EST Relatorio Fisica Experimental S TIMO FOR A DE EQUILIBRIO

Páginas: 5 (1076 palavras) Publicado: 3 de junho de 2015
ESTÁCIO – UNIRADIAL: CAMPOS VILA DOS REMÉDIOS
Física Experimental – Prof. Artur W. Carbonari

SÉTIMO EXPERIMENTO:
FORÇA DE EQUILÍBRIO

DATA DA REALIZAÇÃO: 12/05/2015

GRUPO:
JOYCE J. LIRA

MATRICULA 201408303841

1. INTRODUÇÃO
O plano inclinado, pode ser descrito como uma superfície plana, que possuem início e
término de sua inclinação em alturas diferentes, porém no mesmo plano.
Consideramospara o diagrama descrito abaixo, neste plano desconsideramos a força
de atrito entre o bloco e a rampa, sua massa chamaremos de m, e as foçar que atuam
neste bloco são:

N= Normal é a força de compreensão do corpo sobre o plano.
P= Força peso é a multiplicação da massa do corpo, multiplicado pela ação da
gravidade (apróx. 9,81 m/s²)

T= Tração é uma força exercida por meio de um fio ou uma corda

2.OBJETIVO
Estudar as forças atuantes em um plano inclinado em equilíbrio afim de:

• identificar as forças que agem no equilíbrio de um corpo numa rampa
• reconhecer o efeito das forças atuantes no corpo numa rampa;
• calcular as componentes da força peso;
• fazer um esquema das forças atuantes no corpo

3. MATERIAL UTILIZADO:
01 rampa de plano inclinado com régua
01 tripé tipo estrela
01 haste405 mm
01 fixador plástico com haste de rotação
01 carrinho
01 transferidor 90º com seta indicadora
03 discos com 50 g cada
01 dinamômetro de 2 N

4. PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL:
1. Montamos o equipamento conforme imagem abaixo nivelando a base do
plano inclinado.

2. Medimos o peso do carrinho com 1 disco acoplado usando o dinamômetro
Conforme figura 2.
3. realizamos a inclinação da rampa em umângulo 10º.
4. Em seguida medimos a tensão T no dinamômetro pelo menos 6 vezes
5. Calculamos o valor médio da tensão.
6. Repetimos a medida para a rampa nos ângulos 20º, 30º, 45º, 50º e 60º.
7. De acordo com os valores apresentados preenchemos as tabelas.
8. Repetimos o procedimento acima com 2 discos e 3 discos, completando as tabelas.

Peso do carrinho com 1 disco: P= 1,0 N
θ

T1

T1

T1

T1

T1T1

T MÉDIO

10°

0,05 0,06 0,07

0,06

0,07

0,07

0.06

20°

0,22 0,22 0,22

0,23

0,23

0,22

0.22

30°

0,42 0,41 0,41

0,41

0,42

0,42

0,41

45°

0,6 0,62 0,62

0,6

0,6

0,6

0,6

50°

0,67 0,67 0,67

0,66

0,66

0,66

0,66

60°

0,82

0,8 0,82

0,82

0,8

0,8

0,81

T1

T1

Peso do carrinho com 2 discos: P = 1,50N
θ

T1

T1

T1

T1

T MÉDIO

10°

0,12 0,12 0,12

0,11

0,11

0,11

0,11

20°0,4 0,41 0,41

0,42

0,42

0,4

0,41

30°

0,61 0,62 0,62

0,61

0,62

0,61

0,61

45°

0,91 0,91

0,9

0,9

0,9

0,9

0,9

1,4

1,5

1,5

1,5

1,51

1,21 1,21 1,21

1,22

1,22

1,22

1,21

50°
60°

1,6

1,6

Peso do carrinho com 3 discos: P =2,0 N
θ

T1

T1

T1

T1

T1

T1

T MÉDIO

10°

0,2 0,21 0,21

0,22

0,21

0,22

0,21

20°

0,61 0,61 0,62

0,6

0,6

0,6

0,6

30°

0,9

0,9

0,9

0,9

0,90,41

45°

1,32 1,31 1,32

1,32

1,3

1,31

1,31

50°

1,42 1,42 1,41

1,42

1,41

1,4

1,41

1,61

1,61

1,61

1,6

60°

1,6

0,9

1,6

1,6

9. Diagrama mostrando as forças que agem sobre o carrinho

10. A partir do diagrama, escreva a expressão para a componente paralela da foça-peso, Px, em
função do ângulo de inclinação θ:
EXPRESSÃO DA FORÇA PESO PX

Px = P . SEN θ

11. Escreva a expressãopara a componente perpendicular da força-peso, Py em função do ângulo
de inclinação θ:
EXPRESSÃO DA FORÇA PESO PY

Py = P . COS θ

12. .Calcule as componentes Px e Py para cada ângulo medido, e complete as tabelas com os
valores da força normal N e da tração calculada Tcalc. Coloque os valores da tração média, Tmedia
e calcule o desvio relativo δR entre Tcalc.e Tmedia

carrinho com 1 disco
θ
10°20°
30°
45°
50°
60°

P (N)
1
1
1
1
1
1

Px
(N)
0,17
0,34
0,5
0,7
0,76
0,86

Py
(N)
0,98
0.93
0,86
0,7
0,64
0,5

N
(N) T calc (N)
-1
-0,17
-1
-0,34
-1
-0,5
-1
-0,7
-1
-0,76
-1
-0,86

T média
(N)
0.06
0.22
0,41
0,6
0,66
0,81

δR
(%)
-1,17
-0,34
-0,5
-0,7
-0,76
-0,86

P (N)
1,5
1,5
1,5
1,5
1,5
1,5

Px
(N)
0,26
0,51
0,75
1,06
1,14
1,29

Py
(N)
1,47
1,4
1,29
1,06
0,96
0,75

N
(N) T calc (N)
-1,5...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Relatorio de fisica
  • Relatorio de fisica
  • Relatório de física
  • Relatório de Física UFC
  • Relatorio fisica experimental 3
  • Relatório física experimental
  • Relatorio fisica experimental 09
  • Relatório de física experimental: paquímetro

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!