Economia Solid Ria Fundamento De Uma Globaliza O Humanizadora

Páginas: 17 (4209 palavras) Publicado: 4 de junho de 2015
1
Economia Solidária, fundamento de uma Globalização Humanizadora

Economia solidária, fundamento de
uma globalização humanizadora
Contribuição do GT de Economia Solidária para o
lançamento do debate sobre Economia Solidária

A questão-chave a debater na Conferência e Seminário sobre Economia Solidária
consiste no seguinte: a economia solidária está orientada apenas a mitigar os problemassociais
gerados pela globalização neoliberal, ou tem a vocação de constituir o fundamento de uma
globalização humanizadora, de um desenvolvimento sustentável, socialmente justo e voltado
para a satisfação racional das necessidades de cada um e de todos os cidadãos da Terra
seguindo um caminho intergeracional de desenvolvimento sustentável na qualidade de sua vida.

Ao longo da história, o capitalismo temse caracterizado pela sua capacidade de
desenvolver as capacidades produtivas. Contudo, sua produtividade tem sido acompanhada por
uma constante concentração da riqueza e da renda, resultando em crescentes desigualdades
sociais, miséria e exclusão. A economia de mercado capitalista está fundada na crença de que o
mercado é capaz de auto-regular-se para o bem de todos, e que a competição é omelhor modo
de relação entre os atores sociais. Mas a lógica do mercado capitalista só reconhece as
necessidades humanas que podem ser satisfeitas sob a forma de mercadorias e são
oportunidades de lucro privado e de acumulação de capital. O capital só reconhece a demanda
efetiva, isto é, o poder de compra. Quem tem necessidades, mas não tem poder de compra não é
reconhecido como sujeito de direitospelo capital. Num mundo de desemprego crescente, em que
a grande maioria dos trabalhadores não controla nem participa da gestão dos meios e recursos
para produzir riquezas, um número sempre maior de trabalhadores e famílias perde o acesso à
remuneração e fica excluído do mercado capitalista. Por outro lado, a competição nos marcos
deste mercado lança trabalhador contra trabalhador, empresa contraempresa, país contra país,
numa guerra sem tréguas em que todos são inimigos de todos e ganha quem for mais forte, mais
rico e, freqüentemente, mais trapaceiro e corruptor ou corrupto. A história tem mostrado que o
número dos que ganham acesso à riqueza material é cada vez mais reduzido, enquanto aumenta
rapidamente o número dos que só conseguem compartilhar a miséria e a desesperança. Além

2Economia Solidária, fundamento de uma Globalização Humanizadora

disso, tanto o conceito de riqueza como os indicadores de sua avaliação parecem reduzir-se ao
valor produtivo e mercantil, sem levar em conta outros valores como o ambiental e o social de
uma atividade econômica.

Neste cenário, sob diversos títulos – economia solidária, economia social, socioeconomia
solidária, humanoeconomia, economiapopular, economia de proximidade etc, têm emergido
práticas de relações econômicas e sociais que, de imediato, propiciam a sobrevivência e a
melhora da qualidade de vida de milhões de pessoas em diferentes partes do mundo. Mas seu
horizonte vai mais além. São práticas fundadas em relações de colaboração solidária, inspiradas
por valores culturais que colocam o ser humano como sujeito e finalidadeda atividade
econômica, em vez da acumulação privada de riqueza em geral e de capital em particular. As
experiências, que se alimentam de fontes tão diversas como as práticas de reciprocidade dos
povos indígenas de diversos continentes e os princípios do cooperativismo gerado em Rochdale,
Inglaterra, em meados do século XIX, aperfeiçoados e recriados nos diferentes contextos
socioculturais,ganharam múltiplas formas e maneiras de expressar-se. Apesar dessa diversidade
de origem e de dinâmica cultural, a valorização social do trabalho humano, a satisfação plena
das necessidades de todos como eixo da criatividade tecnológica e da atividade econômica, o
reconhecimento do lugar fundamental da mulher e do feminino numa economia fundada na
solidariedade, a busca de uma relação de intercâmbio...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resumo Economia Solid Ria
  • A Globaliza O Da Economia
  • PROJETO A O SOLID RIA
  • Economia Da Globaliza O
  • Trabalho Barriga Solid Ria
  • RESPONSABILIDADE SOLID RIA
  • Slides Comunidade Solid Ria
  • RESPONSABILIDADE SOCIAL JORNADA SOLID RIA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!