virtuosas, elas conquistam muito mais a simpatia dos homens e a sua afeiçãodo que a antiguidade do sangue”.

Maquiavel criticava o poder religioso, mas não pela religião em si – e sim porque a Igreja detinha o poder para unificar a Itália, mas não o fazia. Ele percebeu, à frente dos outros, que a forma de organização do Estado Nacional Moderno iria prevalecer, em uma época em que o modelo ainda estava em formação. Ele sabia que o sistema de cidades-estado, defragmentação, estava fadado ao fracasso e às invasões – por isso julgava tão necessária a unificação da Itália.

Maquiavel rejeita a tradição idealista de Platão, Aristóteles e São Tomás de Aquino, tendo como ponto de partida e de chegada a realidade concreta. Coloca ênfase na “verità effetuale”, a verdade efetiva das coisas – a fé no realismo e a quebra com as utopias. A substituição do “dever...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • resumo maquiavel
  • Resumo Maquiavel
  • Resumo De Maquiavel
  • RESUMO MAQUIAVEL
  • Resumo de maquiavel
  • Resumo maquiavel
  • Resumo Maquiavel
  • Resumo Maquiavel

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!