Educação

Páginas: 47 (11707 palavras) Publicado: 17 de setembro de 2014
RES: Texto integral

RES

Page 1 of 22

NOTA: este documento representa uma versão não editada do texto final. Para
referência ou citação recorra à publicação impressa.
Sharit Bhowmik

Retroceder

As cooperativas e a emancipação dos marginalizados: estudos de caso de duas
Retroceder cidades na Índia
Retroceder Introdução
English
Este capítulo procura analisar o papel dostrabalhadores cooperativos no empoderamento
de sectores marginalizados da classe trabalhadora. Exemplificaremos esta situação com a
ajuda de dois estudos efectuados em duas diferentes metrópoles na Índia. Estas são
Ahmedabad, na Índia Ocidental, e Calcutá, na Índia Oriental. Estudaremos as
cooperativas formadas por colectores de lixo em Ahmedabad e cooperativas de
trabalhadores em Calcutá. Estes casosmostram-nos como os trabalhadores
marginalizados pela sociedade tentam, através da acção colectiva, proteger o seu direito a
um emprego remunerado.
O processo de globalização, através dos ajustamentos estruturais, afectou
desfavoravelmente a classe trabalhadora em todo o mundo. O trabalho em muitos dos
países desenvolvidos ressentiu-se, uma vez que a reestruturação da indústria conduziu,invariavelmente, ao desemprego, originado pelo encerramento das unidades industriais
«não lucrativas». Na Índia, a Declaração sobre Políticas Industriais, efectuada no
Parlamento a 24 de Julho de 1981, estava em sintonia com o processo global de
ajustamento estrutural. Duas características evidentes desta política são: em primeiro
lugar, minar o sector público e, em segundo lugar, a redução doemprego no sector
organizado e formal. Em geral, os sindicatos opuseram-se a esta política e organizaram
greves nacionais, o encerramento de fábricas e comícios. Tudo isto teve um impacto nulo
ou reduzido nas decisões do governo.
Os principais problemas são enfrentados pelos trabalhadores das pequenas e médias
indústrias, onde as disposições legais respeitantes à segurança no emprego e àsegurança
social não são aplicadas com o mesmo rigor. Estes trabalhadores constituem o grosso da
mão-de-obra da indústria do país. É nestas áreas que são necessários meios alternativos
de produção. O governo mostrou algum interesse em encorajar o controlo das empresas
por parte dos trabalhadores. O parágrafo 16 da Declaração sobre Políticas Industriais
estabelece: «a participação dos trabalhadoresna administração será incentivada. Os
trabalhadores das cooperativas serão encorajados a participar em programas concebidos
para regressarem às empresas em dificuldades económicas». Até agora, isto parece pouco
credível, dado o governo não ter tomado qualquer posição para encorajar estas
cooperativas. Simultaneamente, existem algumas cooperativas que surgiram através da
luta dostrabalhadores para manter o emprego e a produção. Há alguns exemplos de
cooperativas de trabalhadores em plantações de chá, minas e unidades industriais. Os
trabalhadores da Sonali Tea Estate, uma plantação de chá que emprega cerca de 500
trabalhadores no distrito de Jalpaiguri no estado de Bengal Oeste, formaram, em 1974, a
primeira cooperativa de trabalhadores da indústria do chá. Em Tripura, um Estadono
Nordeste da Índia, cinco plantações de chá são gerida com sucesso, desde 1980, por estes
trabalhadores (Bhowmik, 1992). Em Dali Rajhara, próximo da Plantação Bhilai Steel

file:///C:/Users/Daniela%20Lopes/Desktop/RES%20%20Texto%20integral.htm

9/14/2014

RES: Texto integral

Page 2 of 22

Plant, no Estado de Chattisgarth, na Índia Central, existem seis cooperativas detrabalhadores que trabalham no ferro fundido ou na extracção de minério (Bhowmik,
1994). Desde o início da década de 80, existem em Calcutá, a capital do estado de Bengal
Ocidental, pelo menos 20 unidades industriais que são geridas por trabalhadores
cooperativos. Todas estas cooperativas sobrevivem com pouco ou nenhum auxílio
financeiro por parte do governo. O facto de estas cooperativas terem...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Educação
  • Educação
  • Educação
  • Educacao
  • Educação
  • Educação
  • Educação
  • Educação

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!