Influências científicas sobre a psicologia

Páginas: 6 (1351 palavras) Publicado: 18 de setembro de 2014
RESUMO
A história da psicologia moderna tem sido a história de uma longa e persistente crise de cientificidade. Três grupos distintos de argumentos têm sido usados ao longo desta como obstáculos à possibilidade de constituição da psicologia como ciência. O primeiro grupo é composto pelos argumentos filosóficos contra a própria ciência moderna. Questionando a psicologia especificamente, temosoutros dois grupos, o dos argumentos ontológicos e o dos metodológicos. Entre os ontológicos, temos os da natureza inquantificável do objeto da psicologia; da simultaneidade da condição de sujeito e objeto; da indivisibilidade do fenômeno psíquico; da inexistência de objeto próprio da psicologia; da alteração do ser humano pela interação; do significado como verdadeiro objeto psicológico; dolivre-arbítrio e da necessidade de adoção de um método distinto do das ciências naturais. Entre os metodológicos, temos as alegações de impossibilidade de observação direta do objeto; da dificuldade metodológica de quantificação; das limitações éticas para a pesquisa e da enorme quantidade de variáveis envolvidas na explicação psicológica. Muitos destes problemas foram superados ao longo da história dadisciplina, mas alguns deles ainda hoje esperam solução filosófica, o que faz da psicologia moderna um projeto de ciência inacabado.

QUANTIFICAÇÃO
Da natureza inquantificável do objeto da psicologia - Um dos vetos kantianos diretos à psicologia se dirige à possibilidade de quantificação dos fenômenos psicológicos. A psicologia como ciência empírica, nem procederia a priori, nem poderiaquantificar seus dados e empregar o cálculo matemático na descrição precisa da realidade e das leis que a regem. Esse veto seria definitivo: os fenômenos psíquicos produzem-se só no tempo, e não no espaço, portanto, não seriam passíveis de quantificação. Devemos distinguir este veto do problema metodológico representado pela dificuldade de mensuração de dados, que veremos adiante, ao qual no entanto estáintimamente ligado. Diz Kant (1786/1989) sobre esta questão que "a matemática não é aplicável aos fenômenos do sentido interno e suas leis, pois teria que se levar em conta em tal caso unicamente a lei de continuidade no fluxo das mudanças em tal sentido interno" (p.32).
O behaviorismo foi o primeiro a oferecer uma solução consistente para este problema, tornando o comportamento, que se produziano espaço, o objeto de estudo da psicologia. O problema com essa solução é tão conhecido como ela própria: este objeto, a despeito de ser a única fonte de dados objetivos de que dispomos, não é o objeto primário de interesse da maioria dos psicólogos. Já o cognitivismo ofereceu soluções para este problema que permitiram ao método científico a investigação de fenômenos plenamente psicológicos. Aprimeira, que muitas vezes não é explícita ou consciente na estratégia de investigação do campo, é a substituição da descrição matemática das leis na explicação psicológica pelas descrições meramente lógicas daquela. O problema do rigor descritivo científico é assim encarado com uma linguagem que é tão precisa quanto à matemática, porém não quantificada. Baars (1986) chama esta linguagem "matemáticanão-quantitativa", que incluiria a lógica simbólica, a álgebra booleana, a topologia e a teoria da função recursiva. A simulação computadorizada mostrou-se nesta questão particularmente útil, pois forneceu uma linguagem adequada e suficientemente explícita para a construção de modelos e hipóteses cognitivas precisas o suficiente para serem falsificáveis.
A segunda foi de natureza metodológica. Aopassar a utilizar dados cronométricos para testar hipóteses sobre processos cognitivos, o cognitivismo inverteu condição de fragilidade apontada por Kant com a singela constatação de que se funções cognitivas ocorrem no tempo, este tempo pode então ser mensurado através da duração da execução de tarefas.
FISIOLOGIA
Da impossibilidade de o sujeito ser ao mesmo tempo objeto - Este veto kantiano...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Influências científicas sobre a psicologia
  • Influências científicas sobre a psicologia
  • INFLUÊNCIAS FISIOLÓGICAS SOBRE A PSICOLOGIA
  • Influências filosóficas sobre a psicologia
  • Influências Filosóficas sobre a Psicologia
  • Psicologia como disciplina científica e discurso sobre a alma.
  • O método de observação na psicologia: considerações sobre a produção científica
  • A pesquisa científica moderna e a influência do pensamento de René Descartes sobre os seus métodos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!