Fichamento - O outro lado do alto-falante cap.2

Páginas: 9 (2220 palavras) Publicado: 30 de outubro de 2014
Capítulo 2 - O outro lado do alto-falante
Discussão de idéias e práticas precursoras da música eletroacústica
Mudanças ocorridas com o próprio ouvinte
A partir do final do século XIX, a invenção e o desenvolvimento de novos meios e instrumentos de reprodução, transmissão e produção de sons passam a alterar profundamente a percepção sonora
A eletrificação da gravação, ocorrida nos anos 1920,inicia o processo de imbricação entre as técnicas de reprodução e produção sonora, que será definitivamente consumado pela representação digital.
Na primeira fase não se leva o instrumento a sério, e o que se admira é apenas sua novidade
A segunda fase trata do processo de deformação de um modo mais genérico:
Adorno prossegue, afirmando que quanto mais perfeita a técnica de reprodução, maisesta se expõe como uma ilusão
A reprodução técnica pode colocar a cópia do original em situações impossíveis para o próprio original” Walter Benjamin.
A fotografia, pode “acentuar certos aspectos do original [...] não acessíveis ao olhar humano”, e, no caso do cinema, “fixar imagens que fogem inteiramente à ótica natural”.8
A construção (ao invés da documentação) de um evento supostamenteoriginal é prática comum no cinema desde seus primórdios
A partir da segunda metade do século XX, os instrumentos tradicionalmente usados para a reprodução sonora adquirem também o status de instrumentos de produção de música.
2.1.
A música gravada
Thomas Edison, que lançou o fonógrafo em 1877,
Principal função estaria na “redação de cartas e outras formas de ditado” Edison
O grafofone,desenvolvido no laboratório de Alexander Graham Bell e lançado em 1886, foi concebido como um aparelho de escritório.
Ganharam popularidade e rentabilidade a partir de 1889, quando foi desenvolvido um modelo que tocava trechos musicais ou humorísticos após a inserção de moedas.
Nesse mesmo período surge também o mais forte concorrente do fonógrafo, o gramofone (1887), uma criação de Emile Berliner.
Asgravações mecânicas estavam bastante longe de conseguir reproduzir minimamente a qualidade sonora à qual estava acostumado um instrumentista profissional ou o público de concertos.Mas a extensão do público por elas alcançado torna irrelevante esta comparação.
As gravações nos oferecem outra grande vantagem, a de ouví-las e estudá-las, em um tempo muito lento, como se examinássemos objetos atravésde uma lente de aumento
1920 eletrificação da gravação
Não mais a documentação, e sim a construção de um evento musical “original”
Primeira grande mudança trazida pela gravação elétrica foi que “a máquina de gravação podia agora ser retirada do mesmo espaço, criando assim o design do estúdio de gravação moderno
Mas o principal foiusar vários microfones e mixá-los durante a gravação
Assimsurgiu “a idéia de reprodução do som como criação de uma imagem, uma forma de projeção como o cinema: em outras palavras, uma forma de ilusão.” Chanan
No início dos anos 1950 o surgimento da gravação estereofônica
A adoção de gravadores com fita magnética pelos estúdios de gravação no final dos anos 1940 forneceu novas ferramentas para a “construção” de uma performance musical.
Corte e montagem detrechos de diferentes execuções de uma mesma obra
Realçar vozes internas de uma partitura difíceis de serem ouvidas ao vivo.As primeiras iniciativas musicais que se utilizaram dos novos meios de gravação e reprodução dos sons para realizar uma obra que não tem nada a ver com um evento musical original foram os estudos de ruídos de Pierre Schaeffer, transmitidos pelo rádio em 1948.
Pela primeiravez uma obra musical não é fruto de uma performance no sentido tradicional;
Os processos de composição ali empregados são muito mais próximos do cinema do que da escrita de uma partitura
Com a introdução de gravadores multipista na produção musical (quatro canais a partir de 1958), equipamentos que propiciaram uma sincronização precisa entre partes tocadas separadamente
A mixagem se torna uma...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • do outro lado do alto-falante
  • o outro Nordeste. fichamento Cap. 1
  • Fichamento cap. 2 do stolza
  • FICHAMENTO CAP 1 E 2
  • Fichamento- Footballmania Cap 2
  • fichamento cap. 2
  • Alto falante
  • Cap Tulo 2 Fichamento Certo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!