Estudo de Caso - Obesidade

Páginas: 7 (1541 palavras) Publicado: 24 de agosto de 2013
ISMAT - Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes


Pós Graduação em EXERCÍCIO E BEM-ESTAR





Planeamento e Prescrição de Exercício para a Promoção da
Saúde e Bem-estar

Estudo de caso – Adulto (30 anos), Masculino


Trabalho realizado por: Luís Pedro Santos
Fevereiro de 2013

Caraterização do Indivíduo
Nome
Manuel Maria
Idade
30 anos
Profissão
Gestor de Empresa
Peso85 Kg
Altura
1,90m
IMC
23,5 Kg/m2
FC Repouso
68 bpm
VO2 Máx.
40mL/Kg/min
Medicação
10 mg/d Sinvastatina
Antecedentes Familiares
Pais obesos; pai faleceu de enfarte aos 60 anos de idade
Tempo de Treino
Treina regularmente há 12 meses
Objetivo
Hipertofia

A OMS, em 2000, estandardizou a classificação do excesso de peso e da Obesidade baseada no IMC, para adultos de ambos os sexos.Após alguma controvérsia, devida sobretudo aos IMC apresentados pela população dos EUA, que são geralmente mais elevados, a OMS acordou que um IMC normal se situaria entre os 18,5 e os 24,9 kg/m2. No quadro seguinte, pode observar-se a classificação da Obesidade tendo em conta o IMC, segundo a OMS. 
 Classificação da Obesidade de acordo com o IMC
Classificação
IMC (kg/m2)
Risco deco-morbilidade
Baixo Peso
≤ 18,5
Baixo (risco aumentado de outros problemas clínicos)
Peso normal
18,5 a 24,9
Médio
Excesso de Peso
≥ 25
 
Pré-obesidade
25 a 29,9
Aumentado
Obesidade grau 1
30 a 34,9
Moderado
Obesidade grau 2
35 a 39,9
Severo
Obesidade grau 3
≥ 40
Muito Severo
 Apesar de não representar a composição corporal, o IMC vem sendo utilizado como uma medida aproximada degordura total, visto que apresenta uma forte correlação com a gordura corporal.
O excesso de tecido adiposo na região do tronco é um importante factor de risco de Doenças Cardiovasculares, e afecta significativamente a Tensão Arterial, entre outros.
No que diz respeito ao IMC o indivíduo em questão, o Sr. Manuel Maria, não apresenta excesso de peso, tendo um valor que se aproxima mais do máximo(24,9) do que do mínimo (18,5) do intervalo do considerado peso normal, ainda não apresenta excesso de peso.
A medição do perímetro da cintura é outro marcador alternativo da gordura visceral. Nos indivíduos do sexo feminino, perímetros da cintura superiores a 80 cm são considerados como um factor de risco acrescido de complicações metabólicas e acima dos 88 cm como um factor de risco elevado; nosindivíduos do sexo masculino esses valores são 94 e 102 respectivamente.
Este indivíduo, ao apresentar um valor de perímetro de cintura de 100 cm, e atendendo ao fato dos pais terem sido obesos deverá controlar o seu peso.
Perímetro da cintura
Homem
Mulher
Normal
Até 94 cm
Até 80 cm
 
Risco aumentado
> 94 cm
 
> 80 cm
Risco muito aumentado
> 102 cm
> 88 cm
 

Juntando o valorde IMC, que nos indica que o indivíduo está dentro do peso normal, com o valor do perímetro da cintura, que excede um pouco o limite (94 cm) podemos concluir que o indivíduo tem um abdómen com tamanho excessivo. No entanto não nos podemos esquecer que os valores de perímetro abdominal não têm em consideração a altura do indivíduo; e estamos a trabalhar com um indivíduo que tem 1,90m de altura, queé uma altura um pouco acima da média.


No que diz respeito aos valores de VO2 máx, através da análise da seguinte tabela podemos ver que o indivíduo não tem um VO2 máximo elevado, ficando-se apenas pelo percentil 35-40 dos valores médios definidos pelo ACSM 2009


ACSM's Guidelines for Exercise Testing and Prescription 2009



No que concerne aos valores de massa gorda, utilizando umacalculadora de valores normais, introduzindo o valor de peso (85 Kg), altura (1,90m), idade (30) e sexo (masculino), obteve-se a seguinte informação:



A percentagem de massa gorda é de: 18 % (estimativa)

O seu Índice de Massa Corporal (IMC) é 23.5
A classificação deste IMC é : Normal.

Nesta classificação existe um Risco Médio de outras doenças associadas.





Assim sendo,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Estudo de caso obesidade e bariatrica
  • Obesidade Infantil
  • Estudo de caso de obesidade
  • Estudo de Caso Paciente com Obesidade
  • Estudo de Caso
  • CAUSAS E CONCEQUÊNCIAS DA OBESIDADE GRAU III EM UM ESTUDO DE CASO
  • Obesidade não é apenas um problema estético. estudo de caso de geni
  • Caso clínico de obesidade

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!