escola dos annales

Páginas: 13 (3014 palavras) Publicado: 7 de junho de 2014
Imagem: Braudel
A proposta da Escola dos Annales e a “História Nova”



O texto a seguir abordará as três gerações da Escola dos Annales, desde 1929 a 1990, passando pela origem da “escola” e finalizando com a história nova, bem como as suas problemáticas. Portanto, não vamos expor uma discussão longa sobre a trajetória do seu mais ilustre criador, nem tão pouco sobre o surgimento da Escolados Annales e do seu desenvolvimento[1], mas sim, nos determos sobre as diferenças entre história normal e a Escola dos Annales. Porém, analisaremos a história nova como uma nova retaguarda de defesa e propulsora dos pressupostos criados na segunda década do século XX, bem como proporemos uma discussão para o tema. Ademais, tentaremos expor as nossas idéias conjuntamente com as discussões queforam estabelecidas pelo item quatro da terceira atividade.

Ao criar a Escola dos Annales, Febvre e Bloch, não se preocuparam em criar um paradigma, mas sim propor um novo campo de atuação para a história, conjuntamente com as ciências sociais, buscando a interdisciplinaridade, a fim de retirar-lhe do isolamento, dando-lhe um caráter revolucionário e realizando uma mudança considerável noconhecimento histórico. Os defensores dos Annales, na verdade, quiseram propor uma nova concepção de ciência histórica ao rejeitar a “história normal ou historiografia tradicional” [2], provocando então, a idéia de progresso para a história e estabelecendo um novo olhar e um novo pensar histórico. A “revolução científica” [3] promovida no campo histórico, ou melhor, dizendo, o(s) paradigma(s) [4] criado(s)no campo da História, só tornou-se possível por meio da associação e do compartilhamento dos conhecimentos históricos com outras ciências sociais, no intuito de provocar, “uma mudança substancial ou uma descontinuidade no saber histórico” [5].

O estudo dos métodos e novas possibilidades para a história têm se tornado verdadeiramente importante e imprescindível, diante dos paradigmas dasciências sociais e humanas e de nossa sociedade como um todo. Algumas tentativas foram de extremo valor e buscaram dar respostas às diversas e novas demandas do pensamento historiográfico.

No século XIX, momento decisivo no sentido de definir o papel do historiador e por conseqüência da história enquanto ciência, foi possível verificar e ampliar o conceito de método das ciências naturais parainvestigar e verificar a verdade histórica dos fatos [6]. Outra importante preocupação do século XIX foi com relação à fidelidade das informações retiradas dos documentos considerados até esse período, como verdade absoluta e inquestionável, não sendo papel do historiador questioná-lo e muito menos inferir sobre a sua interpretação.

Os historicistas que nos darão as primeiras brechas para umaflexibilidade maior diante do documento afirmavam que o objeto do cientista natural é infinitamente diferente do cientista social – natureza e cultura. Para a ciência da cultura teríamos elementos novos que somariam aos métodos da ciência natural, ampliando-os e os tornando viáveis para a análise histórica. Os elementos de que estamos falando, estariam fora dos campos possíveis de comprovação através dalógica formal – seria eleger elementos que nos trouxessem aspectos da vida dos sujeitos históricos, do cotidiano e ainda do imaginário. A intuição, a compreensão e a empatia seriam elementos que poderiam trazer essas novas variáveis, para que fossem incorporados ao pesquisador da história.

O fato histórico a partir dessa abordagem, de história enquanto ciência da cultura, se tornando maisacessível, permanece único e irrepetível, preservando fortes traços do positivismo comteano, mas sua compreensão agora é distinta. O método, então perde o formato positivo onde as comprovações seriam obrigatórias, devido a forte influência dos métodos conhecidos das ciências naturais.

O historiador em sua pesquisa, a partir do pensamento historicista perderia inúmeras regras, reveria as antigas...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Escolas dos Annales
  • A escola dos annales
  • Escola De Annales
  • Escola de annales
  • A Escola dos Annales
  • A Escola dos Annales
  • Escola de Annales
  • Escola dos annales

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!