laboratorial

Páginas: 6 (1442 palavras) Publicado: 2 de maio de 2014

GRUPO SER EDUCACIONAL
FACULDADE ALIANÇA –
ENFERMAGEM 3°
TURNO: TARDE. CARGA HORÁRIA: 90h
AUTOR: PÂMELLA CAYLA PORTO DO VALE









CONTROLE DO DIÂMETRO PUPILAR DA ESPÉCIE ORYCTOLAGUS CUNI-CULUS.










TERESINA, 20 DE MAIO 2013.
PÂMELLA CAYLA PORTO DO VALE













RELATÓRIO REFERENTE À AULA PRÁTICA: CONTROLE DO DIÂMETRO PUPILAR DA ESPÉCIEORYCTOLAGUS CUNICULUS.



Relatório apresentado como parte dos requisitos para a aprovação na Disciplina Fisiologia Humana, oferecida no bloco III pelo curso de Bacharelado Enfermagem da Faculdade Aliança – Maurício de Nassau.




TERESINA – PIAUÍ
INTRODUÇÃO
“O sistema nervoso autônomo governa os movimentos da íris por intermédio de suas duas divisões: o simpático, que inerva odilatador, e o parassimpático, o esfíncter”. “Existe um conjunto de drogas com ação sobre o sistema nervoso autônomo, que codificam o tamanho da pupila. A ação destas drogas exerce-se estimulando ou paralisando umas das 2 divisões do sistema e produzindo então um desequilíbrio na outra.” (HOUSSAY, 1960).
Em termos genéricos, o sistema nervoso controla as atividades rápidas do corpo, tais como: contraçõesmusculares, eventos viscerais que se modificam rapidamente, e mesmo as (velocidades de secreção de algumas glândulas endócrinas). (GUYTON, 2006).
Foram utilizadas a pilocarpina (antagonista muscarínico) e a atropina (agonista muscarínico), drogas que tem ação sobre o sistema nervoso autônomo, que codificam o tamanho da pupila. A pilocarpina é usada como agente miótico (provoca a contração dapupila) e no tratamento do glaucoma, sendo empregada na forma de colírio. É possível que a pilocarpina possua efeitos psicoativos, o que ainda não foi bem elucidado. A pilocarpina é um fármaco parassimpaticomimético, com efeitos semelhantes aos da acetilcolina e como tal é capaz de aumentar a produção de secreções pelas glândulas exócrinas no organismo.
A atropina um antagonista muscarínico queage nas terminações nervosas parassimpáticas inibindo-as. A atropina é um antagonista competitivo das ações da acetilcolina e outros agonistas muscarínicos.
A prática de controle do diâmetro pupilar na espécie Oryctolagus cuniculus teve como objetivo demonstrar a ação dos fármacos: atropina e pilocarpina, que agem sobre o tamanho da pupila, ativando ou inibindo o sistema nervoso autônomoparassimpático.




MATERIAIS E MÉTODOS
- Materiais:
Dois coelhos da espécie Oryctolagus cuniculus,
Drogas, Atropina e Pilocarpina,
Régua,
Celular,
Lápis, caneta e papel para anotações.

-Métodos:
Na prática de controle do diâmetro pupilar do coelho (Oryctolagus cuniculus), os alunos foram divididos em dois grupos, e cada grupo recebeu uma respectiva droga (pilocarpina ou atropina) e um coelhoda espécie Oryctolagus cuniculus.
Para que se pudesse executar a medição inicial do diâmetro da pupila no olho direito, os animais foram imobilizados com cuidado. Tendo como referencial o olho esquerdo. Em seguida, aplicaram-se duas gotas de Pilocarpina no olho direito do animal 1º. E o mesmo procedimento foi realizado, mas com a atropina, no olho direito do 2º animal. Depois de feita esta etapafoi realizada a medição do diâmetro pupilar de ambos os olhos a cada 10 minutos. Foram avaliados os efeitos das drogas sobre outras estruturas como vasos das conjuntivas e glândulas salivares.






RESULTADOS
-TABELA COM RESULTADOS:
Variações do tamanho do diâmetro pupilar tendo como referência o olho esquerdo em coelhos da espécie Oryctolagus cuniculus.
TEMPO DE MEDIÇÃO.

DIÂMETROPUPILAR ESQUERDO (cm).
DIÂMETRO PUPILAR DIREITO (cm).
Medição inicial.
0,5
0,5
10 min. Após instilação do colírio.
0,4
0,5
20 min. Após instilação do colírio.
0,3
0,5
30 min. Após instilação do colírio.
0,3
0,5
40 min. Após instilação do colírio.
0,3
0,5
50 min. Após instilação do colírio.
0,3
0,5

Legenda: (cm) = CENTÍMETROS (min) = MINUTOS
TÍTULO: VARIAÇÕES DO TAMANHO DO...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Rotina laboratorial
  • Biossegurança laboratorial
  • Os cuidados no laboratoriais
  • Exames laboratoriais
  • Diagnóstico laboratorial
  • Protocolos laboratoriais
  • Fisica laboratorial
  • Materiais laboratoriais

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!